Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 04 de Dezembro de 2021 - 00:00

Prometido em 2016, Centro de Boxe da Bahia será inaugurado em fevereiro de 2022

por Nuno Krause / Leandro Aragão

Prometido em 2016, Centro de Boxe da Bahia será inaugurado em fevereiro de 2022
Rui Costa e Robson Conceição em 2016 | Foto: Carla Ornelas / GOVBA

A promessa feita pelo governador Rui Costa (PT) ao boxeador Robson Conceição em 2016, após o baiano conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, de construir um centro de boxe no estado está finalmente sendo cumprida. Em entrevista exclusiva ao Bahia Notícias, Davidson Magalhães, titular da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), revelou que o Centro de Treinamento de Boxe e Artes Marciais deverá ser inaugurado em fevereiro de 2022.

 

"Isso já está resolvido. Nós tínhamos um problema com o imóvel que estava sob o controle do Iphan e terminou não sendo viabilizado. Mas agora já tem um imóvel que é do próprio governo do estado. Em fevereiro estará inaugurado", declarou ao BN.

 

As obras do novo centro deveriam ter sido iniciadas em 2019. No entanto, em setembro daquele ano, a promessa não tinha nem virado um projeto do Executivo (lembre aqui). Os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 foram adiados para 2021. Enquanto os baianos Herbert Conceição e Beatriz Ferreira subiam no ringue no Japão, o governo ainda nem tinha tirado do papel o que havia prometido (veja aqui).

 

O primeiro local escolhido foi indeferido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), no final do mês de julho (confira aqui). A ideia original era erguer o novo equipamento no lugar de um edifício na região do Palacete Machado, também conhecido como antigo abrigo D. Pedro II.

 

No início de agosto, Bia Ferreira colocava a medalha de prata no peito e Hebert Conceição nocauteava o ucraniano Oleksandr Khyzhniak para repetir o feito de Robson e se tornar campeão olímpico em Tóquio.

 

Enquanto isso, na capital baiana, o imbróglio do local do centro de boxe era resolvido. Para encerrar a novela, o governo escolheu um prédio seu, localizado no Largo de Roma, na Cidade Baixa (leia aqui). Finalmente em meados de setembro, o edital de construção do equipamento foi lançado, sendo investidos R$ 4,2 milhões (clique aqui).

Foto: Divulgação / COB

 

A obra inclui a reforma do prédio com pavimento térreo e mezanino, anexado a um galpão com cobertura e estrutura metálicas. O equipamento terá vestiários feminino e masculino com acesso para Pessoas Com Deficiência (PCD), além de refeitório.

 

A inauguração está prevista para fevereiro, mas o Centro de Treinamento de Boxe e Artes Marciais já tem agenda antes mesmo de começar a funcionar. A Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe) anunciou que vai usar o novo equipamento para sediar uma das etapas do Campeonato Brasileiro de Boxe (lembre aqui).

 

IMPORTÂNCIA DO CENTRO DE BOXE
Primeira brasileira a conquistar uma medalha olímpica no boxe feminino, a baiana Adriana Araújo falou sobre a importância do Centro de Treinamento de Boxe e Artes Marciais na Bahia. Ela destacou a necessidade de uma boa estrutura para que o atleta consiga bons resultados nas principais competições da modalidade. 

 

"É necessário que esses atletas tenham uma estrutura enorme, até porque há vários fatores por trás do atleta para ele chegar a uma conquista grande, principalmente numa Olimpíada. Por trás de um atleta tem vários fatores e um deles é uma boa estrutura. Se com o pouco que temos, conseguimos trazer grandes resultados, em especial as medalhas e os títulos olímpicos, com certeza vamos dar show em 2024", comentou em entrevista ao BN.

Foto: Divulgação / Mario Palhares

Vacinação contra gripe deve se intensificar para evitar surto em Salvador, dizem especialistas
Foto: Reprodução / Fiocruz

Vivendo um surto de gripe, o estado do Rio de Janeiro registrou nesta semana um aumento de 25% nos casos de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG). Aqui na Bahia, apesar da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Salvador ainda não falar em surto, especialistas defendem cautela e a importância da vacinação para frear a proliferação dos vírus da Influenza.  


A cidade já registrou na última semana cinco casos nas  regiões de Itapuã e do Candeal. Em meio a esta realidade, a secretaria solicitou 100 mil doses extras da vacina contra o vírus para colocar à disposição população. Já a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) emitiu um alerta epidemiológico para todos os municípios sobre os riscos da doença (reveja).


Para o coordenador do laboratório de virologia do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Gúbio Soares, a única forma de impedir um surto no estado é focar na vacinação. “Preocupadas com a Covid-19, as pessoas deixaram de lado a gripe e isso é um grande problema. Se houver alta de casos, haverá sobrecarga do Lacen que, além de identificar casos da Covid-19, vai ter que investigar casos de Influenza A e B”, disse. 


De acordo com o mais recente boletim epidemiológico de SRAG da Sesab, em 2020 o estado registrou 234 casos da síndrome pela Influenza. Neste ano, até o dia 24 de novembro, apenas três casos haviam sido registrados. Mas o número é superior, como apontou a SMS (veja).  


Segundo o virologista, a necessidade é urgente de que o poder público alerte sobre o surto. Ele ainda ressalta a importância da população em buscar os postos e se vacinar.  Citando o exemplo do Rio de Janeiro, Gúbio foca na vacina. “Este surto no Rio mostra a baixa vacinação entre os meses de maio e junho [quando se inicia a campanha de vacinação].  Já estamos no verão. Já passou o inverno, onde você tem uma maior chance de surto de gripe. Isso acontecer agora é algo totalmente fora da curva. As pessoas precisam se vacinar”, reforçou. 


O médico infectologista Robson Reis alerta que, por se tratar de uma síndrome respiratória, os sintomas são muito semelhantes aos da Covid-19. Coriza, congestão nasal, dor de garganta e febre superior a 30 Cº são alguns dos sinais que devem ser observados. “O paciente quem venha  a apresentar sintomas respiratórios  devem buscar uma emergência  para que possam ser avaliados pelo profissional de saúde”, ressaltou. 
Ainda de acordo com o especialista, “Diante do contexto da Covid-19 hoje,  é importante que o paciente  com um  quadro respiratório procure a emergência para que possa ser identificado se se trata do SarsCov2 ou da Influenza. Vale ficar alerta quanto a falta de ar, sinal de gravidade e que mostra que a busca pela emergência deve ser imediata”, disse.


ONDE SE VACINAR
Com o objetivo de aumentar a cobertura vacinal a SMS passou a disponibilizar doses de vacina contra gripe em diversos postos de saúde. De acordo com a pasta,  há uma baixa procura pelo imunizante nas unidades de atendimento. “A estimativa é vacinar 721 mil pessoas, entretanto a cobertura vacinal da população que compõe o público alvo é de 58%”, informou a SMS. Veja abaixo onde tomar a vacina: 


ITAPUÃ

Unidade Básica de Saúde São Cristóvão

USF Vila Verde

USF Vila Nova Esperança

 

PAU DA LIMA

USF Canabrava 

UBS Pires da Veiga

 

ITAPAGIPE

UBS Ministro Alkimin 

USF São José de Baixo

 

DISTRITO DO CABULA

USF Pernambuezinho

 

DISTRITO SANITÁRIO BROTAS

UBS Manoel Vitorino 

UBS Cosme de Farias

 

DISTRITO SANITÁRIO CENTRO

Multicentro Carlos Gomes

UBS Santo Antônio 

UBS Péricles Esteves Cardoso

 

DISTRITO SANITÁRIO BARRA/RIO VERMELHO

Multicentro Adriano Pondé

 

DISTRITO SANITÁRIO BOCA DO RIO 

USF Pituaçu

USF Zulmira Barros

 

DISTRITO SANITÁRIO CAJAZEIRAS
USF Yolanda Pires 

USF Antônio Lazarotto

UBS Péricles Laranjeiras 

Multicentro Liberdade

UBS Maria Conceição Santiago Imbassahy (16º Centro)

USF IAPI

Unidade de Saúde da Família (USF) Santa Mônica

UBS São Judas Tadeu


DISTRITO SANITÁRIO DO SUBÚRBIO

USF Beira

Mangue

USF Itacaranha

USF Alto de Coutos 2

USF Alto de Coutos I

USF Alto do Cruzeiro

USF Alto da Terezinha

 USF Nova Constituinte

 

USF Vila

Sábado, 04 de Dezembro de 2021 - 00:00

Timbalada tem pelo menos 3 shows confirmados para Carnaval indoor em Salvador em 2022

por Bianca Andrade

Timbalada tem pelo menos 3 shows confirmados para Carnaval indoor em Salvador em 2022
Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

A Timbalada levará axé para os foliões em 2022, mesmo que o Carnaval nos moldes tradicionais não venha a acontecer em Salvador.

 

De volta aos palcos com uma nova/velha formação, o grupo, que agora se apresenta com Denny Denan e Buja Ferreira, já tem datas fechadas na agenda para a folia do próximo ano em Salvador e ao redor do país.

 

Em entrevista ao Bahia Notícias, a banda revelou a preocupação com a realização da folia, mas falou sobre os planos da banda de se apresentar nas festas fechadas que estão marcadas para acontecer no mesmo período que o Carnaval seria realizado.

 

"A gente já está com o nosso Carnaval praticamente fechado. Aqui em Salvador acho que temos 3 ou 4 datas de carnaval indoor, e fora nós temos Recife, Belém e Brasília. Já está praticamente fechado", contou Denny Denan ao Bahia Notícias.

