Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 06 de Maio de 2021 - 00:00

Pandemia adia inauguração da 'Cidade da Música'; previsão muda para 2º semestre

por Maurício Leiro / Bruno Leite

Pandemia adia inauguração da 'Cidade da Música'; previsão muda para 2º semestre
Foto: Reprodução / Instagram @myphantomtoy

A prefeitura de Salvador aguarda o arrefecimento da pandemia para inaugurar a Cidade da Música, no Casarão dos Azulejos Azuis, no bairro do Comércio. O esquipamento, dedicado à história da música brasileira, estava previsto para ser entregue no dia 29 de março, mas teve o prazo adiado em razão da crise sanitária.

 

Em contato com o Bahia Notícias, o secretário de Cultura, Fábio Mota, afirmou que o museu está com tudo pronto para ser aberto e que acredita que isso pode acontecer no segundo semestre de 2021.

 

Para a gestão da Cidade da Música - e de outros equipamentos culturais da capital - a ViaPress foi contratada pela gestão municipal (relembre aqui). Ela será responsável pela administração do local, bem como a exploração de pontos de venda de produtos no interior do museu. O artista e arquiteto Gringo Cardia assina a museografia, expografia, videografia e design do espaço. 

 

O Casarão de Azulejos Azuis engloba quatro pavimentos, sendo um piso térreo e mais três e sua construção data do século XIX. As intervenções no prédio incluíram a revitalização da fachada e de outras estruturas originais.

Paulo Gustavo ajudou financeiramente 120 pessoas que trabalharam em seus filmes
Foto: Reprodução / Instagram

A diretora Susana Garcia, melhor amiga de Paulo Gustavo, publicou um texto emocionante nesta quarta-feira (5) em homenagem ao ator. Na publicação, Susana revela que Paulo fez doações para a compra de oxigênio em Manaus, durante o colapso no sistema de saúde no estado em janeiro deste ano (veja aqui). 


"Você enviou 500 mil reais para compra de oxigênio e nunca divulgou nada. Lembro um dia, antes de você ser intubado, que você me disse que estava sentindo muita falta de ar, mesmo com cateter de oxigênio, e que você estava feliz de ter comprado oxigênio para as pessoas. Nesse dia no hospital, como sei o quanto você ama os seus amigos, eu comecei a falar de cada um deles e você se emocionou, chorou, a sua saturação caiu e eu na hora mudei de assunto e comecei a falar de projetos. Você disse que queria transformar todo aquele seu sofrimento em arte", escreveu a diretora. 

 

A amiga pessoal do humorista também contou que ele ajudou financeiramente 120 pessoas durante três meses. "Você, na pandemia, depositou por três meses, mil reais por mês para quase 120 pessoas que trabalharam nos filmes que nós fizemos. Você mandou um e-mail pra todo mundo das equipes perguntando quem estava precisando de ajuda. E as pessoas foram tão corretas, que várias falaram que estavam conseguindo segurar e que não precisavam. Mas a maioria recebeu essa ajuda", contou. Susana dirigiu Paulo em diversos projetos, como Minha Vida Em Marte.

 

Paulo Gustavo morreu nesta terça-feira (4), aos 42 anos, após complicações da Covid-19. O artista estava hospitalizado desde 13 de março, em uma unidade do Rio de Janeiro (veja aqui).

 

Jorge Vercillo faz live show especial em homenagem ao Dia das Mães 
Foto: Divulgação

O cantor e compositor Jorge Vercillo faz um live show especial em homenagem ao Dia das Mães, neste domingo (9). A apresentação será transmitida gratuitamente na conta do MPB Play e na do próprio artista, no YouTube, a partir das 21h. 

 

O espetáculo, que integra a programação do projeto MPB em Movimento, conta com um repertório de sucessos como "Monalisa", "Que Nem Maré" e "Encontro das Águas", além de canções mais recentes do artista.

Quarta, 05 de Maio de 2021 - 13:50

Paulo Gustavo adiou série 'Minha Mãe É uma Peça' por causa da Covid

por Folhapress

Paulo Gustavo adiou série 'Minha Mãe É uma Peça' por causa da Covid
Foto: Divulgação

Paulo Gustavo, morto nesta terça (4) aos 42 anos por complicações da Covid-19 (saiba mais), se preparava para gravar a série "Minha Mãe É uma Peça". Por causa da pandemia, os trabalhos que teriam início em fevereiro, precisaram ser adiados, segundo a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo.
 

Grande sucesso nos cinemas, a produção seria protagonizada por Dona Hermínia, personagem criada por Paulo Gustavo e que era inspirada na mãe do ator, Déa Lúcia.
 

A série deveria ir ao ar na Globo, no Multishow e no Globoplay e teria a direção de Susana Garcia, irmã de Mônica Martelli, e também responsável por dirigir o terceiro filme da franquia.
 

"Minha Mãe É uma Peça 3" ostenta atualmente o título de maior bilheteria de filme nacional de todos os tempos, com uma renda bruta de R$ 143,9 milhões.
 

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo em 2020, Paulo Gustavo disse que foi ainda na infância que começou o processo de criar personagens, quando imitava tias e avós durante festas e confraternizações familiares. Dona Hermínia é inspirada em sua própria mãe, dona Déa Lúcia.
 

"Ela ganhou o carinho de muita gente. Quando olho as roupas dela, isso mexe comigo, é como se eu a tratasse como algo meio sagrado para mim, sabe? Essa personagem mudou minha vida para sempre. Nunca imaginei que o que eu escrevia fosse ter essa repercussão dessas", afirmou o ator, na ocasião.
 

Dona Hermínia surgiu primeiro nos palcos, e estourou no monólogo "Minha Mãe É uma Peça", que depois deu origem aos filmes.
 

Paulo Gustavo, que morreu nesta terça-feira, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital no Rio de Janeiro desde o dia 13 de março com Covid-19.
 

Uma semana após a internação, ele teve de ser intubado porque estava com dificuldade para respirar. No dia 2 de abril, piorou e precisou da ajuda de uma espécie de pulmão artificial usado apenas nos casos mais graves. Um mês depois, teve uma embolia gasosa que se espalhou em decorrência de um rompimento do tecido do pulmão. 
 

Ele deixa o marido, o médico Thales Bretas e dois filhos, Gael e Romeu.

Ilustrador de 30 anos, Willian Santiago morre por complicações da Covid-19
Foto: Arquivo pessoal/Thaís Fujarra

O ilustrador Willian Santiago morreu na noite desta terça-feira (4), aos 30 anos, por complicações da Covid-19, em Londrina, no Paraná. De acordo com informações do G1, familiares do artista informaram que ele faleceu após meses internado na UTI de um hospital particular.

 

Com projeção internacional, Willian ilustrou livros, revistas e campanhas publicitárias de marcas como a Farm. Dentre os destaques do trabalho do artista estão as obras publicadas em “Kidbook”, livro vencedor do Prêmio Jabuti de 2017, e a capa do romance “A Visão das Plantas”, da angolana Djaimilia Pereira de Almeida.

Beyoncé presta homenagem póstuma a Paulo Gustavo; ator era fã da estrela do pop
Foto: Divulgação

A morte do ator e humorista Paulo Gustavo, que gerou enorme comoção nacional e chegou a ser noticiada em jornais fora do Brasil, sensibilizou a estrela do pop Beyoncé, de quem ele é grande fã. 

 

A artista fez uma homenagem póstuma ao brasileiro em seu site oficial, nesta quarta-feira (5). “Paulo Gustavo. Descanse em paz”, diz publicação que, junto a uma foto do ator, estampa a parte de maior destaque do portal oficial de Beyoncé.

