Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Escritor cabo-verdiano Germano Almeida vence 30ª edição do Prêmio Camões
Foto: Divulgação

O escritor cabo-verdiano Germano Almeida é o vencedor da 30ª edição do Prêmio Camões, mais importante troféu literário da língua portuguesa. O anúncio foi feito pelo ministro da Cultura português Luís Fillipe Castro Mendes, na tarde desta segunda-feira (21), em Lisboa, Portugal. "Sabia que o resultado seria anunciado nos próximos dias, mas não imaginava ganhar. Certamente não fazia parte dos meus planos”, contou o escritor ao jornal O Globo. “Prêmios são relativos. [Este] não muda a minha forma de ser e estar. Calhou a mim como poderia ter calhado a milhares de outras pessoas. Valorizo como uma conquista que não é minha, mas de Cabo Verde. Enobrece o nome de nosso país, espero que sirva como exposição para nossa literatura como um todo", acrescentou Almeida, que não sabia que a vitória também lhe dava direito a um prêmio em dinheiro no valor de 100 mil euros. Nascido em 1945 na ilha da Boavista, em Cabo Verde, Germano Almeida é advogado, além de escritor. Sua obra mais famosa, e única a ser publicada no Brasil, é “O Testamento do Senhor Napumoceno da Silva Araújo”. Em 2017, o ganhador do Prêmio Camões foi o português Manuel Alegre, enquanto no ano anterior, venceu o brasileiro Raduan Nassar (clique aqui).



Histórico de Conteúdo