 

 

 

Das festas já anunciadas para acontecer em 2022, a banda está confirmada no Carnavalito, que acontece na Arena Fonte Nova. É especulado que a Salvador Produções anuncie uma folia no formato indoor, caso o Carnaval seja cancelado pelo seu segundo ano. No meio do ano, o empresário Marcelo Britto confirmou que a produtora tinha como plano B uma festa de 5 dias para acontecer no Wet 'n Wild.

 

"Eu acho que tem organizações competentíssimas, para dizer se vai ter ou se não vai ter o Carnaval. Ainda mais esse Ômicron [variante do novo coronavírus], que está vindo aí e a gente não sabe como vai ser", ressalta Denny.

 

Buja Ferreira ainda fez um alerta para o público e reforçou que para acompanhar a Timbalada será necessário as duas doses da vacina.

 

"É preciso que as pessoas se vacinem. Não tem outra solução, e eu fico sem entender, porque antes as pessoas reclamavam que não tinha a vacina. Agora tem a vacina e as pessoas não querem tomar. É tomando a vacina que nós vamos seguir com nossas vidas".

 

Antes do Carnaval, a banda tem o tão esperado reencontro com a nação timbaleira no domingo (5) com a primeira edição do 'Ensaios do Gueto', que teve os ingressos esgotados nos primeiros dias de venda.

 

 


"O retorno da Timbalada aos palcos mostra a importância da banda não só por ser um movimento cultural, mas mexe com a economia do bairro. Quando eu passo caminhando eu vejo os moradores comemorando 'poxa, agora eu vou ter o meu dinheirinho'. A Timbalada tem reunião com os moradores para que seja tudo organizado, da entrada do Candeal até o Gueto", conta Buja.

 

A data, que marca o retorno da banda aos palcos em Salvador, ganha um peso ainda maior para Denny, que revelou ser a primeira vez em 20 anos que ele pisa no Candyall para uma apresentação para o público.

 

"Tem 20 anos que eu não piso os pés lá no Candyall, então estou retornando nessa pós-pandemia com o coração a mil, louco para que chegue o dia 5 para a gente mandar ver", disse o artista.

 

Para deixar a nação timbaleira com um gostinho do que será o retorno da banda para o Candyall após quase dois anos sem shows devido à pandemia, o Bahia Notícias traz uma prévia do que será a primeira edição do "Ensaios do Gueto" com uma seleção especial, as músicas mais marcantes da Timbalada para Denny e Buja. Confira:

 

 Flavinho se orgulha de 'pagode clean' feito pelo Pagodart há 20 anos: 'Decisão da banda'
Foto: Reprodução / Tiago Viana

A poucos dias de subir no palco do Pida! Music Festival, na Arena Fonte Nova, para comemorar os 20 anos do Pagodart com um projeto audiovisual, Flavinho garante se orgulhar da trajetória feita pelo grupo para conquistar o público baiano ao longo dos anos.

 

Para o artista, que retorna à banda após ficar 3 anos afastado dos vocais, o motivo da constância do grupo é um: o pagode limpo.

 

O termo pode causar estranhamento, mas para Flavinho pode ser explicado como não ceder ao pagode mais explícito que ganha os paredões ao redor de Salvador, mas não consegue ter espaço na grande mídia.

 

"Foi uma decisão nossa, da galera da banda. Já estamos juntos há 20 anos e o nosso pensamento era de que precisávamos rodar o Brasil e o mundo. Tentamos (ousar nas letras) uma vez, por conta das pessoas que falavam 'Ah, vocês precisam tocar isso, porque tá todo mundo tocando'. A gente tentou, mas não fez sentido, não era a nossa cara".

 

Segundo Flavinho, a tentativa foi uma forma de mostrar ao estúdio que a banda não combinava com algo mais explícito, como era cobrado.

 

"Uns tempos atrás a gente tentou fazer isso, até para não ter conflito dentro do próprio estúdio, de dizer que a gente não estava se renovando", conta o artista, que ainda justifica: "Música de duplo sentido a gente sempre fez". "É o 'se você quer tome', a gente sempre teve essa sequência, o 'não fui de ninguém'. Rodamos o Brasil e o mundo com as músicas que a gente sempre fez, mostramos nossa irreverência, nossas brincadeiras. É diferente do que se vê agora".

 

Apesar da crítica ao pagode explícito, Flavinho diz respeitar os artistas da nova geração e garante ter uma boa relação com os "meninos novos".

 

"A linha de musicalidade dos meninos novos é uma outra diferente. Tem algumas letras que não são do meu perfil, a gente consegue colocar o swing da galera mais nova, mas manter a essência do Pagodart, cortando essas letras mais explícitas". 

Frias contrata sem licitação por R$ 3,6 mi empresa sem funcionários
Foto: Pércio Campos

O secretário especial da Cultura Mario Frias contratou uma empresa sem funcionários, sem licitação, por R$ 3,6 milhões. Segundo apurou o jornal O Globo, a contratada, Construtora Imperial Eireli, está sediada em um escritório virtual. 

 

De acordo com a publicação, a empresa, aberta em maio de 2019, deverá prestar serviços de conservação e manutenção do Centro Técnico Audiovisual (CTAv), no Rio. A empreiteira virtual pertence a Danielle Nunes de Araújo, beneficiária do auxílio emergencial por oito meses. 

 

Em novembro, Mario Frias assinou a contratação da Construtora Imperial, por meio de uma portaria de dispensa de licitação, para resolver o problema. A empresa está no endereço de um escritório virtual especializado em fazer "gestão de correspondências" para dezenas de firmas. 

 

Danielle, apontada como dona, confirmou que costuma realizar reuniões para tratar de contratos no local. A dona do escritório negou. 

 

A Imperial não registrou nenhum funcionário em sua última declaração da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), apontam dados do Ministério da Economia. 

 

Procurada por e-mail e por telefone ao longo dos últimos dias, a secretaria de Cultura não respondeu aos questionamentos da reportagem. O órgão também não respondeu quais os critérios foram adotados para a escolha da construtora e não esclareceu se fez vistoria prévia na empresa.

Preparador físico Ednilson Sena garante não sentir mágoa do Vitória: 'Portas abertas'
Foto: Letícia Martins / EC Vitória

Demitido na última quarta-feira (1º) do Vitória (lembre aqui), o preparador físico Ednilson Sena garantiu que segue na torcida para o Leão sair da situação em que se encontra. Rebaixado para a Série C do Campeonato Brasileiro, o Rubro-Negro baiano terá uma difícil missão em 2022, já que não participará da Copa do Nordeste. 

 

"Ficamos tristes pela situação. Além de sermos profissionais, criamos um laço com a instituição. Sempre que estamos trabalhando em outro clube, não deixamos de acompanhar o Vitória. O clube que me projetou, onde tive muita alegria. Fui campeão baiano, da Copa do Nordeste, vice da Copa do Brasil, e graças a Deus nunca faltou empenho, dedicação da minha parte. Sofri muito, me desgastei com a situação do Vitória. A gente fica sempre se cobrando: será que podia ter feito algo mais?", afirmou o profissional, nesta sexta-feira (3), em entrevista ao programa BN Na Bola, apresentado por Emídio Pinto, Glauber Guerra e Ulisses Gama. 

 

Apesar da tristeza, Ednilson acredita que a situação é "temporária", e que logo o Leão estará de volta à elite do futebol nacional, e preferiu não apontar culpados. "A gente não pode taxar assim, fazer caça às bruxas. Quando ganha, ganha todo mundo, quando perde, perde todo mundo. A gente podia ter feito um primeiro turno parecido com o segundo. Com todas as dificuldades, problemas financeiros, o Vitória foi para o penúltimo jogo dependendo dele, contra o CRB", destacou.

 

O preparador preferiu não entrar no mérito de salários atrasados no tempo que esteve no Leão, mas destacou: "O funcionário do Vitória é um guerreiro. Mesmo com salários atrasados, ele trabalha com a mesma dedicação e sorriso no rosto".

 

Para o futuro, ele espera novas oportunidades para seguir trabalhando. "Eu não sou muito de descansar, não. Se aparecer agora, eu sou de assumir desafios. Já trabalhei do Serrano, que não é demérito, ao Santos, disputando Libertadores da América. O trabalho dignifica o homem. Sou um recordista de tempo no botafogo, o primeiro nordestino por 3 anos no Botafogo. Pude fazer meu nome, e onde eu passo eu deixo as portas abertas. Foi minha quinta passagem pelo Vitória", pontuou. 

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 21:32

Scream Festival estreia modelo híbrido com programação diversa

por Alexandre Brochado

Scream Festival estreia modelo híbrido com programação diversa
Fotos: Walter Guedes / Renato Jackson / José Cavalcante

O Scream Festival, evento com foco em debater e fomentar o mercado criativo e empreendedor, deu início a sua programação de palestras nesta sexta-feira (3), e vai até sábado (4), com mais de 100 atrações, incluindo palestrantes nacionais e internacionais.

 

O festival, que está na sua quarta edição, é realizado anualmente pela Associação Baiana do Mercado Publicitário (ABMP), em parceria com a Prefeitura de Salvador, por meio da Empresa Salvador Turismo (Saltur).

 

Em 2020, o Scream aconteceu de forma online devido às medidas de contenção do novo coronavírus. Mas este ano, diante do avanço da vacinação contra a Covid-19, o evento ocorre de maneira híbrida. Além de acompanhar as palestras presencialmente no Espaço Cultural da Barroquinha, Teatro Gregório de Mattos e Fera Palace Hotel, no Centro Histórico de Salvador, o público pode assistir as programações pelo Youtube, em tempo real. 

