Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 14 de Agosto de 2021 - 05:06

'Café com pão manteiga não...'

por Aloisio da Franca Rocha Filho

'Café com pão manteiga não...'
Foto: Acervo pessoal

“Solitário do lado de fora...”

 

Solitário do lado de fora
percebo dentro de ti ainda
o que restou de nós...
fragmentos...
não têm centro...
caem pela tangente dos teus olhos
inteiros...
tua alma...teu doce sorriso
me animava
e das perguntas do meu semblante
respostas mudas valiam menos
do que beijos...
eles me convenciam mais
torci para que perdesses
o trem
preferiste ganhar os trilhos
na estação do aceno vão...
e... enquanto...
enquanto o trem apitava...
suas rodas de aço
sobre trilhos... sobre dormentes...
ensaiavam as primeiras notas
de sua antiga cantiga...
“café com pão
manteiga não...”
“café com pão
manteiga não...”

 

 

"Em algum lugar"

 

Em algum lugar
onde a vida não seja um sopro
e reine um silencio total
para um homem
qualquer, existe?
Metafísica...
metafísica do
silencio total
jamais escutei
esse  a b s o l u t o...
quem já o ouviu?
voo raso de uma vespa-fada voadora
derrubaria seu
 reino...

 

 

No banco do jardim um..."

 

 no banco do jardim um velhinho
cabeça toda branca descansa
os passantes olham-no
como a dizer
a vida é longa...
fotografam...
soprando o vento a favor ali
e contra eles o futuro próximo
se lograrem aqueles fios brancos...
quão breve a vida...
dirão

Histórico de Conteúdo