 


Imagem do site oficial de Beyoncé

 

Paulo Gustavo morreu nesta terça-feira (4), aos 42 anos, após complicações da Covid-19. O artista estava hospitalizado desde 13 de março, em uma unidade de saúde do Rio de Janeiro (saiba mais detalhes).

Quarta, 05 de Maio de 2021 - 10:40

SOS Cultura: Auxílio de R$ 1,1 mil começa a ser pago nesta quinta-feira em Salvador

por Bruno Luiz / Jamile Amine

SOS Cultura: Auxílio de R$ 1,1 mil começa a ser pago nesta quinta-feira em Salvador
Foto: Reprodução / Facebook

Em entrevista coletiva realizada nesta manhã, o prefeito Bruno Reis anunciou para esta quinta-feira (6) o início do pagamento em parcela única do SOS Cultura, auxílio emergencial voltado para o setor de entretenimento de Salvador. 

 

“Amanhã (6) vamos iniciar o pagamento do SOS Cultura, auxílio emergencial no valor de R$ 1,1 mil para profissionais do setor de cultura e eventos”, informou o gestor municipal, lembrando que o projeto aprovado no dia 25 de março pela Câmara Municipal beneficia mais de seis mil de trabalhadores afetados pela pandemia (saiba mais aqui e aqui).

 

Durante o anúncio, Bruno divulgou ainda o site da iniciativa (http://soscultura.salvador.ba.gov.br/), onde os profissionais do setor cultural poderão conferir se tiveram o benefício autorizado. No mesmo espaço, eles poderão ainda contestar o resultado.

 

Lembrando que o auxílio não pode ser concedido a funcionários públicos ou pessoas que recebem outros benefícios. O prefeito da capital baiana explicou ainda que o pagamento será feito pela conta-poupança social digital, Caixa Tem, mesma plataforma que paga o auxílio emergencial aos trabalhadores de outras categorias.

 

Os 751 beneficiários cadastrados que não possuem a conta social, poderão receber o valor até a próxima segunda-feira (10) nos bancos indicados pela prefeitura. “Alguns vão receber pelo Bradesco, vamos listar essas pessoas. Elas não conseguiram preencher os requisitos para receber pela Caixa”, explicou Bruno Reis.

Quarta, 05 de Maio de 2021 - 10:30

Blog do Preto conversa com piscóloga sobre saúde mental na pandemia

por Marcos Preto

Blog do Preto conversa com piscóloga sobre saúde mental na pandemia
Foto: Divulgação

Homens, meninos, rapazes... posto esse texto um dia depois do falecimento do ator Paulo Gustavo e, sem coincidências, afinal, não acredito nelas, tenho pedido a minha terapeuta um texto que fale de como cuidar da cabeça de nós homens, antes de cuidar do corpo ou da roupa.

 

O texto de Dra. Mychelle Christie veio como base para que eu falasse com vocês sobre como manter a sanidade mental em tempos de pandemia e seria uma leitura para que eu desenvolvesse perguntas. Porém, dada a minha consternação com o falecimento do já citado artista, eu vou postá-lo na íntegra para que ele seja a base para vocês que estão perdendo pessoas, saídas, abraços e empregos. 

 

Só peço licença a minha terapeuta para fazer um adendo às suas palavras dando a seguinte dica: enquanto puder, viva, ame e diga que ama! O amor cura! Sorria, o sorriso ameniza, e mais, espere... isso vai passar!

Com a palavra Dra. Mychelle:

 

De repente, tudo mudou. E o que você aprendeu neste um ano e alguns meses de pandemia?

 

É tempo de se cuidar, de se olhar, de se escutar, de  ser gentil consigo e de ter empatia com os outros.

 

Lembre-se de que autocuidado e bem-estar envolvem saúde de forma integral: corpo, mente e espírito. Isso porque o distanciamento social pode desorganizar nosso comportamento de forma geral, aumentando os níveis de estresse, afetando não só nosso equilíbrio interno, mas também nossas relações com o outro.

 

No novo normal, vê-se que o luto nas pessoas que não conseguiram se despedir de seus familiares e amigos pode desencadear o surgimento de transtornos mentais. 

 

O aumento da ansiedade e depressão na população é esperado e estas precisarão de acompanhamento, paciência e esperança.

 

Outro resultado mais comum é que se instale a síndrome de esgotamento ou burnout, a qual acomete quase 70% dos profissionais de saúde.

 

Ocorre aí a sensação de exaustão, combinada com distanciamento mental, problema cognitivos e emocionais relacionados ao ambiente de trabalho.

 

Como cada pessoa responderá dependerá de suas características individuais, tais como: sexo, idade, histórico de doenças crônicas, crenças, traços de personalidade, além de fatores sociais, a exemplo da renda familiar, acesso a serviços, quantidade de pessoas com que convive e suporte social. 

 

Cada um lida e se adapta de uma forma, não se culpe e nem se sinta pressionado.

 

Apenas respeite seu ritmo, estrutura e limite, entendendo o que você pode e o que não pode controlar.

 

É importante identificar e reconhecer nossas emoções e sintomas físicos para lidar de forma assertiva com elas: tristeza, raiva, medo, compulsões, insônia, dentre outras.

 

Quando se deve procurar ajuda? Quando os sintomas físicos e psíquicos trouxerem preocupação, desconforto, sendo constantes e frequentes e atrapalhando o seu dia a dia.

 

A sugestão é que sejas resiliente em meio às adversidades. 

 

Escreva e fale sobre os seus sentimentos, além de manter os cuidados de proteção e higiene.

 

Por que não aproveitar a modalidade online para não se isolar totalmente?

 

Procure, já, um especialista para verificar a parte biológica e orgânica.

 

Obter rotina e organização é muito importante, isto é, regularizar seu sono, humor, alimentação, atividade física, meditação, solidariedade.

 

Faça coisas que te tragam alegria, como, por exemplo, admirar a natureza e etc.

 

Indicação de livro: A mente vencendo o humor – Dennis Greenberg.

 

Filme: O vendedor de sonhos – Augusto Cury.

 

Suporte gratuito: ligue 188 CVV (Centro de Valorização da Vida).


 
A riqueza da vida está nos pequenos detalhes. Que tal, então, exercitar a gratidão pelo ar que você respira?

 

Saiba mais sobre a profissional seguindo @psimychellechristie

Lazzo celebra 40 anos de carreira com novo disco e videoclipe
Foto: Caio Lírio

O cantor e compositor baiano Lazzo Matumbi celebra seus 40 anos de trajetória com um novo disco e o videoclipe da música “14 de Maio”, parceria com Jorge Portugal que virou hino das comemorações do Dia Nacional da Consciência Negra.

 

O evento de lançamento do clipe e do nono álbum do artista está previsto para ser realizado no fim deste mês em uma live no Youtube, com a participação do guitarrista e multi-instrumentista Felipe Guedes, co-produtor musical do disco.

 

Intitulado “ÀJÒ” (lê-se AJÔ), o novo trabalho de Lazzo vem sendo produzido desde 2016. Àjò é uma palavra de origem yorubá cuja tradução para algumas etnias africanas significa “jornada”. No Brasil Àjò adquiriu um significado diferente, que para a comunidade negra e para a luta antirracista se traduziu como união. 

 

No repertório, canções autorais inéditas e releituras de canções autorais, a exemplo de uma nova roupagem para “Djamila” (Lazzo Matumbi/Ray César) – que em 1981 foi batizada com o título de “Salve a Jamaica”. Outro destaque é a música“14 de maio”, que reflete as mazelas da abolição no Brasil. O disco conta ainda com as participações das cantoras Larissa Luz, Luedji Luna, do maestro Bira Marques e do rapper BNegão. A produção do projeto é da Giro Planejamento Cultural em parceria com a produtora Júlia Maia.