 

Na atual edição, a presidente da ABMP e idealizadora do evento, Ana Coelho, passará o comando da associação para o publicitário, PhD em Comunicação, fundador e CEO da Zygon AdTech, Lucas Reis (veja mais aqui). A cerimônia de posse será realizada no encerramento do festival, que acontece no segundo dia de evento. 

Ana Coelho

“Eu fico emocionada, um filme se passa na minha cabeça sobre esses quatro anos de gestão, e ao mesmo tempo sei que Lucas vai pegar um superdesafio na mão, mas fará muito bem o seu trabalho… eu brinco com ele: ‘sei que você vai fazer muito melhor’. Essa chapa que vem aí vai bombar, fico muito feliz de estar passando o bastão”, declarou a empresária ao BN Hall.

Ana Coelho falou também sobre a idealização do Scream Festival e afirmou que esse foi um marco da sua gestão. “O meu maior legado como presidente da ABMP foi justamente a idealização do Scream. E não é só idealizar, né? É idealizar, meter a mão na massa e fazer”.

 

Em relação aos desafios da criação do evento, Coelho afirmou que uma de suas preocupações era levar as pessoas até o centro da capital baiana. “Meu maior medo há quatro anos era que a gente tivesse os espaços vazios, mas desde o primeiro ano [de evento] os espaços estavam lotados e as pessoas querendo participar, foi muito legal”. “A gente percebeu que Salvador precisava ter um palco de debate”, concluiu. 

 

Entre as atrações do festival, a publicitária e apoiadora do Prodetur (Programa de Ação para o Desenvolvimento Integrado do Turismo), Isabel Aquino, palestrou falando sobre perspectivas do turismo na Bahia, ao lado de Lara Kertez, da Rádio Metrópole, Sayuri Koshima, da Like A Sotero, Iuri Barreto, do Instagram Soteropobretano, e Anderson Simplício, do Instagram Belezas do Subúrbio. 

Isabel Aquino

Em entrevista ao BN Hall, Aquino contou que a experiência presencial do Scream foi “fantástica”. “Viver [o Sream] presencialmente foi maravilhoso. Vi amigos, aprendi, troquei ideias com pessoas. Essa experiência de não ser mais online pra mim é fantático”.
 

Além do retorno das atividades presenciais, Isabel também ressaltou a importância da valorização do afroempreendedorismo nesse período “pós-pandemia”.

 

“Somos uma cidade de grande porcentagem de população negra. Muitos afroempreendedores passaram muito ’perrengue’ com a pandemia. As baianas de acarajé, por exemplo, deixaram de prover para suas famílias, entraram em uma situação de pobreza. Então nesse final de ano, eu acho que a gente deve olhar os negócios tocados por afroempreendedores porque é uma forma de fazer a economia circular de novo e a gente tirar essas pessoas da vulnerabilidade”, afirmou Aquino. 

 

“Não existe desenvolvimento com pobreza, a gente não pode admitir que a cidade se desenvolva ao lado da miséria. E qual moeda a gente tem na mão? Nossas escolhas de consumo”, completou.

TRE-BA recebe certificação máxima no Prêmio CNJ de Qualidade
Foto: Reprodução / TRE-BA

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) conquistou a categoria diamante no Prêmio CNJ de Qualidade, concedido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nesta  sexta-feira (3) durante o segundo dia do 15° Encontro Nacional do Poder Judiciário.

 

A premiação representa a certificação máxima dentre os Tribunais Regionais Eleitorais do país. A Justiça Eleitoral baianaa alcançou a mais alta pontuação (89,30%).

 

Presidente do TRE-BA, o desembargador Roberto Maynard Frank comemorou o resultado alcançado. "Essa conquista é a coroação do trabalho de uma equipe valorosa e de uma gestão pautada na desburocratização dos serviços voltados aos cidadãos, na realização de investimentos em tecnologia e em inteligência artificial, e de um olhar administrativo voltado à priorização da governança, inovação, transparência e sustentabilidade", celebrou.

 

Frank também reafirmou o compromisso do tribunal com a priorização do primeiro grau de jurisdição, sublinhando a criação da Secretaria Judiciária Remota do 1º Grau de Jurisdição (SJR), a consecução das reformas nas unidades cartorárias no interior do estado, e a implementação da solução de automação judicial por meio do robô Janus, cuja atuação reduziu significativamente os esforços humanos em tarefas repetitivas e de menor complexidade, resultando em ganho de tempo e melhor aproveitamento da força de trabalho.

 

Outra ação destacada pela gestão foi a criação do Núcleo de Atendimento Virtual ao Eleitor (NAVE), com atuação ágil e eficiente, proporcionando comodidade, conforto e eficiência aos eleitores que buscam os serviços da Justiça Eleitoral, seja por meio do robô MAIA, seja por meio do atendimento humano.

Governo federal regulamenta auxílio-gás e inicia pagamento ainda este mês
Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro regulamentou Auxílio-Gás nesta quinta-feira (2). Com a decisão, o governo começará a pagar o benefício ainda neste mês. As regras do novo benefício social foram publicadas nesta sexta-feira (3) no Diário Oficial da União (DOU).

 

Segundo o portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, o decreto assinado por Bolsonaro prevê que o pagamento sera feito a cada dois meses, no valor equivalente a 50% do preço médio nacional do botijão de 13 kg. O programa Auxílio-Gás deve ser destinado para pessoas de baixa renda.

 

De acordo com os cálculos da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com base no último semestre, o valor do benefício será de R$ 52. Segundo o levantamento, o botijão de gás custa em média R$ 102,46. A estimativa é que o preço do insumo suba para R$ 112,48 em 2022.

 

O valor, no entanto, não consegue cobrir metade do custo do botijão em 17 estados, apontou o site.

 

Receberão o valor grupos familiares que se inscreveram no CadÚnico com renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário mínimo, além das famílias com integrantes do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

 

As mulheres chefes de família têm prioridade para receber o benefício, assim como as mulheres vítimas de violência.

 

O orçamento destinado pelo Ministério da Cidadania para o programa foi de R$ 300 milhões. O calendário de pagamento do benefício será divulgado em breve. A transferência será feita pela Caixa Econômica Federal, por meio do aplicativo Caixa Tem.

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 21:20

55 milhões de brasileiros ficam uma semana sem internet todo mês

por Paula Soprana | Folhapress

55 milhões de brasileiros ficam uma semana sem internet todo mês
Foto: Divulgação Agência Brasil

Um quarto da população brasileira fica o equivalente a uma semana sem internet todo mês. Isso acontece porque 45% dos usuários mais pobres (classes C, D e E) possuem planos de telefonia móvel que se esgotam antes de o mês acabar. A duração média de um pacote é de 23 dias, mas chega a 19 dias entre os mais vulneráveis.
 

Os dados são de uma pesquisa sobre hábitos de uso e navegação na rede realizada pelo Instituto Locomotiva e pelo Idec (Instituto de Defesa do Consumidor). As informações foram coletadas por telefone de 26 de julho a 12 de agosto, com mil pessoas.
 

A amostra é de homens e mulheres com 16 anos ou mais que acessam a internet pelo celular e estão nas classes C, D e E, proporcionalmente distribuídas conforme os parâmetros da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A margem de erro é de 3,1 pontos percentuais.
 

É possível concluir que essas pessoas ficam sem internet porque 91% delas usam o smartphone como principal dispositivo de acesso. Se ficam sem plano móvel, portanto, ficam sem internet. O computador de mesa e o notebook representam 3% e 4% do acesso, respectivamente.
 

Wi-fi público, privado ou roteamento de internet de outros celulares são as alternativas dessa população que fica privada de acesso por sete dias ou mais.
 

A última TIC Domicílios, do Cetic (Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação) aponta para dados semelhantes: 90% dos usuários da faixa D e E conectam-se à internet somente por do celular. Na classe C, o índice cai para 58%.
 

O gasto médio mensal com planos de dados é de R$ 43 (R$ 33 entre os que possuem pré-pago, mesmo valor médio dos usuários da classe D e E).
 

O acesso à internet cresce a cada ano no Brasil e ele só tem espaço para avançar entre os mais pobres, já que as faixas A e B estão 100% contempladas. Embora 83% dos domicílios tenham alguma conexão, ela acontece de modo desigual: a força do sinal difere de centros para periferias, que têm menos antenas, e as regiões remotas têm infraestrutura de fibra precária ou inexistente se comparadas às metrópoles.
 

A pesquisa mostra que, diante da falta de internet, 66% já deixaram de realizar alguma atividade online, como pesquisar se uma informação recebida era notícia falsa (30%), acompanhar aulas ou cursos (35%), acessar serviços públicos (33%), transferir dinheiro (43%), agendar um exame (28%), acessar um serviço de saúde (31%) ou buscar informações sobre a Covid-19 (36%).
 

"A conectividade é um meio de democratizar o acesso à informação e esse acesso diferenciado acentua o gap educacional entre os mais pobres e os mais ricos. Os microempreendedores que sobreviveram na pandemia tinham internet para vender em lojas virtuais, para oferecer seus serviços por aplicativo", afirma Renato Meirelles, presidente do Locomotiva. "Já o jovem pobre teve dez dias a menos de estudo."
 

A modalidade de acesso à internet não é um problema solitário na desigualdade digital. A quantidade de computadores e celulares por casa e o tipo de aparelho usado também impactam a rotina das famílias. Computador ou o laptop se mostraram essenciais para atividades mais recorrentes durante a pandemia.
 

