Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Homens que morreram com 'pinga' estavam esperando pagamento pelos serviços prestados
Foto: Unsplash

Os homens que morreram intoxicados com uma bebida que eles acharam ser pinga (veja aqui), aguardavam o pagamento pelos serviços prestados no local, dentro de um ônibus em uma fazenda, em São Félix do Coribe, oeste baiano. 

 

De acordo com a Polícia Civil, o grupo estava no ônibus, de onde seguiria para outra fazenda na região, quando um dos trabalhadores ofereceu uma dose de bebida aos colegas. Ao ingerir o líquido, as sete pessoas começaram a passar mal ainda no ônibus. Algumas vítimas tiveram convulsões. 

 

Conforme a publicação, as vítimas foram socorridas para uma unidade de saúde. O homem que ofereceu a bebida já prestou depoimento e outros depoimentos estão agendados. O Departamento de Polícia Técnica fará a necropsia e o exame toxicológico para identificar que substância teria sido ingerida pelos trabalhadores.

 

Outros quatro trabalhadores hospitalizados foram identificados como Anderson Santos das Neves, que chegou a ser entubado; Elena Deziderio Bispo está em observação, Soniele Alves da Silva foi transferida para o município de Barra e Carina Catia dos Santos está em estado grave.

 

De acordo com o G1, os trabalhadores hospitalizados são moradores de Porto Novo e alguns do município de Serra do Ramalho. O caso é investigado na 26ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil (26ª Coorpin) de Santa Maria da Vitória.

 

Histórico de Conteúdo