Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Prefeitura ressalta esforço para concessão do reajuste salarial dos professores
Foto: Reprodução / APLB

Após rodadas de negociação e indicativo de greve pelos professores da rede municipal (reveja aqui), a prefeitura de Salvador apontou que realizou "diversas concessões" e mesmo assim a categoria se manteve irredutível. "Após dois anos praticamente sem aula, esta decisão representa um incalculável prejuízo para as crianças que dependem da rede municipal de ensino e que, mais do que nunca, precisam recuperar o tempo que a pandemia lhes tirou", disse a prefeitura. 

 

De acordo com a gestão, atualmente, a folha do Magistério municipal já consome mais de 100% dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Além disso, a Prefeitura não só já cumpre o piso salarial da categoria, conforme decisão do Superior Tribunal Federal (STF), mas também assegura uma das melhores remunerações do Brasil para os professores da rede pública.

 

"Como decorre da lei, o movimento grevista expõe os professores aos inevitáveis descontos em seus contracheques pelos dias não trabalhados. Por isso, a Prefeitura mantém a postura de negociação, aguardando a sensibilidade da categoria para resolver a situação com serenidade", finaliza.
 

Histórico de Conteúdo