Segundo Fabio Senne, coordenador de pesquisas do Cetic.br/NIC.br, 90% dos usuários mais pobres acessam a internet somente pelo celular. "Não tem teletrabalho ou ensino remoto assim. Apenas 13% dessa classe fez algum uso de computador para usar a internet", diz.
 

REDES SOCIAIS
 

A utilização de redes sociais não se altera diante do fim dos pacotes de dados porque as operadoras no Brasil adotam a prática chamada zero rating, ou acesso patrocinado: não descontam da franquia o uso da internet em alguns aplicativos, como WhatsApp, YouTube ou Facebook.
 

"Apesar de a situação parecer mais confortável, ela acaba por prender usuários em aplicativos determinados e implicando um enviesamento no uso da internet —o que, inclusive, é proibido pelo Marco Civil da Internet, que determina a garantia de neutralidade de rede", diz a pesquisa.
 

"A pessoa sem internet fica limitada ao WhatsApp. Se recebe fake news, não consegue conferir a notícia. Isso é preocupante com a aproximação das eleições", diz Camila Leite, advogada de telecomunicações e direitos digitais do Idec. Segundo a especialista, 13% dessas pessoas têm Telegram, mas isso não quer dizer que usem o aplicativo todos os dias.
 

Além disso, ela diz que o pré-pago, por não ter compromisso de conta mensal, cobra proporcionalmente mais por megabit, "outra manifestação de desigualdade na internet móvel".
 

Procurada, a Anatel afirmou que a prática de zero rating não conflita com a legislação.
 

Disse que o art. 7º do Marco Civil da Internet traz como direito do usuário a não suspensão da conexão à internet, salvo por débito diretamente decorrente de sua utilização.
 

"A franquia não conflita com a legislação, uma vez que é característica da oferta, a qual o consumidor opta por contratar, a um determinado preço, um determinado volume de dados para usufruir durante um determinado tempo", destacou.
 

"De mesmo modo, a oferta de zero rating como parte das características do plano de serviço, desde que o usuário seja previamente informado das regras, também não é contrário ao MCI."
 

 

Ex de Marília, Murilo Huff volta aos palcos quase um mês após tragédia
Foto: Reprodução/Instagram

Ex-namorado de Marília Mendonça, Murilo Huff volta aos palcos nesta sexta-feira (3), quase um mês após o acidente aéreo que matou a cantora sertaneja e mais quatro pessoas. Nas redes sociais, o pai do filho da artista fez um pequeno desabafo. "Não vai ser fácil, eu sei", declarou ele.

No perfil do Twitter, Murilo avisou os fãs que estava chegando em Brasília, onde realizará o show. Além da capital federal, o sertanejo vai se apresentar em Tocatins, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Goiás. 

"Já na estrada… Hoje é dia de dar mais um passo na estrada chamada 'seguir em frente'. Não vai ser fácil, eu sei, mas não é impossível também. Vamos com fé em Deus e mãos dadas", publicou o cantor.

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 20:25

Guedes promoverá nova dança das cadeiras e trocará chefe da Receita

por Fábio Pupo | Folhapress

Guedes promoverá nova dança das cadeiras e trocará chefe da Receita
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro Paulo Guedes (Economia) vai promover uma nova dança das cadeiras em sua equipe nos próximos meses. As mudanças envolvem pelo menos três secretarias especiais.
 

Uma das alterações é a saída do secretário especial da Receita Federal, José Barroso Tostes Neto, que vai assumir um posto em Paris. Tostes vai ser adido na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) na capital francesa.
 

A avaliação de interlocutores do ministério é que Tostes já prestou seus serviços à pasta nas discussões da reforma tributária e que a proposta agora está encaminhada –embora estacionada no Congresso, diante da resistência dos parlamentares.
 

A saída de Tostes é decidida enquanto auditores fiscais expressam insatisfação com sua atuação, por causa de não realização de concursos nos últimos anos e outras reclamações. Mas interlocutores do Ministério da Economia dizem que uma coisa não está ligada a outra e que a saída estava decidida antes do movimento dos servidores.
 

Outra saída é de Carlos da Costa, atual secretário especial de Produtividade e Competitividade. Costa estava há tempos cotado para uma vaga no exterior, na diretoria do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), mas só agora vai obter uma posição fora.
 

Para Costa, será criada a posição de adido comercial da Economia em Washington. A função será apresentar projetos e estatais para investidores estrangeiros interessados em aplicar seus recursos no Brasil.
 

Outra mudança é a criação da Secretaria Especial de Estudos Econômicos, apelidada internamente como S3E. Essa pasta reunirá o comando do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), da SPE (Secretaria de Política Econômica) e parte da estrutura de estudos de outra secretaria especial –a de Carlos da Costa.
 

O atual secretário da SPE, Adolfo Sachsida, vai ficar no comando da S3E —planejada para ser um "think tank" de estudos comandado pelo Ministério da Economia. A intenção original era trazer um nome de fora para trabalhar junto com Sachsida, mas a proximidade do fim do ano e do calendário eleitoral (e a consequente dificuldade para trazer alguém por esses fatores) levaram a uma solução exclusivamente interna para o comando.
 

Recentemente, Guedes teve que trocar secretários internamente após uma debandada. Quatro integrantes pediram demissão de seus cargos em meio à operação de governo e aliados para alterar o teto de gastos.
 

Desde que assumiu o cargo (não contando as futuras saídas), Guedes acumula ao menos 16 perdas de auxiliares diretos. Antes adepto a nomes externos para as nomeações, o ministro chega à reta final do ano enfrentando contrariedade de representantes do mercado, o que se reflete em uma pasta cada vez mais dependente de soluções internas e servidores de carreira para executar os trabalhos.

Investigado por desvio de emenda, deputado do PL é flagrado com dinheiro
Foto: Reprodução / Câmara dos Deputados

O deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) foi flagrado com uma grande quantidade de dinheiro, apontada pela Polícia Federal (PF) como resultado de um esquema de desvios de emendas. 

 

Segundo o Estadão, as imagens de uma câmera escondida mostram o político guardando as notas em uma caixa. Endereços relacionados com Maranhãozinho foram alvo de uma operação de busca e apreensão esta semana. A gravação foi feita em outubro do ano passado, com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

O registro está incuso no inquérito que investifa um esquema de desvio de dinheiro público que teria sido direcionado pelo parlamentar maranhense para municípios do seu estado por intermédio de emendas.

 

A polícia diz que o fluxo de dinheiro em espécie que circula pelo escritório político tem origem em repasses de empresas ligadas a ele receberam de prefeituras sob sua influência. Parentes e pessoas de sua confiança seriam os operadores nas gestões municipais.

 

Além do desvio de dinheiro, os recursos estariam sendo utilizados para interferir economicamente na disputa das eleições na capital, São Luís.

Kleber Rosa é ventilado como possível candidato do PSOL ao governo
Foto: Divulgação

Nomes ligados ao PSOL já cogitam o policial civil Kleber Rosa como o candidato do partido na disputa eleitoral ao governo do estado no ano que vem. Professor e ativista do movimento, ele também compõe a direção da Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia e é membro-fundador do Movimento dos Policiais Antifacismo.

 

Apesar dos nomes ventilados em torno da chapa majoritária, o PSOL ainda não tomou nenhuma posição sobre as eleições de 2022, o que só irá se definir na Conferência Eleitoral que ocorrerá no primeiro trimestre de 2022.

 

O nome de Kleber Rosa é tido como o ideal  por setores populares, assim como para os setores da classe média progressista – inclusive do funcionalismo público do qual ele faz parte – que já se identificam no PSOL e votam na legenda como alternativa de esquerda.

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 19:40

Testes positivos para Covid ficam abaixo de 10 mil por semana em farmácias

por Joana Cunha | Folhapress

Testes positivos para Covid ficam abaixo de 10 mil por semana em farmácias
Foto: Reprodução / SMS

O número de testes positivos para Covid-19 realizados em farmácias ficou pela primeira vez abaixo de 10 mil por semana em novembro, segundo a Abrafarma (Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias).
 

Entre os dias 15 e 21, foram registrados 8.564 testes positivos, equivalentes a 7,8% dos quase 109 mil exames realizados pelas farmácias no período. Na semana anterior, foram registrados pouco mais de 10 mil diagnósticos da doença, 8,7% do total de testes rápidos feitos.
 

Desde o início da pandemia, as farmácias realizaram quase 12 milhões de exames, incluindo testes para antígenos e anticorpos e do tipo PCR. A Abrafarma prevê que o número de resultados positivos continue caindo com o avanço da campanha de vacinação contra a doença.

Sandro Régis rebate Luiz Caetano: 'Se preocupem com os graves problemas da Bahia'
Foto: Reprodução / Bahia Econômica

O deputado estadual Sandro Régis (DEM), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), rebateu nesta sexta-feira (3) o secretário estadual de Relações Institucionais, Luiz Caetano (PT), e afirmou que a preocupação do governo estadual deveria ser tirar a Bahia da liderança do ranking de homicídios e do último lugar em educação.

 

Luiz Caetano afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias também nesta sexta, que o evento de lançamento da candidatura de ACM Neto (DEM) teve uma “representatividade muito fraca” e que o ex-prefeito de Salvador deveria se preocupar com João Roma (Republicanos), também pré-candidato ao governo do estado (veja aqui).