 

“Esse é um disco de resgate dos meus 40 anos de caminhada, onde trago as experiências vividas, reflexões e acolhimentos adquirido ao longo da minha trajetória. Através da minha Ancestralidade chego aos dias de hoje, agasalhado pela música com o mesmo carinho, respeito e tranquilidade para preparar um material livre das exigências mercadológicas. Com a satisfação da alma, deixando fluir o que de melhor eu possa oferecer para chegar aos corações de quem sempre adubou com carinho e aplausos de emoção a minha história musical e cada peça esculpida na passarela dos sonhos. Trago nesse disco, desde a primeira música gravada, no início da minha carreira, até as mais novas inspirações construídas no leito do meu silêncio, a sós ou em parcerias com novos e antigos amigos; na intenção de retratar um pouco do sonhador preocupado na construção de um mundo melhor e mais justo para todos na busca incansável do respeito às diferenças, do amor e da paz, através das canções”, explica Lazzo.

Quarta, 05 de Maio de 2021 - 09:00

Giro: Retorno

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Retorno
Americo Neto | Foto: Divulgação

Americo Neto, diretor da Viamídia, assumiu no dia 1º de maio a presidência da Associação Brasileira de Agências de Publicidade (ABAP-BA) durante biênio 2021-2023. Americo foi gestor da instituição entre os anos de 2017 e 2019. No biênio seguinte, ocupou o cargo de vice-presidente da entidade, durante a recente gestão de Cláudio Carvalho. 

 

Em sua última passagem pela ABAP-BA, Americo se destacou pela realização de uma série de ações para valorizar a atividade da publicidade no Estado, além de contribuir para levar cada vez mais conteúdo e networking aos associados. Um marco da sua gestão foi a celebrações dos 40 anos da entidade, em 2018. Para a ocasião foi realizado um ciclo de eventos, que trouxe grandes profissionais do mercado no país para compartilhar sua experiência com os baianos. Entre os eventos que se destacaram estão o Café com Compliance, o curso de capacitação digital da São Paulo Digital School, além do Programa Start, voltado para empreendedores e pequenos empresários. 

 

Liderada por Americo, a gestão 2021-2023, conta ainda com com Vitor Barros da Propeg como vice-presidente, Eduardo Santos da Ideia 3 como diretor de Gestão, Robson Wagner da W4 Comunicação como diretor de Desenvolvimento, Luís Eduardo Lima da SLA como diretor de Relações com o Mercado, Anaiçara Góes da Objectiva como diretora de Inovação e Leonardo César da Leiaute como diretor de Capacitação. 

Quarta, 05 de Maio de 2021 - 08:50

Bilheterias de Paulo Gustavo enfrentaram religião e Hollywood

por Leonardo Sanchez | Folhapress

Bilheterias de Paulo Gustavo enfrentaram religião e Hollywood
Foto: Divulgação

É no mínimo bizarro olhar para as listas das maiores bilheterias e dos maiores públicos do cinema brasileiro. Como pode a primeira ser encabeçada por "Minha Mãe É uma Peça 3", filme com um homem gay fazendo drag, e a segunda, por algo tão fervorosamente religioso como "Nada a Perder", biografia do bispo Edir Macedo?
 

Talvez poucas imagens sejam tão ilustrativas do turbilhão de contradições que é o Brasil. Criação de Paulo Gustavo, morto nesta terça em decorrência de complicações causadas pela Covid-19 (saiba mais), a Dona Hermínia, protagonista de "Minha Mãe É uma Peça 3", abocanhou R$ 143,8 milhões das bilheterias entre 2019 e 2020 --R$ 23 milhões a mais do que o título gospel.
 

Dados de arrecadação de bilheteria diferem dos de público. No Brasil, ao contrário dos Estados Unidos, o sucesso dos filmes costuma ser medido pelo segundo fator, que ignora ajustes nos preços de ingresso, por exemplo. Isso permitiu que "Nada a Perder" ficasse à frente de "Minha Mãe É uma Peça 3" no "ranking oficial" do cinema nacional. Mas não sem inflacionar dados com distribuição de ingressos gratuitos e salas vazias.
 

A comédia concebida pelo ator não precisou apelar para conquistar o Brasil. O carisma de seu protagonista bastou para que o país se rendesse ao charme estridente de Dona Hermínia.
 

Franquia de maior sucesso do cinema nacional, "Minha Mãe É uma Peça", que tem origem no teatro, teve 4,6 milhões de espectadores em sua estreia cinematográfica, em 2013. Seu segundo volume levou 9,3 milhões de pessoas às salas, em 2016, e o terceiro e mais recente, 11,6 milhões --meio milhão a menos que os supostos espectadores de "Nada a Perder".
 

Muita gente gargalhou no escurinho do cinema acompanhando o alter ego de Paulo Gustavo. Mais importante do que isso, vários LGBTs se viram representados nas telas, não exatamente por causa de Dona Hermínia, mas de seu filho gay. Famílias souberam acolher melhor seus parentes, enquanto nesse mar de gente que lotou as salas, muitos certamente aprenderam e largaram seus preconceitos graças à trilogia.
 

"Minha Mãe É uma Peça" é um sucesso que vai muito além do fator financeiro. Mas é claro que ele foi essencial para garantir sequências que colaram a imagem de Dona Hermínia no imaginário popular. Um quarto filme para a franquia seria inevitável, enquanto um derivado em formato de série já estava em desenvolvimento. É um blockbuster de dimensões estratosféricas, raras entre as produções nacionais.
 

O terceiro filme chegou até mesmo a desbancar a animação da Disney "Frozen 2" e o aguardado "Star Wars: A Ascensão Skywalker" nas arrecadações diárias entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020 no Brasil. Não havia rainha de gelo que encarasse os gritos da dona de casa protagonista.
 

Com uma fórmula de humor escrachado usada quase que à exaustão por filmes nacionais, "Minha Mãe É uma Peça" não inventou a roda --mas Paulo Gustavo a soube usar com genialidade. A maneira como falou sobre homossexualidade nos filmes, e seus próprios posicionamentos pessoais, avessos à militância, são questionáveis. Mas talvez por isso mesmo a franquia tenha dialogado com tanta gente, sem polemizar ou levantar bandeiras de forma direta.
 

Foi com essa abordagem mansa e cômica que o sucesso do ator nas telonas extrapolou "Minha Mãe É uma Peça". Na lista dos 30 filmes de maior público do cinema nacional, Paulo Gustavo aparece quatro vezes. Com a trilogia que o catapultou à fama, claro, e também com "Minha Vida em Marte", em que faz o "amigay" afetado da protagonista vivida por Mônica Martelli.
 

O ator certamente ajudou o longa a alcançar seus R$ 80 milhões de arrecadação em 2018. Outros sucessos, como "Divã", "Vai que Cola: O Filme" e "Fala Sério, Mãe!", também tiveram Paulo Gustavo em sua força-tarefa para conquistar o público nacional. Foram milhões e milhões de reais movimentados no setor cinematográfico com a ajudinha do ator.
 

Sua capacidade de se conectar com o público, como as demonstrações de pesar de agora comprovam, e o alcance de seus filmes são monstruosos. Críticas à parte, vai fazer falta ter um Paulo Gustavo para fazer sombra aos discursos conservadores de "Nada a Perder" e suas crias.

Rotina de Ronaldo como cartola de time de futebol espanhol será retratada em série
Foto: Divulgação

O ex-jogador da seleção brasileira de futebol Ronaldo Nazário ganhará uma série sobre a sua rotina como presidente do time espanhol Real Valladolid. De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, a atração, que terá seis episódios, tem previsão de lançamento para o dia 20 de maio.

