Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 05 de Maio de 2021 - 17:30

Independiente é autuado pela Anvisa por descumprir isolamento ao jogar contra o Bahia

por Ulisses Gama / Milena Lopes

Independiente é autuado pela Anvisa por descumprir isolamento ao jogar contra o Bahia
Foto: Max Haack/Ag Haack/Bahia Notícias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autuou os 36 integrantes da delegação do Independiente que estiveram em Salvador para a realização do jogo contra o Bahia pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. A equipe chegou à capital baiana com 11 casos de Covid-19, entre jogadores e comissão técnica, e realizou a partida contra o Tricolor mesmo com aviso de que os demais membros do grupo, com teste negativo, deveriam cumprir isolamento no hotel. 

 

A autuação da Anvisa aconteceu na noite da última terça-feira (4) após descumprimento das regras sanitárias de entrada em território brasileiro. Após integrantes do Independiente chegarem a Salvador com resultados positivos para o teste de Covid-19, realizado no dia 1 de maio, o grupo foi barrado no aeroporto da cidade e os contaminados precisam retornar para a Argentina. A regra vigente para entrada no Brasil é a exigência de apresentação de exames realizados até 72h antes da viagem que comprovem o resultado negativo para a doença. 

 

Para o restante dos membros do clube, que tinham apresentado resultado negativo nos testes, mas haviam tido contato com os casos de contaminação, foi informada a necessidade de isolamento no hotel até que uma decisão fosse tomada pelos órgãos de saúde competentes. A Conmebol decidiu por manter o jogo para a noite de terça e a comissão do Independiente se deslocou para o estádio para realizar a partida, que terminou em 2 a 2. 

 

Com a infração sobre as medidas de isolamento e segurança sanitária, a Anvisa autuou os integrantes do Independiente, que estão sujeitos a multas a partir de R$ 2 mil. Atletas e membros da comissão têm até 15 dias para recorrer e apresentarem suas defesas. Além disso, eles irão responder em esfera penal pelo crime contra a saúde pública brasileira. Ainda será marcada uma data para que o grupo preste esclarecimentos à Justiça brasileira. 

 

O médico do Independiente alegou que não tinha conhecimento sobre a restrição de entrada do país e, por esse motivo, embarcou com atletas que tinham testado positivo na última semana (veja aqui). 

Histórico de Conteúdo