 

"Um conselho que deixo para Caetano e seu grupo e que se preocupem com os graves problemas da Bahia, como os da segurança pública e da educação. Ao invés de ficarem fazendo politicagem barata, a preocupação deles deveria ser tirar a Bahia do vergonhoso primeiro lugar do ranking de homicídios e do último lugar no ensino médio", disse Sandro Régis. 

 

"A Bahia ainda amarga a maior taxa de analfabetismo do Brasil e tem o maior número de pessoas em situação de extrema pobreza, mas a preocupação de Caetano é com o nosso evento. Isso diz muito sobre o PT nesses quase 16 anos de governo: muita politicagem e poucas entregas para o povo. Eles deveriam é parar de prometer e tentar trabalhar, porque o estrago que vão deixar é grande", continuou.

 

O parlamentar ainda criticou obras das gestões petistas que, segundo ele, geraram custos muito altos para os cofres públicos.

 

"O legado de Wagner é uma Fonte Nova que custa R$ 3 bilhões e leva a alcunha de estádio mais caro do mundo. Sem contar na ponte Salvador-Itaparica, que está só na promessa e que agora já está orçada em R$ 9 bilhões, quase o dobro do previsto. É uma vergonha", criticou.

Salvador aposta em economia criativa para combater desigualdades sociais
Foto: Betto Jr./Secom

O soteropolitano é criativo na própria essência. E todo esse potencial pode e deve ser ainda mais aproveitado para que a primeira capital do Brasil avance em desenvolvimento econômico e social, através da geração de emprego e renda. Esse debate foi foco da abertura do Salvador Creativity and Media Festival (Scream), realizado nesta sexta-feira (3), no Teatro Gregório de Mattos, no Centro. O evento teve como convidados participantes o prefeito Bruno Reis, a CEO do grupo Aratu, Ana Coelho, e o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington.

 

O prefeito destacou a importância do evento para estimular debates em prol do segmento de economia criativa. “Uma das principais potencialidades de Salvador é o seu povo, e temos que usar isso como instrumento para o enfrentamento às desigualdades sociais. Apesar do turismo e setor de serviço serem o carro-chefe e grandes geradores de oportunidades e empregos, eles não são suficientes para mudar nossa matriz econômica e a realidade da nossa cidade, que ainda é muito pobre”, disse.

 

Uma das estratégias da Prefeitura, portanto, é estimular a economia criativa, seja através de investimentos em programas e projetos, seja com construção de espaços e equipamentos públicos. “É uma área que merece toda atenção do poder público e, por isso, vamos discutir ações para fortalecer esse setor”, afirmou o chefe do Executivo municipal, citando diversos projetos executados e em andamento.

 

Em setembro passado, Salvador ganhou a Cidade da Música da Bahia, no Comércio, equipamento que veio para resgatar a história e impulsionar novos movimentos musicais. Além disso, o Polo de Economia Criativa, situado no mesmo bairro, está com obras em fase de conclusão, e a expectativa é que a inauguração ocorra em janeiro de 2022.

 

“Esse último equipamento vai estimular muito o audiovisual, gastronomia, moda, design, incubadoras e empresas criativas. A Prefeitura está disposta a fazer o esforço que for com políticas de estímulos e políticas fiscais. Estamos fazendo isso na área de tecnologia e inovação, e a criatividade também está inserida nisso. Se hoje Salvador é uma cidade conhecida no mundo pela sua cultura e história, ela pode ser conhecida como cidade criativa e inteligente”, projetou Bruno Reis.

 

Considerado o maior festival de criatividade do Norte e Nordeste, o Scream chega à quarta edição com o tema “Novas formas do agora”, movimentando o Centro Histórico da capital baiana com uma programação recheada de atividades até o sábado (4). O evento é realizado pela Associação Baiana do Mercado Publicitário (ABMP), em parceria com a Prefeitura, por meio da Saltur, e conta com mais de 50 palestrantes, entre nomes nacionais e internacionais, que vão falar sobre comunicação, comportamento, arte, moda, economia, gastronomia, diversidade, tecnologia, inovação, cultura e empreendedorismo, dentre outros temas.

 

Três locais do Centro Histórico recebem o Scream: o Fera Palace Hotel, Espaço Cultural da Barroquinha e Teatro Gregório de Mattos. A programação completa pode ser acessada no site.

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 19:19

Entre siglas aliadas, 15 deputados demonstram apoio à candidatura de ACM Neto ao governo

por Lula Bonfim / Vitor Castro

Entre siglas aliadas, 15 deputados demonstram apoio à candidatura de ACM Neto ao governo
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

Dentre os integrantes dos 14 partidos que apoiaram a  candidatura de Bruno Reis (DEM) à prefeitura de Salvador em 2020, 15 deputados, entre federais e estaduais, demonstraram apoio nas redes sociais à candidatura de ACM Neto ao governo do estado em 2022. Nesta quinta-feira (2), a pré-candidatura de Neto foi lançada no Centro de Convenções (reveja). 

 

Os partidos que apoiaram a eleição de Bruno Reis foram o PSDB; PL; MDB; PTB; PSC;  PSL; Republicanos; PMN; Cidadania; PTC, Patriota; Democrata Cristão; Solidariedade e DEM. 

 

Entre os deputados que demonstraram apoio a Neto nas redes sociais, estão Carlos Geilson, David Rios, Paulo Câmara e Tiago Correia do PSDB. Os deputados do PL não se manifestaram. Já entre os representantes do MDB, a deputada estadual Kátia Oliveira declarou apoio. 

 

No PSC, apenas o deputado Laerte do Vando postou uma mensagem de apoio à Neto. No PSL, a deputada federal Dayane Pimentel também apoiou a pré-candidatura de ACM ao governo do estado.  

 

Os democratas Alan Sanches, Luciano Simões Filho, Pedro Tavares, Sandro Régis, Tom Araújo, Arthur Maia, Elmar Nascimento e Paulo Azi também publicaram mensagens de apoio à Neto.

 

Nenhum parlamentar do PL e do Republicanos demonstrou apoio a ACM Neto nas redes sociais durante ou após o lançamento da pré-candidatura. Ambos partidos ligados ao presidente Jair Bolsonaro consideram apoiar outro candidato nas eleições de 2022. 

Com decreto, Bolsonaro cria novo nível de promoção na Força Aérea Brasileira
Foto: Alan Santos / PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou na última quarta-feira (1º) um decreto que cria nova graduação na Força Aérea Brasileira: a de segundo sargento do Quadro Especial de Sargentos da Aeronáutica.

 

A informação foi publicada pela Folha de S. Paulo. Bolsonaro também reduziu de 20 para 15 anos o período necessário para que um cabo possa ser promovido.

 

A pauta é um pleito de representantes da Aeronáutica, que tem brigado há 10 anos pelo tema, sob justificativa de que a posição já existe no Exército e na Marinha.  O QESA tem cerca de 1.400 membros que agora poderão receber promoção e acréscimo na remuneração.

 

Em nota, a FAB diz que o impacto financeiro da medida será compensado "pela redução dos efetivos das graduações de cabo e de soldado".

Salvador abre consulta pública para construção do plano de saneamento
Foto: Reprodução / MDR

Estão abertas até o dia 17 de dezembro as contribuições da população de Salvador para o Plano de Saneamento Básico Integrado (PMSBI) da capital. Segundo a gestão, os interessados poderão participar através da consulta pública lançada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra).

 

Os documentos que apresentam o diagnóstico do saneamento básico do Município estarão disponíveis no site da Seinfra. De acordo com o secretário da pasta, Luiz Carlos de Souza, ao finalizar o período disponível para a consulta pública do PMSBI, o texto final e as contribuições feitas pela população serão apresentadas e discutidas pelos membros do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Coman). 

 

"O diagnóstico final permitirá o desenvolvimento de outros produtos para o Plano", acrescentou o secretário. 

 

O Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) é o instrumento de planejamento instituído pela Lei Federal nº 11.445/2007, que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a Política Federal de Saneamento Básico. É considerado um marco regulatório para o setor de saneamento no Brasil.

BN na Tela: Luiz Caetano considera evento de Neto fraco e baianos não apoiam folia

O secretário estadual de Relações Institucionais, Luiz Caetano (PT), minimizou o evento, realizado nesta quinta-feira (2), que lançou a candidatura de ACM Neto (DEM) ao governo da Bahia. Segundo ele, em entrevista ao Bahia Notícias nesta sexta (3), a representatividade da festa adversária foi “muito fraca”. Ainda sobre a política, representantes da alta cúpula do PSB apresentaram a Alckmin o resultado parcial de pesquisas internas com o impacto no eleitorado da Grande São Paulo caso o ex-governador se junte como vice na chapa presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). E, na noite desta quinta-feira (2), o cantor Jau utilizou as redes sociais na noite da última quinta-feira (2) para denunciar um episódio racista vivenciado por ele e sua equipe de trabalho em um restaurante de Salvador. Em um desabafo, o artista denunciou o Sette Restaurante, localizado na Barra, após ter sido barrado do estabelecimento pela forma como estava se vestindo. Quanto a folia, a maioria absoluta dos moradores de Salvador são contrários à realização do Carnaval em 2022 na Bahia e consideram que, caso a festa aconteça, os números relativos à pandemia de Covid-19 devem aumentar. É o que diz o levantamento publicado nesta sexta-feira (3) pelo instituto Paraná Pesquisas, em parceria com o Bahia Notícias. Um total de 86,6% dos entrevistados responderam que são contra a realização do Carnaval, enquanto 10,4% se disseram a favor de que a folia momesca ocorra. Não souberam responder ou não opinaram, 2,9%. Veja: 

Novo clube do futebol baiano, SSA FC conclui processo de filiação à FBF
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Novo clube do futebol baiano, o SSA FC concluiu, nesta sexta-feira (3), o processo de filiação junto à Federação Bahiana de Futebol (FBF). A agremiação será sediada em Salvador. 

