Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Homem acusado pela morte de pediatra em Barra se entrega à polícia
Foto: Reprodução / Redes sociais

O homem apontado como provável mandante do crime de homicídio do médico pediatra Júlio César na cidade de Barra no último dia 23 (relembre), se apresentou na 11ª COORPIN da cidade de Barreiras e foi preso. O autor foi identificado como Diego Cigano. Ele segue à disposição da justiça. 

 

Diego estava foragido desde o dia do crime.  À época a Polícia Civil já realizava buscas em três possíveis locais onde ele poderia estar escondido (reveja).

 

Apesar de Diego ser apontado como mandante do crime, a família do médico acredita que Diego Silva tenha sido um intermediário entre a pessoa que encomendou o assassinato e os executores.

 

Até então, quatro suspeitos já foram presos. Dentre eles estão os executores do crime e um casal (relembre). Os três homens foram encaminhados para a penitenciária de Barreiras e a mulher está presa na delegacia de Barra. A polícia segue em busca do mandante do crime.

 

As investigações da Polícia Civil sobre o assassinato do médico pediatra Júlio César de Queiroz Teixeira, constataram que os envolvidos no crime receberam R$ 4 mil reais. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA),a motivação do homicídio teria se dado por um suposto assédio sexual por parte do médico à esposa do mandante do homicídio.  

Histórico de Conteúdo