Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bolsonaro relativiza atos de 7 de Setembro e afirma: 'Eu nunca serei preso'
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a relativizar os atos de 7 de Setembro do ano passado e afirmou que nunca seria preso. Bolsonaro também comentou a facada sofrida por ele durante a campanha de 2018, insinuando que o crime tinha a intenção de tirá-lo da disputa eleitoral.

 

“Todo aquele que viu nas manifestações de rua de sete de setembro ou primeiro de maio como sendo manifestações contra a democracia, atos antidemocráticos, pra mim essa pessoa é um psicopata ou imbecil. A liberdade é mais importante que a nossa própria vida. Porque mais da metade do meu tempo eu me viro contra processos que até já falam que eu vou ser preso. Por Deus que está no céu, eu nunca serei preso”, declarou o presidente.

 

As falas foram feitas durante evento do setor de supermercados, realizado em São Paulo, nesta segunda-feira (16). Bolsonaro, que é pré-candidato à reeleição em 2022, também afirmou ter “"uma história para contar sobre urna eletrônica", mas não completou a frase. De forma recorrente, o presidente tem atacado e levantado questionamentos sobre a confiabilidade do sistema eleitoral brasileiro.

Histórico de Conteúdo