 

"Hoje é um dia muito feliz em minha vida, a realização de um sonho. Sei da responsabilidade e compromisso que terei com o futebol baiano e com todos esses jovens que sonham em um dia ser atleta profissional. Agradeço a FBF pela confiança em nosso trabalho", afirmou Luciano Cortizo, presidente e fundador da agremiação. Ele trabalhou nos últimos anos no Jacuipense. 

 

A ideia foi revelada em agosto deste ano (lembre aqui), e tem como proposta a consolidação da base a nível nacional. O nome, SSA FC, foi inspirado no código de Salvador na Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA). A cidade será a sede do clube.

 

O dirigente escolheu as cores preta e laranja. A primeira é pelo fato da capital baiana ser a cidade mais negra fora da África, e a outra é em homenagem à memória do pai, Lino Cortizo, que tinha um clube amador chamado Borbonha.

 

Camisa do Borbonha | Foto: Arquivo Pessoal

 

Em sete anos de trabalho no clube de Riachão do Jacuípe, Luciano ajudou no desenvolvimento das categorias de base. O Leão do Sisal se tornou a terceira força da Bahia, alcançando o nono lugar do ranking da CBF nacional no Norte e Nordeste.

 

Já a equipe profissional conquistou, nesse período, o acesso à Série C do Brasileiro, cujo gol da classificação à semifinal foi marcado por Popô, atleta oriundo da base.

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 17:20

Veja o que mudou no texto da PEC dos Precatórios aprovado no Senado

por Felipe Dourado, de Brasília

Veja o que mudou no texto da PEC dos Precatórios aprovado no Senado
Foto: Reprodução / Agência Senado

Apesar da votação por maioria incontestável na última quinta (02) no plenário do Senado, que aprovou com 61 votos a favor diante de apenas 10 contrários e 1 abstenção, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) dos Precatórios precisou sofrer algumas alterações substanciais em seu texto-base para enquadrar exigências da Oposição à emenda. Com isso, ela voltará a uma espécie de 'terceiro turno' na Câmara dos Deputados para ser reanalisada e, caso aceita pelo plenário, enfim promulgada como emenda da Carta Magna Brasileira. Mas o que mudou?

 

Um dos pontos de maior discussão no Senado foi que o texto não trazia um dispositivo que assegurasse a criação de uma "renda básica familiar" a pessoas em situação de vulnerabilidade social, uma vez que sua proposta é justamente liberar espaço fiscal no orçamento para ampliar o Auxílio Brasil, programa que substituiu o Bolsa Família. A matéria aprovada na Casa incluiu a garantia, a pedido de senadores.

 

Outra alteração importante foi a garantia da vinculação total do espaço fiscal aberto, até 2026, a gastos com programas de transferência de renda, manutenção de políticas sanitárias, gastos com Previdência Social e Assistência Social. Com isso, o texto minimiza espaços para o uso indiscriminado do Governo nas emendas de relator - conhecidas como Orçamento Secreto - da verba liberada com o parcelamento dos precatórios.

 

Mais um dispositivo acatado pela relatoria foi a proposta de reduzir de 2036 para 2026 o prazo de vigência do subteto dos precatórios. Simone Tebet (MDB-MS), autora da sugestão, defendeu que quatro anos são tempo suficiente para acompanhar a apuração e formação dessas dívidas reconhecidas pela União. No artigo 4º da emenda, foi suprimida uma frase que, segundo Randolfe Rodrigues (Rede-AP), abria margem para interpretações de que os gastos com Saúde pudessem ser excluídos do teto de gastos constitucional.

 

Por fim, a PEC também sugere a criação de uma comissão mista para realizar a auditoria dos precatórios, permitindo priorizar o pagamento de abonos salariais à categoria dos professores. "Não é o texto ideal, mas é melhor termos uma resposta imediada à fome", comentou Eduardo Braga (MDB-AM), líder do partido na Casa.

 

O texto voltará agora para a Câmara, onde deve ser reavaliado e também está passível de receber mudanças. Membros da bancada governista no Senado pediram esforço máximo a Rodrigo Pacheco (PSD-MG) para negociar a manutenção das alterações propostas pelos legisladores e concluir a tramitação na próxima semana. A expectativa do governo é de ampliar os valores de R$ 200 para R$ 400 aos beneficiários do Auxílio Brasil antes mesmo do Natal.

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 17:00

Confiante para 2022, Luiz Caetano diz que evento de ACM Neto foi 'muito fraco'

por Anderson Ramos, de Barra / Lula Bonfim

Confiante para 2022, Luiz Caetano diz que evento de ACM Neto foi 'muito fraco'
Foto: Anderson Ramos / Bahia Notícias

O secretário estadual de Relações Institucionais, Luiz Caetano (PT), minimizou o evento, realizado nesta quinta-feira (2), que lançou a candidatura de ACM Neto (DEM) ao governo da Bahia. Segundo ele, em entrevista ao Bahia Notícias nesta sexta (3), a representatividade da festa adversária foi “muito fraca”.

 

“Foi muito fraca a representatividade do evento feito por um dos nossos adversários. Quem tem que se preocupar com ele é Roma e ele tem que se preocupar com Roma. Nós queremos é consolidar cada vez mais o nosso projeto, para que a gente possa sair vitoriosos com [Luiz Inácio] Lula [da Silva] presidente e [Jaques] Wagner governador”, afirmou Caetano.

 

Ao mesmo tempo, o titular da Secretaria de Relações Institucionais da Bahia (Serin) comemorou o evento de inauguração da ponte que liga os municípios de Barra e Xique-Xique, no sertão baiano, que reuniu diversas lideranças políticas do estado nesta sexta-feira. Para ele, é uma demonstração de força do grupo liderado pelo governador Rui Costa (PT) e dá sinais de que a vitória de Wagner pode vir ainda no primeiro turno em 2022.

 

“O que é importante é a consolidação da nossa aliança. Foi um evento muito forte para a política da Bahia, para o nosso projeto político, que hoje dispara com muita força para ganhar as eleições, como disse Leão, ainda no primeiro turno, se Deus quiser”, comentou o secretário.

 

Caetano também falou sobre possíveis migrações de partidos da base de apoio de ACM Neto para a base de apoio de Wagner. O titular da Serin assumiu o interesse no apoio do MDB e também se disse aberto a negociar com o Republicanos. Ambos os partidos assumem que ainda estão discutindo em qual palanque subirá em 2022.

 

“Não fechou nada com o MDB, mas é um partido que a gente tem interesse que venha para a base, para apoio ao nosso governador Jaques Wagner”, assumiu. “Nós estamos sempre abertos para conversar com todos os partidos. Se o Republicanos topar uma conversa conosco, nós vamos conversar sim. Wagner, eu, Otto ou Rui… Qualquer um de nós está à disposição para fazer essa conversa”, completou.

 

Por fim, o titular da Serin contou que uma possível reforma administrativa não tem sido discutida no governo. Na avaliação de Caetano, as secretarias estaduais “estão andando bem”.

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 16:40

PSB diz a Alckmin que Lula pode vencer no 1º turno caso o tenha como vice

por Julia Chaib e Ranier Bragon | Folhapress

PSB diz a Alckmin que Lula pode vencer no 1º turno caso o tenha como vice
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Integrantes do PSB mostraram a Geraldo Alckmin, em vias de se desfiliar do PSDB, resultado parcial de pesquisas internas com o impacto no eleitorado da Grande São Paulo caso o ex-governador se junte como vice na chapa presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
 

De acordo com esses políticos, o levantamento mostra que Lula ganharia votos em São Paulo com o apoio do ainda tucano, que governou o estado por quatro mandatos, o que o levaria a ficar mais próximo de uma vitória em primeiro turno.
 

Por outro lado, a mesma pesquisa teria mostrado que Alckmin perderia cerca de metade do eleitorado caso decida mesmo se aliar ao petista.
 

O levantamento foi feito na tentativa de subsidiar a decisão de Alckmin de ir para o PSB e tentar convencê-lo de que o projeto nacional é um bom negócio.
 

O esforço é feito enquanto as direções das siglas conversam sobre os termos de uma eventual aliança na disputa presidencial e da formação até de uma federação entre partidos de centro-esquerda.
 

Em reunião na quarta-feira (1º), o presidente do PSB, Carlos Siqueira, reiterou à presidente do PT, a deputada Gleisi Hoffmann (PR), que o partido gostaria de ter o apoio dos petistas para concorrer ao governo de seis estados em 2022 como condição para se unir a Lula.
 

À reportagem Gleisi confirma que Siqueira reforçou o pedido de apoio nesses locais, mas afirma que esta não é uma exigência para que as conversas prossigam. Ela reconhece, porém, que a situação mais delicada é São Paulo.
 

Durante a reunião de quarta, Gleisi disse a Siqueira que o PT não pediu a Alckmin que se filie ao PSB nem que o partido aliado faça essa solicitação. Se o ingresso de Alckmin no partido aliado vier a ocorrer, diz Gleisi, o PT estará aberto a conversar.
 

Quem esteve com o tucano nos últimos dias disse ter sentido o ex-governador de São Paulo bastante indeciso. A expectativa de pessoas próximas a Alckmin é a de que ele se desfilie do PSDB nos próximos dias, mas que demore a escolher o novo partido.
 

