Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Turbilhão Feminino: Supercopa do Brasil de Futebol Feminino terá 8 equipes na 1ª edição
Foto: Divulgação / CBF

Confirmada para os dias 6 e 13 de fevereiro, a primeira edição da Supercopa do Brasil de Futebol Feminino terá a participação de Corinthians, Cruzeiro, Esmac – PA, Flamengo, Grêmio, Internacional, Palmeiras e Real Brasília.

 

Em busca deste título inédito, as equipes farão duelos eliminatórios que serão pré-definidos através de sorteio público, em que todos poderão se enfrentar.

 

Previsto no regulamento oficial da competição, a Supercopa Feminina seguirá os seguintes critérios: os oito clubes melhores colocados (limitados a um por Estado), entre os 12 melhores do Brasileirão Feminino A1 (2021) e os quatro melhores do Brasileirão Feminino A[1]2 da temporada passada.

 

A criação da Competição promete fomentar ainda mais o Futebol Feminino Brasileiro que já conta com dois Campeonatos adultos, Brasileirão A-1 e A-2, além de três na Base: Brasileirão Sub-18, Sub-16 e a Liga de Desenvolvimento Sub-16 e Sub-14.

 

Os duelos da Primeira Fase (Quartas de Final) serão realizados no dia 6 de fevereiro (domingo), enquanto os jogos da Segunda Fase (Semifinal) serão disputados no dia 9 de fevereiro (quarta-feira). A grande decisão da Supercopa está marcada para o dia 13 de fevereiro (domingo). Vale destacar que todas as partidas ocorrerão em sistema de mata-mata, com disputa de pênaltis em caso de empate.

Histórico de Conteúdo