Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

TJ-BA promove webinário sobre gênero e orientação sexual
Foto: Divulgação

A Universidade Corporativa do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) promove nesta quarta-feira (5) o webinário “A Importância de Discutir Identidade de Gênero e Orientação Sexual no PJBA: Contribuições do Direito e da Psicologia”, uma iniciativa  da Comissão para a Promoção de Igualdade e Políticas Afirmativas em Questões de Gênero e Orientação Sexual  (Cogen). Aberto ao público, o evento será transmitido pelo canal do TJ-BA no Youtube, às 16h.

 

O objetivo é falar de gênero e orientação sexual no TJ-BA, buscando lançar as bases para um novo paradigma na gestão de pessoas. O intuito desta ação, que representa o comprometimento em inserir a discussão sobre os direitos LGBTQIA+ no dia a dia da instituição, gerando empoderamento dos servidores, juízes e demais membros de apoio, bem como melhorias efetivas no bem-estar e na integração social de toda essa comunidade.

 

O professor doutor Leandro Reinaldo da Cunha e a professora doutora Jaqueline Gomes de Jesus apresentam seus pontos de vista sobre o tema, em um debate conduzido pelo juiz Mário Soares Caymmi Gomes, que é presidente da Cogen. A abertura do evento ficará a cargo da Juíza Rita Ramos, Coordenadora-Geral da Unicorp.

 

A doutora em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações e professora de Psicologia do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), Jaqueline Gomes de Jesus, que é mulher transgênero, fará uma abordagem sob a ótica psicológica. Ela é Pesquisadora-Líder do ODARA – Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Cultura, Identidade e Diversidade (IFRJ), investigadora da Rede de Antropologia Dos e Desde os Corpos, membro da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO), da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN) e da Associação Brasileira de Psicologia Política (ABPP).

 

Já Leandro Reinaldo da Cunha, professor Titular-Livre de Direito Civil da Universidade Federal da Bahia (Ufba), falará sobre a questão do ponto de vista jurídico. Cunha é Líder do Grupo de Pesquisa “Direito e Sexualidade”, investigador da Rede Interdisciplinar de Estudos “Visões Cruzadas sobre a Contemporaneidade” e autor de “Identidade e redesignação de gênero: aspectos da personalidade, da família e da responsabilidade civil”.

Histórico de Conteúdo