A própria presidente do PT diz que Lula afirmou internamente que só anunciará oficialmente se será candidato em fevereiro ou março.
 

Conforme publicou o jornal Folha de S.Paulo no mês passado, o PSB quer o apoio do PT para seus candidatos a governador no Acre, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Pernambuco, além de São Paulo, onde o partido pretende lançar o ex-governador Márcio França.
 

Para isso, o PT teria de retirar a pré-candidatura de Fernando Haddad (PT), o que tem se mostrado um importante ponto de divergência entre as duas siglas.
 

No Espírito Santo, o PSB quer que os petistas não lancem candidato e fiquem neutros na disputa.
 

Gleisi diz que o PT está conversando sobre essas costuras, mas que não há nenhuma condição imposta na negociação.
 

"Nunca é faca no pescoço. Política é processo. Requer o exercício de ceder. Ele coloca os interesses que eles têm e como a gente pode trabalhar para chegar a um bom termo. Se vamos chegar, não sabemos", disse.
 

A prioridade do PT, segundo Gleisi, é a candidatura de Lula, mas o partido também demonstra interesse em composições no Rio Grande do Norte, para lançar Fátima Bezerra (PT) à reeleição, na Bahia, no Piauí e em outros estados.
 

A reunião desta quarta teve como pano de fundo o debate sobre a formação de uma federação que una PT ao PSB. Ambos os partidos deram inícios a discussões internas.
 

Além do encontro com Gleisi, Siqueira recebeu nesta quarta a bancada do PSB na Câmara. Dos 25 parlamentares presentes, só o deputado Heitor Schuch (RS) foi contra a federação, sob o argumento de divergências no estado.
 

Siqueira disse que convocou para a próxima semana uma reunião com os dirigentes estaduais do partido, para tratar das eleições, e que o tem federações deve ser abordado.
 

"Há apoio da bancada, mas essa não é uma decisão que não é da bancada, mas da direção do partido, e isso será levado à direção no momento oportuno", disse Siqueira. "Esse é um assunto sério e não pode ser decidido de afogadilho."
 

O PT também reuniu a bancada de deputados federais e estaduais e, ainda em dezembro, deve reunir a Executiva e o diretório nacional do partido para deliberar sobre o assunto.
 

A federação partidária é uma novidade da legislação, tendo sido aprovada pelo Congresso neste ano como forma de salvar alguns partidos da extinção.
 

Ela tem o objetivo também de driblar, em termos, a proibição de que as siglas façam coligações para disputar as vagas na Câmara dos Deputados e nas Assembleias Legislativas.
 

Nas coligações, os partidos se uniam só para disputar a eleição, em acertos que variavam de estado a estado. Abertas as urnas, eles não tinham nenhum compromisso entre si.
 

Já nas federações, os partidos que a compõem são obrigados a atuar de forma unitária nos quatro anos seguintes, nos níveis federal, estadual e municipal, sob pena de sofrerem várias punições.
 

Essa união em coligações ou federações é importante para vários partidos pois o sistema de eleição atual, o proporcional, distribui as cadeiras do Legislativo com base nos votos obtidos por todos os partidos que formam a chapa. Ou seja, quanto mais robusta a união, mais chance de eleger parlamentares.
 

Além disso, os partidos que não atingirem no mínimo 2% dos votos válidos nacionais para a eleição para a Câmara em 2022 perdem direito a mecanismos essenciais à sua sobrevivência, como verba pública e espaço na propaganda.

Gleisi diz que voto de petistas a favor da PEC dos precatórios não foi discutida com direção
Foto: Reprodução / Agência Senado

A presidente nacional do PT  Gleisi Hoffmann criticou os senadores baianos que votaram a favor do texto da PEC dos Precatórios nesta quinta-feira (2). Pelo Twitter, Gleisi disse que a proposta de emenda é um erro político.  Além de Otto Alencar e Ângelo Coronel, do PSD, o senador petista Jaques Wagner, também referendou a proposta. 

 

Para a deputada federal, "a aprovação  da PEC dos Precatórios no Senado, com ou sem emenda, é um erro político, prejudica o país e não garante proteção aos mais pobres", publicou. Gleisi  foi firme na publicação e continuou. "Nada foi discutido com a direção do PT. Correta é a posição da bancada do PT na Câmara contra esse absurdo”, twittou. 

 

Na manhã desta sexta-feira (3), o governador Rui Costa considerou como positivas as mudanças feitas no texto base da PEC (reveja). De acordo com o petista, o texto aprovado não prejudica a Bahia já que os dez milhões de reais voltados para a Educação no estado foram excluídos do limite de pagamento. "Diferente do texto da Câmara que incluía isso. Por tanto, a Bahia não iria receber esse dinheiro em 2022 e não se sabia quando ia receber. O texto aprovado ontem tirou isso e, por tanto, não prejudicou diretamente o estado.  Achamos que esse texto é imensamente melhor do que o anterior", disse.

 

O texto aprovado nesta quinta-feira (3), contou com os votos dos três senadores da Bahia. Os votos vieram, principalmente, após mudanças sugeridas por lideranças da oposição, em trazer maior clareza à distribuição dos cerca de R$ 90 bilhões que serão liberados no orçamento da União com a aprovação da emenda (reveja). 

Prefeitura monta operação de vacinação contra a Covid-19 neste sábado
Foto: Betto Jr./Secom

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Salvador montou uma operação especial de imunização contra a Covid-19 para este sábado (4) e deve disponibilizar quinze postos de vacinação para a população, entre pontos volantes, fixos e drives. 

 

A ação vai incluir quatro shoppings, aeroporto, rodoviária, duas estações de transbordo e Feira de São Joaquim, além de pontos que já fazem parte do rodízio normal da vacinação durante a semana.

 

O evento conta com o envio de equipes volantes para locais de grande movimentação no final de semana, com o objetivo de ampliar o acesso à imunização alcançando um maior número de pessoas com dificuldade de deslocamento até os postos de vacinação, principalmente aquelas que ainda não iniciaram ou não completaram o esquema vacinal (uma ou duas doses). A operação também beneficiará pessoas de outras cidades do estado, ou seja, não será necessário estar com o nome na lista no site da SMS. 

 

O público habilitado para 1ª dose são pessoas com 18 anos ou mais; adolescentes com 12 anos ou mais; adolescente com comorbidades, gestantes e puérperas com idade entre 12 e 17 anos; 2ª dose da Coronavac com aprazamento até 04/12/2021 e da Oxford e Pfizer aprazados ate 03/01/2022; 3ª dose para imunossuprimidos com segunda dose até 06/11 /2021 e pessoas com 18 anos ou mais e segunda dose até 06/07/2021.

 

No ato da vacinação deverá ser apresentado obrigatoriamente: cópia do documento oficial de identificação com foto, carteira nacional de vacinação digital (CONECTSUS atualizado), Cartão de vacina e comprovante de residência da cidade onde reside. 

 

Os voluntários de pesquisas e estudos sobre vacina contra Covid-19, além dos documentos já citados devem levar declaração do Instituto de pesquisa de que estão liberados para terceira dose sem prejuízo do prosseguimento do estudo/pesquisa.

 

Vale salientar que os menores de 18 anos deverão ser acompanhados pelos pais ou outro responsável de maior de idade durante o ato da vacinação. Para comprovação da responsabilidade, o pai ou a mãe devem apresentar documento de identificação original com foto no momento da imunização. No caso de outro responsável maior de idade, além do documento de identificação com foto, será necessário apresentar ainda uma declaração de responsabilidade que pode ser feita manualmente.


 
As gestantes devem apresentar obrigatoriamente cópia impressa da prescrição médica, já as puérperas, além da prescrição médica, uma cópia também da certidão de nascimento do bebê ou Declaração dos Nascidos Vivos. 

 

Confira programação – O8H ÀS 18H: 

 

DRIVERS: 
Shopping Bela Vista (09H ÀS 18H)*, Universidade Católica de Salvador (Pituaçu), Atakadão Atakarejo, Uninassau, 5º Centro de Saúde

 

PONTOS FIXOS:
Shopping Barra (09H ÀS 18H), Feira de São Joaquim,  Shopping da Bahia (09H ÀS 18H),  Shopping Itaigara (09H ÀS 18H)*, Estação da Lapa, Estação Mussurunga, Rodoviária, Aeroporto, Universidade Católica de Salvador (Pituaçu), 5º Centro de Saúde. Os pontos em shoppings centers iniciam a partir das 09h.

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 16:00

Aprovação do texto da PEC dos precatórios 'não prejudicou diretamente o estado', diz Rui

por Anderson Ramos, de Barra / Vitor Castro

Aprovação do texto da PEC dos precatórios 'não prejudicou diretamente o estado', diz Rui
Foto: Bahia Notícias / Anderson Ramos

O governador Rui Costa considerou como positivas as mudanças feitas no texto base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que versa sobre os precatórios. Aprovada ontem na Câmara dos Deputados, a proposta voltará à Câmara. Rui seguiu na mesma linha dos senadores baianos, que votaram à favor da PEC e comemoraram o resultado (reveja). 

 

De acordo com Rui Costa, o texto aprovado não prejudica a Bahia já que os dez milhões de reais voltados para a Educação no estado foram excluídos do limite de pagamento. "Diferente do texto da Câmara que incluía isso. Por tanto, a Bahia não iria receber esse dinheiro em 2022 e não se sabia quando ia receber. O texto aprovado ontem tirou isso e, por tanto, não prejudicou diretamente o estado.  Achamos que esse texto é imensamente melhor do que o anterior", disse. 