 

Segundo a publicação, a série documental “El Presidente” será transmitida fora do país pelo canal esportivo internacional Dazn, enquanto a exibição no Brasil ainda está sendo negociada. A coluna informa ainda que esta é um dos três seriados planejados pela emissora estrangeira para contar histórias do atleta.
 

Morre ator e humorista Paulo Gustavo aos 42 anos, após complicações da Covid-19
Foto: Reprodução / Instagram

Morreu nesta terça-feira (4) o ator e humorista Paulo Gustavo, aos 42 anos, após complicações da Covid-19. O artista estava hospitalizado desde 13 de março, em uma unidade do Rio de Janeiro.

 

Inicialmente, Paulo Gustavo apresentava sintomas leves e foi internado por ter asma, doença que o incluía no grupo de risco para a doença causada pelo coronavírus. A situação se agravou e ele teve que ser intubado e submetido à terapia ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea).

 

No início de maio o artista chegou a apresentar melhora, segundo informações da assessoria dele. No domingo (2) os médicos reduziram os sedativos e bloqueadores para que Paulo interagisse com médicos e o marido, Thales Bretas.

 

No boletim da segunda-feira (3), a informação foi de que o quadro havia se agravado novamente e o ator teria sofrido uma embolia.

 

Além de ator e comediante, Paulo Gustavo também era roteirista, produtor e diretor. Sua obra mais conhecida foi a peça que posteriormente virou uma trilogia no cinema, a comédia "Minha Mãe é uma Peça". Nos filmes ele interpretava Dona Hermínia, personagem inspirada em sua própria mãe. O ator também fez sucesso como Valdomiro na série "Vai Que Cola" do Multishow.

 

Minha Mãe é uma Peça 3, lançado em 2019, se tornou a maior bilheteria da história do cinema nacional, com R$ 143,9 milhões arrecadados em sua passagem pelas salas.

 

Paulo Gustavo era casado com o médico Thales Bretas desde 2015. O casal teve dois filhos: Gael e Romeu, de um ano e meio.

'Jamais quis taxar livros', diz Guedes após enviar projeto que permite taxação de livros
Foto: Reprodução / UOL

O ministro da Economia, Paulo Guedes, negou nesta terça-feira (4) ter um projeto que eleve impostor sobre livros. A fala do titular da pasta acontece após um documento da Receita Federal afirmar que pessoas mais pobres não consomem livros não didáticos e o próprio ministro ter enviado ao Congresso, no ano passado, que abre caminho para a taxação de obras literárias. 

 

A proposta de Guedes une dois tributos, o PIS e a Cofins, em um só imposto, a Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (CBS), que incidiria sobre o mercado editorial.

 

“Eu jamais tive um projeto de taxar livros”, afirmou Guedes, em debate com deputados. “São aquelas coisas que saem do controle. Inventam uma mentira e ficam repetindo até funcionar”.

 

O fisco publicou um documento em abril respondendo dúvidas sobre o novo imposto que pode ser criado. Conforme noticiou a Folha de S. Paulo, um dos pontos explica por que o novo tributo será cobrado na venda de livros.

 

“De acordo com dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares de 2019, famílias com renda de até dois salários mínimos não consomem livros não didáticos e a maior parte desses livros é consumida pelas famílias com renda superior a dez salários mínimos”, diz o documento.

 

Segundo a publicação do jornal paulista, ao negar a proposta de taxação de livros, o ministro Paulo Guedes atribuiu as informações sobre a proposta a uma assessora, Vanessa Canado, que auxiliou o ministro na elaboração do projeto do novo tributo. “Ela teria sido acusada de taxar livro. Eu nunca falei em taxar livro”, respondeu Guedes aos deputados nesta terça.

Fonte 'cibernética' da Praça da Sé é recuperada e reativada pela prefeitura
Foto: Jefferson Peixoto / Secom

Depois de quase dois anos parada para reparo, devido ao furto de equipamentos eletrônicos, projetores e bicos injetores, a fonte luminosa da Praça da Sé voltou a funcionar já recuperada. Conhecido como fonte cibernética, por causa dos movimentos computadorizados com focos de luz coloridos, o equipamento de 171 metros quadrados atrai turistas no Centro Histórico de Salvador.

 

Para que voltasse a funcionar, a Diretoria de Iluminação Pública (Dsip), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), investiu R$247 mil em serviços como troca de bicos d’água, reposição da fiação e pintura. Além da recuperação envolvendo esses serviços, a Dsip faz a manutenção diária das fontes da capital baiana, tratando a água e lubrificando os bicos e demais equipamentos. 

 

“Essa recuperação era um anseio da comunidade, porque a fonte é mais um elemento atrativo. As pessoas param para tirar foto e para contemplar o movimento colorido das águas. Ao recuperar essa fonte, nós estamos devolvendo para a cidade um pouco de encantamento, de luz e de emoção em um momento tão difícil para todos nós”, afirma o diretor de Iluminação Pública, Júnior Magalhães.

 

Fabricada por uma empresa espanhola e inaugurada em 2002, a fonte da Praça da Sé possui focos de luz com 64 cores diferentes e é considerada uma das mais sofisticadas do gênero no país.

 

A fonte da Praça da Sé já havia sido alvo de vandalismo em 2019, também com o furto de material. À época, a Dsip realizou um investimento de R$1,6 milhão para recuperar essa e outras cinco fontes: a da Praça da Piedade, duas no Campo Grande, a da Praça Nossa Senhora da Luz e a do Terreiro de Jesus.

 

De acordo com aprefeitura, para evitar que novos furtos ocorram, a Dsip pretende manter o funcionamento durante 24h, o que diminui as chances de depredação. Além disso, profissionais do órgão estudam implantar um sistema de alarme e de monitoramento por câmeras.

Aldir Blanc completa um ano de morte; 'Coração Pirata' foi sua canção mais tocada
Foto: Reprodução / Veja

O letrista e compositor Aldir Blanc completou, nesta terça-feira (4), um ano de falecimento. Morto em 4 de maio de 2020, aos 73 anos, em decorrência de complicações causadas pela Covid-19, o carioca é autor de sucessos como "O Bêbado e a Equilibrista" e "Coração Pirata", a sua música mais tocada nos últimos cinco anos.

 

Após a sua morte, o nome do músico virou nome da "lei" que instituiu o auxílio governamental aos trabalhadores da cultura durante a pandemia. O Ecad (Escritório Central de Arrecadação de Direitos) fez um levantamento de sua obra cadastrada no inventário da MPB e de suas músicas mais tocadas.

 

Aldir Blac Mendes tem 613 composições registradas no órgão. 90% do que sua família hoje recebe tem origem em execuções de músicas dele em rádio, TV, casas de shows, sonorização ambiental e Carnaval.

 

Veja a lista das 10 músicas de Aldir mais tocadas no Brasil nos últimos cinco anos:

  • 1 - Coração Pirata (Aldir Blanc/ Cleberson Horsth / Ricardo Feghali / Paulinho / Eurico Filho / Nando / Serginho Herval)
  • 2 - O Bêbado e a Equilibrista (João Bosco/ Aldir Blanc)
  • 3 - Entre a Serpente e a Estrela (Aldir Blanc/ Paul Alexander Fraser/ Stafford Terry)
  • 4 - A Viagem (Cleberson Horsth / Ricardo Feghali / Paulinho / Aldir Blanc / Nando / Eurico Filho / Serginho Herval)
  • 5 - Corsário (João Bosco/ Aldir Blanc)
  • 6 - Resposta ao Tempo Cristóvão Bastos/ Aldir Blanc)
  • 7 - De Frente Pro Crime (João Bosco/ Aldir Blanc)
  • 8 - Incompatibilidade de Gênios (João Bosco / Aldir Blanc)
  • 9 - Kid Cavaquinho (João Bosco/ Aldir Blanc)
  • 10 - Bem Maior (Dan Fogelberg/ Aldir Blanc)
Terça, 04 de Maio de 2021 - 18:50

Leigh-Anne Pinnock, do Little Mix, anuncia primeira gravidez

por Folhapress

Leigh-Anne Pinnock, do Little Mix, anuncia primeira gravidez
Foto: Reprodução / Instagram

A cantora Leigh-Anne Pinnock, 29, do grupo britânico Little Mix, anunciou nesta terça (4), por meio de suas redes sociais, que está grávida do seu primeiro filho. No Instagram, ela publico fotos de um ensaio em que exibe a barriga de gestante. Em uma das imagens, ela está ao lado do noivo, o jogador de futebol Andre Gray.
 

