Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 25 de Janeiro de 2022 - 17:30

Carreiras UniFTC: Mais que um conceito, Lifelong Learning é uma necessidade

por Geandro Silva

Carreiras UniFTC: Mais que um conceito, Lifelong Learning é uma necessidade
Foto: Arquivo Pessoal

Lifelong Learning, que na tradução para o português significa algo como “formação contínua”, ou como muitos preferem conceituar “aprendizagem ao longo da vida”, foi um termo que surgiu em meados da década de 70, na Europa. No Brasil, somente ganhou popularidade a partir de 2010, quando a UNESCO o citou em seu “Relatório Global Sobre Aprendizagem Para Adultos”, referenciando a importância da educação continuada na vida de todos.

     

É fato que a sociedade vive hoje em um mundo BANI (volátil, incerto, complexo e ambíguo), como afirmou o futurista e antropólogo Jamais Cascio. Essa realidade obriga a todos a estarem em constante movimento, na busca por informações e habilidades que permitam a indivíduos e organizações atuarem de forma competitiva frente ao cenário de constantes mudanças. E é exatamente dentro desse complexo contexto que se aflora a importância de estar internalizado a ideia de Lifelong Learning. De entender que o processo de aprendizado não ocorre somente no ambiente acadêmico, mas sim em todos os momentos da vida, como por exemplo através das trocas de experiências em reuniões de trabalho ou até mesmo em conversas descontraídas com colegas durante um happy hour.

 

As organizações, de olho nessas necessidades, estão adequando as suas rotinas e culturas para darem foco a educação continuada. Prova disso, é o crescimento exponencial das chamadas universidades corporativas, cujo objetivo é promover capacitação contínua aos profissionais da empresa em que está vinculada, seja através de cursos, treinamentos, imersões, dentre outros. Mas, de que adianta promover educação continuada para colaboradores, se eles não já tiverem internalizado o conceito de Lifelong Learning? Afinal, é uma premissa do desenvolvimento de habilidades que o receptor queira estar ali e entenda o propósito de tudo. Por esta razão que nos processos seletivos é crescente a busca por profissionais com perfis onde a ideia de “aprendizado ao longo da vida” já esteja internalizada.

 

A verdade é que o Lifelong Learnig deixou de ser apenas um conceito e se tornou uma necessidade para se estar preparado para os desafios atuais. Diante de tal cenário, as instituições de ensino, entendendo a importância do seu papel perante a comunidade, vem procurando desenvolver cada vez mais os chamados Cursos de Extensão, que possuem curta duração e desenvolvem habilidades técnicas e comportamentais, através metodologias ativas de ensino-aprendizagem. É o caso da Rede UniFTC, que mantém projetos como os Cursos Livres de Verão em seu calendário anual. 

 

*Geandro Silva é Coordenador Geral de Pós-Graduação e Extensão da Rede UniFTC.

 

*Os artigos reproduzidos neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do Bahia Notícias

Histórico de Conteúdo