Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Luva de Pedreiro acusa empresário de hackear WhatsApp e tirar Tik Tok: 'Esculhambação'
Foto: Reprodução / Instagram

O influenciador digital Iran Ferreira, mais conhecido como Luva de Pedreiro, acusou o empresário Allan Jesus de hackear seu WhatsApp e bloquear o acesso à sua conta no Tik Tok. O baiano fez a revelação neste domingo (26) através de publicação no Instagram.

 

"Fala minha tropa, galera, eu tenho um WhatsApp aqui, galera, que foi meu ex-empresário que fez, galera, e ele sumiu do meu celular. Eu não tenho, hackearam meu WhatsApp. Qualquer mensagem que chegar aí, não foi eu que mandei", disse num vídeo. "Aí é esculhambação aí galera, fala verdade, eu não estou nem mexendo no TikTok po, está pedindo senha para entrar no TikTok agora. Só quem sabe a senha é o pessoal lá, meus ex-empresários lá", contou horas mais tarde.

 

Luva de Pedreiro possui 17,3 milhões de seguidores no Tik Tok.

 

"Eu comecei no TikTok foi sozinho, com Deus, todo mundo sabe", completou o influencer.

 

EMPRESÁRIO REBATE
O empresário Allan Jesus, que agenciava a carreira de Luva de Pedreiro, também foi ao Instagram rebater as acusações do ex-cliente. Ele disse que vem sendo ameaçado desde o início da polêmica com o influencer.

 

"Gostaria de deixar claro que na quinta-feira passada fomos solicitados pelo Iran a enviar para ele todos os acessos e login das redes sociais. Foi feito isso, temos como provar. Sobre o TikTok, que ele acabou de postar, ele estava conectado, conforme este print. No dia 24 ele estava conectado. Hoje à tarde eu fui surpreendido e fui desconectado da conta do TikTok. Por falta de conhecimento técnico de sua nova equipe, quando eles me desconectaram, eles esqueceram de alterar o e-mail de segurança, uma vez que o e-mail que o Iran usava não era um e-mail seguro. Eles deveriam ter alterado o e-mail de segurança antes de me desconectar", falou. "Uma vez que tentaram logar em outro aparelho, se eles viram que tinham um e-mail de segurança, eles poderiam, assim como foi pedido na quinta-feira, me pedissem o código para logarem. Eles não fizeram isso. Só fizeram após o Iran ir para a internet me acusar, fazendo com que aumente ainda mais as ameaças a minha vida, a minha família, a minha integridade física e mental", continuou. "Sobre o WhatsApp que o Iran mais uma vez me atacou hoje. O que acontece é que fui comunicado que ele não seguiria comigo e apenas hoje, devido as inúmeras ameaças que venho sofrendo, decidi cancelar algumas linhas de telefone. Ele usava uma linha minha há alguns meses, e apenas hoje eu decidi cancelar. Então uma vez que ele decidiu seguir sem mim, a sua equipe deveria ter orientado ele, ou ele mesmo ter vindo buscar uma nova linha de telefone para ele usar. Estou cancelando algumas linhas de telefone para que eu pare de receber ameaça e para que eu preserve a minha integridade e minha vida", finalizou.

 

A polêmica entre Luva de Pedreiro e Allan Jesus começou no último dia 19. O influencer fez um desabafo anunciando uma pausa na produção de conteúdo para as redes sociais. Ele também parou de seguir o empresário.

 

Em seguida, o colunista Léo Dias, do site Metrópoles, revelou que o baiano tinha apenas o valor de R$ 7.500 em duas contas bancárias. Quantias irrisórias diante dos patrocínios e alcance nas redes sociais. Inclusive, ele fechou um contrato de R$ 1 milhão recentemente com a Amazon, canal de streaming.

Histórico de Conteúdo