"Nós sonhamos com este momento por muito tempo e não podemos acreditar que esse sonho está finalmente se tornando realidade... Mal podemos esperar para te conhecer", escreveu ela na legenda das fotos.
 

As colegas do Little Mix comentaram a novidade. "Não consigo parar de olhar essas fotos. Você é uma visão. Parabéns, minha bela irmã", disse Perrie Edwards. "Te amo muito, olha essa família", escreveu Jade Thirlwall.
 

 

'Dilúvio': Karol Conká anuncia lançamento de novo single na final do BBB21
Foto: Reprodução / Instagram

A apresentadora, cantora e compositora Karol Conká irá lançar um novo single nesta terça-feira (4). A faixa, intitulada "Dilúvio", será disponibilizada após a apresentação da ex-sister na final do Big Brother Brasil 21, à meia-noite. 

 

"Dilúvio, meu novo single, hoje meia-noite", anunciou Conká em suas redes sociais. O lançamento será o primeiro trabalho após a participação no reality show. 

 

"Voltar à casa do BBB é revisitar um momento de vida que, como alguns outros – deixar a casa dos pais, lançar o primeiro disco, se tornar mãe –, marca um antes e um depois na minha história. Foi o início de um processo de conquista de mais autoconhecimento e maturidade na forma de me relacionar com circunstâncias emocionalmente desafiadoras", comentou a cantora.

 

Com seu documentário recém-lançado no Globoplay, Conká disse que retornar ao programa será uma marca importante na sua vida. Karol Conká foi eliminada do BBB21 com o maior índice de rejeição da história, 99,17% dos votos. As informações são da Jovem Pan.

Terça, 04 de Maio de 2021 - 15:00

GastrôBahia: Dia das Mães no Pasta em Casa

por Cris Montenegro

GastrôBahia: Dia das Mães no Pasta em Casa
Torta de Camarão do Pescador | Foto: Leonardo Freire

Acolhimento, carinho, abraço. Um dia inteiro para resgatar memórias e afetos através de comida boa e farta. Sim! O restaurante Pasta em Casa traz a inspiração da cozinha familiar pro seu menu de encomendas de Dia das Mães. Além dos pratos especiais que garantem o tradicional almoço de domingo, o Pasta oferece opções de presentes que começam com o bom dia recheado pelo kit de Café da Manhã e passam pelos mimos exclusivos do Garimpo, tudo com a comodidade e cuidado do delivery próprio da casa.


Cedinho, como presente de bom dia, a opção é um completo café da manhã com sanduíche caprese na ciabatta, bolo de nozes fresquinho e o queridíssimo lassi aromatizado ao cardamomo. Com ele, uma seleção especial de presentes exclusivos e feitos a mão direto da seleta coleção do Garimpo do Pasta: um pingente de coração em algodão, um pano para cozinha bordado a mão e um mini garrafa de limoncello artesanal produzida pela casa.

 

Pro almoço, o chef Celso Vieira puxou da memória afetiva de família uma das receitas especiais e inéditas do cardápio: a Pastiera di Granno da Nonna, torta muito tradicional de Nápoles, com base de ricota com frutas secas e cristalizadas. “A minha mãe fazia muito essa torta e ela faz parte da memória da minha família. Não comia há mais de 45 anos e, por isso, resolvi trazer dessa vez”, conta Celso.

Kit Café Mães | Foto: Raul Spinassé

Além dela, o menu especial de encomendas de Dia das Mães é um carinho garantido e traz outros pratos inéditos. O cliente pode optar pelas tradicionais lasanhas dos domingos, além dos assados, guarnições e sobremesas. Em porções médias de 1,7kg, servindo de 3 a 4 pessoas, as lasanhas estão disponíveis nos sabores tradicionais da casa: Presunto e queijo (R$ 131); Frango com Nozes (R$ 133); Bolonhesa (R$ 158) e Bacalhau (R$ 173).

 

A novidade entre os pratos principais é a Torta de Camarão do Pescador (R$ 183), preparada com creme de camarão bem farto coberto por um purê misto de batata e mandioquinha e crocante de pão gratinado. Ainda entre os assados, Rosbife de mignon ao molho de cogumelos (R$ 266); Pernil de Cabrito (R$ 260) e Pernil de Leitoa à Pururuca (R$ 260). Todos os pratos têm em média 1,3kg servindo até 4 pessoas. As carnes são acompanhadas de uma guarnição a escolher.

 

O menu traz pratos novos também entre as guarnições que são o Arroz Biro-Biro (R$ 32), arroz bem colorido que leva cebola caramelizada, presunto e ovos cozidos; a Farofa Rica (R$30), bem crocante, preparada com farinha de mandioca com banana da terra, bacon e flocos de beiju de tapioca e o tradicional Couscous Marroquino de Legumes (R$ 34). As guarnições são servidas em porções de 250g. Todos os pratos quentes de encomendas da casa são entregues em práticas embalagem exclusivas de alumínio estruturado, douradas por dentro, que vão do forno convencional ou micro-ondas direto à mesa.

 

Pra trazer doçura, além da nova Pastiera di Granno da Nonna (R$ 102), estão disponíveis as deliciosas sobremesas do Pasta, entre elas, a preferida Cheesecake de Doce de leite com Amêndoas e Flor de sal (R$ 105) e Torta Mousse de Chocolate (R$ 96).



Presentes pra ela – O Garimpo do Pasta, a lojinha de presentes que funciona na Mercearia, traz uma seleção cuidadosa de presentes artesanais, feitos à mão e em pequena escala por empreendedores e pequenas cooperativas, garimpados em todo o país, para presentear as mães. Entre as sugestões, panos bordados e crochetados, doces de compota, pratos e objetos em madeira certificada e design japonês, biscoitos artesanais Zé Pereira, velas estilizadas da linha @a.profunda para Ronaldo Fraga e uma seleta produção de bricelets e geleias de frutas das monjas beneditinas do Mosteiro do Salvador.

 

Os pedidos para encomendas, presentes e kit café da manhã podem ser feitos para delivery ou take away até o dia 7 de maio (sexta-feira), pelo telefone (71) 3334-7232 ou WhatsApp (71) 98370-4852.

Morre Julião Sarmento, símbolo da arte portuguesa contemporânea, aos 72 anos
Foto: Reprodução / Facebook

O artista plástico português Julião Sarmento morreu, aos 72 anos, nesta terça-feira (4), devido a um câncer. A morte foi anunciada nas redes sociais do Ministério da Cultura de Portugal.
 

Na nota divulgada pela pasta, Sarmento é definido como um artista de "uma obra diversa e transversal" e alguém que se destaca pelo "trabalho sobre o corpo e o desejo, num erotismo simbólico e sútil".
 

Nascido em Lisboa, em 1948, Sarmento estudou pintura e arquitetura na Escola Superior de Belas Artes da capital portuguesa, é autor de uma série de pinturas, desenhos, esculturas e instalações e performances.
 