 

O texto aprovado nesta quinta-feira (3), contou com os votos dos senadores Otto Alencar, Ângelo Coronel e Jaques Wagner. Os votos vieram, principalmente, após mudanças sugeridas por lideranças da oposição, em trazer maior clareza à distribuição dos cerca de R$ 90 bilhões que serão liberados no orçamento da União com a aprovação da emenda (reveja). 

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 15:40

'Tenho esperanças que o PDT volte à base do governador Rui Costa', diz Roberto Carlos

por Anderson Ramos, de Barra / Lula Bonfim

'Tenho esperanças que o PDT volte à base do governador Rui Costa', diz Roberto Carlos
Foto: Anderson Ramos / Bahia Notícias

O deputado estadual Roberto Carlos (PDT) ainda não decidiu se vai mudar de partido. Ele ainda espera uma decisão definitiva sobre quem a sigla irá apoiar em 2022 antes de escolher qual caminho seguir. De acordo com o parlamentar, em entrevista ao Bahia Notícias nesta sexta-feira (3) no município de Barra, norte do estado, ainda não há nada decidido e a legenda ainda pode caminhar com Jaques Wagner (PT) nas próximas eleições.

 

“Temos conversado com o presidente estadual, Félix Mendonça. Nós estamos fazendo avaliação, até porque tenho esperanças ainda que o PDT volte à base do governador Rui Costa. Porque as condições, que eram para o PDT ir pra base aliada do ex-prefeito ACM Neto, era que o DEM abraçaria a eleição de Ciro Gomes. Isso está descartado inclusive pelo próprio ex-prefeito ACM Neto. Com essa posição, tudo pode acontecer”, disse o deputado.

 

“Não estou afirmando, mas há uma possibilidade. E, se isso acontecer, não tem porque eu discutir a saída ou não do PDT. Evidente que as coisas estão se encaminhando muito para que o PDT possa ficar com ACM Neto, mas isso eu tenho até março para definir”, continuou o parlamentar.

 

Roberto Carlos relatou inclusive uma conversa que teve com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, durante uma passagem por Salvador. Com a impossibilidade do apoio de ACM Neto a Ciro Gomes nas próximas eleições presidenciais, o partido mira agora uma vaga na chapa majoritária, que pode ser tanto junto ao DEM quanto ao lado dos petistas.

 

“Foi inclusive a última conversa que eu tive com o presidente nacional Carlos Lupi em Salvador. Ele informa que, mesmo que não seja cumprido o acordo que tinha com o DEM nacional e ACM Neto, poderia ter a expectativa de ter um membro do PDT na chapa majoritária, que pode inclusive se discutir no nosso campo, que é o campo do nosso ex-governador Jaques Wagner”, revelou Roberto Carlos.

 

O parlamentar ainda afirmou que não deseja sair do PDT, partido ao qual é filiado desde 1990. Por esse motivo, ele quer levar a decisão até a data limite, prevista para março, quando as chapas eleitorais devem ser definidas.

 

“Convite, eu já recebi de muitos partidos. Mas não abri nenhum tipo de discussão com nenhum partido, porque eu quero continuar no PDT. Tenho 31 anos no PDT. É meu primeiro e único partido. Fui vereador duas vezes em Juazeiro, estou no meu quinto mandato de deputado estadual, todos no PDT. Por isso que eu não penso em abrir discussão com outro partido, enquanto não houver uma decisão nacional de qual é o grupo político que vai apoiar aqui na Bahia”, finalizou.

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 15:20

Pretos e pardos com curso universitário ganham 31% menos do que brancos, diz IBGE

por Leonardo Vieceli e Suzana Petropouleas | Folhapress

Pretos e pardos com curso universitário ganham 31% menos do que brancos, diz IBGE
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Pretos e pardos têm renda média do trabalho menor do que brancos mesmo com níveis de escolaridade iguais no Brasil. A conclusão é da Síntese de Indicadores Sociais de 2020, divulgada nesta sexta-feira (3) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Segundo o órgão, o resultado reflete o quadro de desigualdade de oportunidades no mercado de trabalho.
 

A pesquisa do IBGE mostra que, em 2020, a população identificada como preta ou parda pelo instituto tinha rendimento menor do que a branca em qualquer um dos quatro níveis de instrução analisados.
 

Na faixa da população com ensino superior completo, pretos e pardos recebiam, em média, por hora, cerca de 30,8% a menos do que os brancos (R$ 23,40 e R$ 33,80, respectivamente).
 

O indicador analisado é o rendimento real do trabalho principal por hora de trabalho. Ou seja, tem o desconto da inflação.
 

Na parcela com menos estudo, que reúne pessoas sem instrução ou com ensino fundamental incompleto, pretos e pardos recebiam em torno de 23,9% a menos, por hora, do que brancos (R$ 7 e R$ 9,20, respectivamente).
 

Na média das quatro faixas pesquisadas, pretos e pardos ganhavam 40,8% a menos do que os brancos (R$ 10,90 e R$ 18,40).
 

Com recorte anual, a Síntese de Indicadores Sociais avalia uma série de resultados nas áreas de economia, educação, habitação e saúde.
 

O IBGE também afirma que, em média, a população ocupada branca tinha um rendimento médio real do trabalho principal estimado em R$ 3.056, por mês, no ano passado. A quantia era 73,3% maior do que a da população preta ou parda (R$ 1.764).
 

A administradora Sônia Lesse, 36 anos, conhece de perto a realidade desigual que os números divulgados evidenciam. Com duas graduações, especialização, pós-graduação e MBA, relembra diversas experiências de trabalho em que ser negra e mulher significou disparidade de salário em relação aos colegas brancos e menor acesso a oportunidades.
 

Quando trabalhava numa empresa de telecomunicações, ouviu dos gestores que a justificativa para a diferença salarial era a falta de diploma. "Quando me formei, disseram que os colegas recebiam mais porque tinham sido contratados em outro momento da empresa ou tinham mais experiência. Mas, conversando, eu via, por exemplo, que a experiência deles era menor ou igual a minha", conta.
 

Como analista numa instituição financeira, soube que um colega, homem e branco com a mesma formação e experiência que a sua, recebia o dobro pela mesma função.
 

A empresa, então, prometeu a ela bônus e promoção, mas afirmou que a paciência em aguardar a reposição em sua renda era parte das habilidades esperadas da profissional.
 

"É como se buscassem justificativas para continuar dizendo não para quem é diferente. As exigências são maiores. A porta nunca está aberta por completo para nós", diz.
 

As experiências inspiraram Sônia a se capacitar para ajudar pretos e pardos a enfrentarem a desigualdade de oportunidades no mercado de trabalho. Hoje ela atua como consultora na área. A maioria dos profissionais que a procuram são mulheres. Oito em cada dez afirmam que já passaram, ao menos uma vez, pela experiência de descobrir que ganhavam menos do que os colegas.
 

"Diferença salarial é um ponto gritante. Pedem ajuda para negociar com a chefia cargos e salários cujas responsabilidades já exercem. Ter que convencer a liderança de que devem ganhar o mesmo que colegas brancos é uma forma de violência", diz Sônia.
 

A assistente social, professora e consultora Verônica Vassalo, 39 anos, enfrentou dificuldades similares às de Sônia. "Diversas vezes me vi em situações em que, mesmo tendo uma formação extensa e um longo tempo de experiência, ganhava menos que pessoas brancas", diz ela, que tem especialização, mestrado e pós-graduação em andamento.
 

Verônica construiu a carreira em grandes empresas e multinacionais e também passou a atuar como consultora empresarial na área de diversidade e inclusão. Para ela, as diferenças de renda média e remuneração evidenciam que os gargalos para redução da desigualdade racial entre profissionais perpetuam-se para além da admissão.
 

Embora exista um movimento recente de maior inclusão de negros no mercado de trabalho --por meio de programas de trainees exclusivos para jovens pretos e pardos, por exemplo-- é preciso pensar na retenção, remuneração e permanência desses profissionais, defende.
 

"Equidade racial não é só atrair para dentro da empresa. As empresas precisam pensar em estratégias para reduzir a desigualdade após essa inclusão."
 

Segundo a consultora, o racismo estrutural persistente na sociedade brasileira reflete-se desde processos seletivos em que candidatos negros e pardos com as mesmas qualificações são preteridos até o momento em que o salário ou uma promoção são definidos.
 

Verônica e Sônia afirmam que os profissionais frequentemente se culpam pelo salário menor que recebem, atribuindo-os exclusivamente à própria formação ou desempenho, e são penalizados quando denunciam disparidades dentro das empresas.
 

E elas não se restringem ao salário. Verônica relata ter passado por situações explícitas de racismo e machismo em organização de assistência social em que trabalhou. Também relembra o momento, em outra empresa, em que seu gestor perguntou em frente à equipe como a profissional lavava os cabelos trançados.
 

Capacitar a alta liderança é medida estratégica para viabilizar a igualdade racial no mercado de trabalho, diz. Para atenuar a diferença salarial, avalia que as empresas precisam rever processos internos. "Elas precisam entender em quais momentos essas diferenciações entre os profissionais ocorrem e alterá-los para retirar esse viés."
 

Sônia Lesse recomenda que os profissionais priorizem vagas em empresas que valorizem a competência profissional e equidade racial nos salários. "É importante também apontar os movimentos de exclusão que ocorrem e a responsabilidade das empresas em mudar esse cenário."

Histórico de Conteúdo