Atualmente, ele é reconhecido mundialmente como um dos maiores nomes da arte do país.
 

O artista teve influências do pós-conceitualismo da década de 1970 e da nova figuração de 1980, mas ganhou fama por um discurso plástico próprio, o que ficou evidente no convite para participar de edições da Bienal de Veneza e da Documenta, em Kassel, na Alemanha.
 

Em entrevista à Folha em 2002, quando Sarmento foi um dos destaques da Bienal de São Paulo, ele disse que a perversidade é uma estética sempre presente em suas obras. "Há uma grande perversão, no bom sentido, é claro, nas minhas obras, que passam pela ambiguidade de temas, duplicidade de conceitos e diversos significados numa única coisa."

Terça, 04 de Maio de 2021 - 14:00

Giro: Gastronomia, arte e solidariedade no Shopping Paralela

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Gastronomia, arte e solidariedade no Shopping Paralela
Pratos colecionáveis fazem parte da campanha.

Mãe é sinônimo de amor e cuidado e, este ano, mais do que nunca, é sinônimo de saudade. Para abraçar e acolher as famílias, o Shopping Paralela promove campanha até o dia 15 de maio com ações para homenagear e cuidar de quem cuida, as mamães. As ações reúnem um circuito gastronômico, o Paralela Gastrô, com preços especiais nos restaurantes e praça de alimentação, aulas-show online com receitas feitas por chefs convidados, presentes que são verdadeiras obras de arte para colecionar e arrecadação de alimentos em parceria com a Unime Salvador.

 

 “A campanha vai além dos benefícios e descontos, une solidariedade e ações pensadas em cada detalhe para cuidar e surpreender àquelas que sempre cuidaram da gente, nossas mães. Desde a criação do brinde, uma obra de arte feita por artistas que são mães, passando por um conteúdo digital exclusivo com receitas feitas por chefs, à celebração na mesa com a matriarca e o incentivo à arrecadação de alimentos para mães costureiras de São Bartolomeu, no Subúrbio Ferroviário”, comenta a gerente de Marketing, Renata Sousa.

 

O Paralela Gastrô, primeira edição do circuito gastronômico com aulas-show, oferece preços acessíveis e cardápios especiais nos restaurantes, praça de alimentação e cafés. Os pratos terão preços fixos de R$44,90 nos restaurantes, incluindo entrada, prato principal e sobremesa e, na praça de alimentação, a promoção inclui prato e bebida por R$ 24,90 e sobremesa por R$ 9,90. As aulas-show serão transmitidas pelas redes sociais com receitas e dicas de culinária.

 

Participam do Paralela Gastrô: Açaí no Kilo, Açaí Saúde, Australia Stake House, Baby Beef Express, Bob´s, Cacau Show, Carambola, Cazolla, Chocolates Brasil Cacau, Companhia do Churrasco, Divino Fogão, Doce Gelato, Doce Sonhos, Five Sport Bar, Formaggio, Havanna, Kamigos, Mariposa, Meu Chapa, Mr. Pretzels, Sr Brownie, Oakberry, Oriente Fast, Pereira Café, Rei do Mate, Rei do Pirão, Restaurante Portal da Bahia, Sal e Brasa, San Paolo, Seven Wonders Café, Spoleto, Villa Açaí, Viva Gula, Vivenda Do Camarão e Wikipoke.

 

 Arte e solidariedade

Os pratos colecionáveis trazem ilustrações de três artistas e mães homenageadas, Maria Adair, Vanessa Alvim e Miranda Estúdio, e poderão ser obtidos a cada R$300 reais em compras pelo site https://www.shoppingparalela.com.br/ ou nas lojas físicas. Com a doação de 1kg de alimento não perecível, o cliente poderá ganhar pratos em dobro. Toda a arrecadação de alimentos será doada para as mães costureiras de São Bartolomeu, no Subúrbio Ferroviário.

 

Pensando no conforto e na segurança dos clientes, o cadastro dos cupons fiscais para troca pelo prato colecionável será pelo site do shopping e a retirada do brinde e a doação do alimento acontecerá no Piso L1, ao lado das Casas Bahia.

Rita Lobo ironiza ausência de Pazuello em CPI citando 'escondidinho de vacina'
Foto: Divulgação

Criadora do site Panelinha, a chef de cozinha e apresentadora do programa “Cozinha Prática”, Rita Lobo, ironizou a ausência do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na CPI da Pandemia (saiba mais).  

 

“Panzanella, pazuello e puchero. Conheça as receitas que dividem à mesa com escondidinho de vacina, bolo de laranja e calda rachadinha de chocolate e alegam suspeita de covid”, escreveu Rita, em sua conta no Twitter.

 

A mensagem traz referências a alguns escândalos que envolvem o governo: os funcionários fantasma nos gabinetes dos filhos do presidente Jair Bolsonaro e dele próprio, quando era deputado; a suspeita de lavagem de dinheiro de rachadinhas utilizando uma loja de chocolates de Flávio Bolsonaro; e a falta de vacinas no programa de imunização do governo federal. 

Secult amplia prazo para execução de projetos da categoria Memória do Prêmio FPC
Foto: Divulgação / FPC

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult-BA) estendeu, até 10 de julho, o prazo para a execução dos projetos contemplados na categoria Memória do Prêmio Fundação Pedro Calmon, iniciativa que integra o Programa Aldir Blanc Bahia.

 

Segundo Walter Silva, diretor do Centro de Memória, “a prorrogação da LAB possibilita aos premiados da categoria Memória alargarem a prospecção, análise e cotejamento das fontes relacionadas ao objeto de suas pesquisas, o que promove impacto positivo no resultado final dos projetos”.

 

Quem ainda não executou o projeto deve enviar o material de divulgação para o e-mail: aprovacao.aldirblancba@fpc.ba.gov.br. Já quem tiver dúvidas sobre encaminhamentos do projeto, precisa enviar e-mail: duvidas.lab@fpc.ba.gov.br.

Terça, 04 de Maio de 2021 - 11:50

Livro destrincha o que há por trás de sucessos como 'Bridgerton' e 'Mad Men'

por Tony Goes | Folhapress

Livro destrincha o que há por trás de sucessos como 'Bridgerton' e 'Mad Men'
Foto: Divulgação

Marcelo Rubens Paiva e Jacqueline Cantore se conheceram há três anos, trabalhando num projeto da produtora Conspiração -era a série "Contravenções", baseada na vida do bicheiro carioca Castor de Andrade, que ainda não entrou em produção.
 

Ele, que além de escritor também é um roteirista experiente e premiado, se espantou com o conhecimento dela, uma executiva de televisão com passagens por diversos canais no Brasil e nos Estados Unidos.
 

"Eu percebi que ela sabia tudo e eu não sabia nada", diz Rubens Paiva, rindo, em entrevista por videoconferência. "Quando vi o material que ela usa em workshops para roteiristas, achei que ali havia um livro."
 

"Eu sou uma pessoa de processo, de método, vinda da escola que faz as melhores séries do mundo", conta Cantore, que tem dupla nacionalidade, brasileira e americana. "Marcelo achou que meu conhecimento técnico tinha que ser compartilhado."
 

O resultado é "Séries - O Livro - De Onde Vieram e Como São Feitas", assinado pelos dois, que acaba de ser publicado pela editora Objetiva, com um ano de atraso, já que a pandemia adiou o lançamento. "Aproveitamos para revisar e atualizar o texto, pois aconteceu muita coisa entre 2019 e 2020", afirma Cantore. "Especialmente no universo do streaming, com a chegada de novas plataformas."
 

"Séries" não é um manual de roteiro, apesar de um de seus públicos-alvo serem os roteiristas. É um livro de leitura agradável, que pode ser apreciado por leigos que não pensam em se profissionalizar. Conta como as séries de TV evoluíram ao longo das décadas e destrincha todo o seu processo de criação, da ideia original até depois da estreia.
 

"As séries americanas têm três épocas de ouro", afirma Rubens Paiva. "A primeira é logo nos primórdios da televisão, quando um aparelho imenso era praticamente um móvel da sala e toda a família assistia junta à mesma programação. Na década de 1960, surgem as TVs portáteis, que se espalham pelos cômodos da casa. Com isso, a programação também se fragmenta, com atrações de nicho, para diferentes faixas etárias e estilos de vida."
 

"Finalmente, no final dos anos 1990, surgem séries influenciadas pela literatura, protagonizadas por personagens complexos e cheios de contradições. São os chamados 'homens difíceis'", prossegue ele, citando o livro de Brett Martin, que analisa protagonistas emblemáticos como Tony Soprano, de "A Família Soprano", Don Draper de "Mad Men", e Walter White, de "Breaking Bad".
 

"Hoje nós já estamos num outro momento", acrescenta Cantore. "Ainda temos personagens falhos e intrigantes, mas muitas séries atuais, como 'Ted Lasso', 'Bridgerton' e 'O Gambito da Rainha', trazem uma ponta de esperança."
 

"Séries - O Livro" não se restringe ao mercado americano. Com a popularização dos seriados, hoje há títulos importantes vindos de países como México e Israel, e os autores citam vários deles.
 

O Brasil, claro, merece atenção especial. Rubens Paiva e Cantore apontam que a produção de séries no país só começou para valer no começo deste século, quando a TV paga foi obrigada, por lei, a veicular conteúdo nacional. A HBO foi a pioneira, com "Mandrake" e "Filhos do Carnaval" -escritas, dirigidas e produzidas por gente com mais experiência no cinema do que na TV.
 

"Naquele momento, buscavam um segmento mais elitizado, habituado a frequentar salas de cinema, e que podia pagar por um pacote de televisão por assinatura", afirma Rubens Paiva. "Hoje o streaming, que tem preços mais acessíveis, está 'novelizando' suas séries brasileiras, para as deixar mais atraentes para o público que vem da TV aberta."
 

"Séries - O Livro" também elucida o significado de termos que circulam livremente, sem que muita gente saiba exatamente o que significam -escaleta, logline, showrunner, sala de roteiro, bíblia, por exemplo. No final do volume, há um pequeno glossário, além de um apêndice com as séries apontadas como as melhores do ano por revistas e sites especializados ao longo dos últimos oito anos.

Red Hot Chili Peppers negocia venda de catálogo musical por R$ 761 milhões
Foto: Divulgação

A banda californiana Red Hot Chili Peppers negocia a venda de seu extenso catálogo musical para a Hipgnosis, pelo valor de US$ 140 milhões (cerca de R$ 761 milhões). 

 

Segundo informações da Billboard, ainda não foi confirmada a conclusão da transação, mas caso isso ocorra, a banda se juntará a nomes como  Bob Dylan, Neil Young, Stevie Nicks, Lindsay Buckingham, Blondie, David Crosby, Paul Simon e The Beach Boys, que já venderam parte de suas canções ou todas elas por quantias multimilionárias.

 

Dentre os maiores sucessos do Red Hot Chili Peppers estão "Under The Bridge", "Give It Away", "Californication", "Scar Tissue", "Can't Stop", "Otherside", "Dani California", "Tell Me Baby", "Snow" e "By The Way", a maioria deles, compostos por pelos integrantes da banda, Anthony Kiedis, Flea, John Frusciante e Chad Smith. Ainda de acordo com a publicação, caso a negociação seja fechada, cada um deles deve ganhar a bolada de de US$ 5 a US$ 6 milhões.

Projeto 'Memórias Situadas' lança site e e-book sobre a Casa do Benin
Foto: Arquivo Historico Municipal de Salvador

O projeto “Memórias Situadas” lança, nesta quinta-feira (6), um site e um e-book sobre a Casa do Benin, equipamento cultural localizado no Centro Histórico de Salvador. 

 

O evento de lançamento do site “Memórias Situadas: A Casa do Benin na Bahia” e do livro “A Casa do Benin na Bahia: projetos, memórias e narrativas, num encontro online” será transmitido a partir das 19h, no Youtube.

 

Aberto ao público, o encontro virtual terá a participação dos idealizadores da iniciativa, os artistas visuais e pesquisadores Lucas Feres, Lucas Lago e Sarah Marques. 


 

CASA DO BENIN
Inaugurada em 6 de maio de 1988, a Casa do Benin nasce como parte do Projeto Bahia/Benin, que pretendia estreitar laços entre esses dois países (Brasil e Benin), ambos marcados pelo tráfico de escravizados durante quatro séculos. Sua contraparte africana é a Maison du Brésil, na cidade de Ouidah. A iniciativa Memórias Situadas reúne através da Casa, sua arquitetura e seu acervo, algumas das histórias desse projeto.

 

O espaço foi concebido pela arquiteta e urbanista Lina Bo Bardi, pelo etnólogo e fotógrafo Pierre Verger e pela editora e fotógrafa Arlete Soares, que, à época, era diretora da Fundação Gregório de Mattos. “O lugar foi pensado para ser um espaço de troca, de memória. Com o tempo, muitas coisas foram escritas sobre ele, em diferentes campos do saber e, exatamente por isso, tudo ficou muito compartimentalizado, fragmentado”, explica o pesquisador Lucas Feres, acrescentando que “o que esse projeto pretende é produzir um diálogo possível entre essas narrativas sobre a Casa. Porque nós nos aproximamos da Casa como artistas visuais, dentro das ações de um outro projeto, o Intervalo - Fórum de Arte, ainda em 2019, e que visava a produção de obras por artistas contemporâneos a partir do acervo da Casa”.

Terça, 04 de Maio de 2021 - 09:00

Giro: Artesanato da Bahia

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Artesanato da Bahia
Foto: Divulgação

Dentro das propostas de divulgar e aproximar os trabalhos de artesãs e artesãos do público baiano, o Artesanato da Bahia ganha mais visibilidade com a abertura de uma nova loja, no L2 do Salvador Shopping. O espaço vem se juntar ao Centro de Comercialização do Artesanato da Bahia, no Largo do Porto da Barra, 02, reunindo também trabalhos criados com técnicas tradicionais e modernas, por criadores de diversas regiões do Estado.

 

No Salvador Shopping, a loja vai reunir uma diversidade de produtos, entre decoração, utilitários, roupas e acessórios. Estarão à venda joias e biojoias em prata, cerâmicas utilitárias e figurativas, objetos em vidro lapidado (compoteiras, taças, copos), marchetaria, esculturas de metal, mantas, toalhas, colchas e almofadas em técnicas como rendas, tecelagem manual, richelieu, redendel e frivolité, além de muitas peças de decoração e acessórios em técnicas diversas.

 

O Artesanato da Bahia é atraente e diferenciado, criado para atender a todos que buscam objetos originais e de qualidade. Entre os criadores selecionados para compor o mix de produtos da nova loja, destaque para mestras e mestres artesãos do estado, como Carlos Biquera, Joselito Pinto, Manoel Messias e Dinoélia Trindade.

 

A loja faz parte das Ações de Qualificação, Promoção e Comercialização do Artesanato da Bahia, realizadas pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte - Setre, através da Coordenação de Fomento ao Artesanato, e pela Associação Fábrica Cultural.

Terça, 04 de Maio de 2021 - 09:00

Giro: Asma & Obesidade

por Adriana Barreto e Cris Montenegro

Giro: Asma & Obesidade
Lidiane Angelim, criadora do Método Re-programe

Dados da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), além de diversos estudos publicados ao redor do mundo, indicam que a relação entre asma e obesidade pode complicar bastante a vida do paciente. Criadora do Método Re-programe, Lidiane Angelim, ressalta a importância dos cuidados para com o peso, assim como com todos os fatores que influenciam no ponteiro da balança.

 

“O tratamento da obesidade vai muito além do quesito estético. Daí o porquê de desenvolvermos um método que engloba cuidados não só voltado para o emagrecimento, mas com uma reprogramação de vida que engloba mudanças em todas as esferas da vida (mental e física), proporcionando saúde e bem-estar e, consequentemente, um emagrecimento duradouro”, explica Lidiane. “Vale lembrar que além de prejudicar o controle da asma, a obesidade pode ainda levar ao desenvolvimento da doença em quem não a tem. O excesso de peso provoca uma ação pró-inflamatória do tecido adiposo que – por sua vez – é capaz de inflamar as vias aéreas e causar a asma”, complementa.

 

Sobre o Método Re-programe

Emocional, mental e físico são os três estados que convivemos diariamente. Um estado interfere no outro de forma sistêmica. Quando o emocional está em desequilíbrio, passa para o mental que deixa de fazer sua função criativa e que – por consequência – atinge o físico que padece com acúmulo de gordura, falta de mobilidade e todos os efeitos colaterais e sintomáticos.

 

Para trabalhar esses estados de forma reversa, a fisioterapeuta e empresária Lidiane Angelim, da Nutriderm, da Clínica Nutriderm, criou o método Re-programe com base em toda sua experiência ao longo de uma trajetória profissional de quase 20 anos.

 

No Re-programe, o corpo é cuidado de forma integral, são realizados processos de desintoxicação, a função intestinal é equilibrada, a alimentação é adequada e são ensinados processos de ativação metabólica. Além disso, há cuidados específicos no âmbito da estética e suplemento com antioxidantes, vitaminas e minerais, o que favorece a saciedade e torna o processo mais leve, rápido e efetivo.

 

O método vai muito além do emagrecimento. Ele traz técnicas inovadoras que acessam a memória celular e modulam a resposta neural, trazendo equilíbrio e vitalidade, proporcionando bem-estar e autocontrole emocional.

Terça, 04 de Maio de 2021 - 08:50

Bolsonaro sanciona ajuda a setor de eventos; redução de impostos é vetada

por Fábio Pupo e Raquel Lopes | Folhapress

Bolsonaro sanciona ajuda a setor de eventos; redução de impostos é vetada
Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu atender o Ministério da Economia e sancionar com vetos um projeto de lei que concede ajuda financeira ao setor de turismo e eventos (saiba mais).
 

O pacote vai fornecer renegociação de dívidas tributárias nos moldes defendidos pela PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional), além de reservar parte de duas linhas de crédito criadas durante a pandemia para as empresas desses segmentos.
 

Um percentual de 20% do Pronampe (criado em 2020 para atender micro e pequenas empresas) será dedicado ao setor, bem como até R$ 1 bilhão do Peac (Programa Emergencial de Acesso a Crédito).
 

Carlos da Costa, secretário especial de Competitividade, Emprego e Produtividade do Ministério da Economia, afirmou que será vetado o trecho que gerava uma redução de impostos para o setor devido ao impacto para as demais empresas.
 

Segundo ele, cortar impostos obrigaria o governo a elevar tributos de outros segmentos. "Não existia uma estimativa que coubesse nas compensações tributárias. Haveria um aumento de imposto sobe outros setores, o que o presidente sempre falou que é contra", disse.
 

Além do veto, outra vitória do Ministério da Economia no projeto foi a mudança em um trecho que criaria uma espécie de Refis (programas amplos de renegociação de dívida).
 

O Ministério da Economia conseguiu alterar o texto original ainda durante a tramitação no Congresso, de modo que atendesse aos critérios da PGFN.
 

O texto autoriza que o Executivo oferte a renegociação ao setor de eventos, com algumas condições diferentes, mas mantidos todos os requisitos da lei da transação tributária (13.988) --sancionada em abril de 2020 como resultado de uma MP (medida provisória).
 

Com isso, a renegociação fica voltada somente ao contribuinte que não tenha capacidade de pagamento para quitar o seu passivo.
 

Bolsonaro afirmou que o governo respeita as pessoas que perderam tudo e que estão sem esperança e que querem e têm que voltar ao mercado de trabalho. "E para nós, do Executivo, interessa que a economia funcione e que o Brasil volte à normalidade", afirmou.
 

Ele aproveitou para comentar uma declaração recente do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que disse no fim de semana que é preciso reabrir a economia.
 

"Eu até aproveito o momento aqui para cumprimentar o Fernando Henrique Cardoso, que disse que o comércio tem que abrir, tem que voltar a funcionar. Coisa que eu falava desde março do ano passado, mas é bem-vindo esse reconhecimento por parte da maior liderança que tem o PSDB aqui no Brasil", afirmou Bolsonaro.
 

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que as medidas tomadas durante a Covid facilitaram a obtenção de empréstimos, que a economia se recuperou em V e que a ajuda para esse setor em específico foi criada porque as empresas em questão ainda não conseguiram se levantar.
 

"A economia realmente esta voltando e é só [termos] um pouco de paciência com essa turma, que estamos chegando para ajudá-los", disse. "São as primeiras medidas que fazemos localizadas. Sempre fizemos transversais, para todo mundo, a maior parte da economia já se levantou, essa turma ficou no chão e estamos indo para resgatá-los", afirmou.

Após ser adiado, Festival de Teatro do Interior da Bahia faz edição virtual a partir desta quarta
Foto: Divulgação

Depois de ser adiado no ano passado, o Festival de Teatro do Interior da Bahia faz sua quarta edição em formato virtual desta quarta-feira (5) até o dia 28 de maio. 

 

Pensado originalmente para ocupar palcos em Camaçari e Itabuna, com as adaptações para os trabalhos remotos, a programação será encenada em equipamento culturais de Salvador e transmitidas online para o público.

 

Nesta edição, 12 espetáculos foram selecionados para as mostras competitivas, sendo que quatro deles foram apresentados em Jequié em janeiro de 2020, antes da pandemia. As oito peças restantes serão encenadas agora no canal do Teatro da Bahia no YouTube. 

 

Além das transmissões ao vivo, as sessões serão gravadas e ficarão disponíveis para que o público possa assistir em outras ocasiões. O evento prevê ainda oficinas ministradas por membros da comissão julgadora, nas plataformas Zoom e Google Meet.

 


PROGRAMAÇÃO

Canal: Teatro da Bahia I YouTube

05/05 | 17h - A Travessia do Grão Profundo (Irecê)

09/05 | 16h – Marama (Lauro de Freitas)

12/05 | 17h - Nelson em Jogo (Feira de Santana)

14/05 | 17h – Zambi (Lauro de Freitas)

16/05 | 17h - Lucas da Feira (Feira de Santana)

21/05 | 16h - As Fabulosas Viagens de Frederico (Itabuna)

28/05 | 16h - Nem Tanto, Nem Tão Pouco (Lauro de Freitas)

 

OFICINAS:
Inscrições: https://forms.gle/GE83VW7rjCqG1Lkw5

10 a 13/05 | 9h as 12h - O Texto Dramático e As Novas Dramaturgias I Luiz Antonio
17 a 20/05 | 9h as 12h - Produção Cultural I Lú Baretto
24 a 27/05 | 9h as 12h - Solo online Zoom - Atuação e processo criativo I Fábio Vidal

Histórico de Conteúdo