Camisinhas que homenageiam seleções serão distribuídas na Copa

50 camisinhas de sabor serão distribuídas em bares de São Paulo durante a Copa do Mundo pela campanha Proteja seu Jogador Número 1, iniciativa da ONG Aids Healthcare Foundation (AHF) no Brasil e do Instituto Cultural Barong. Os preservativos com gosto de caipirinha, melão e café vão homenagear o Brasil, enquanto as camisinhas com sabor de uva e espumante homenagearão Chile, Argentina, Uruguai, Espanha e Portugal. A Suiça será representada pelo chocolate e a Rússia pelo aroma "ice". Serão distribuídos ainda 2.000 chaveiros porta-preservativos.

Leia mais

Grife lança calcinha que vibra a cada gol na Copa do Mundo; confira vídeo

A grife mexicana Vicky Form lançou nesta semana uma calcinha que vibra a cada gol na Copa do Mundo da Rússia. De acordo com o Metro1, o objetivo é motivar as mulheres a acompanharem os jogos. A grife divulgou um vídeo com o slogan "Sente o Jogo", mostrando a mulher numa relação íntima com a partida e reclamando a não marcação do pênalti.

 

Leia mais

Sexta, 15 de Junho de 2018 - 18:10

Empresa cria primeiro androide sexual masculino

Empresa cria primeiro androide sexual masculino

A empresa norte-americana RealBotix, que já faz modelos de androides femininos, lançará, até o final deste ano, um robô sexual masculino de 1,80m, com inteligência artificial e que faz sexo quando tem vontade. "Henry" é o primeiro exemplar masculino que pode custar até R$ 129 mil, dependendo da personalização e tem lista de espera de seis meses. "A cabeça dele é computadorizada, ou seja, possui inteligência artifical. Para ativá-la é necessário criar um personagem, um avatar 3D por meio de um aplicativo que você contrla pelo celular. Lá, o usuário define se o companheiro será tímido, mais sexual, engraçado, falante...", conta Yuri Machado, programador do androide. De acordo com o Universa, o boneco deve chegar ao Brasil em janeiro de 2019 e pode durar até 15 anos, dependendo dos cuidados.

Leia mais

Homem fica 'grudado' à amante durante sexo, e casal é levado para a delegacia

Um homem ficou "grudado" a amante durante o sexo, em um quarto de hotel em Kitale, no Quênia, e precisou pedir ajuda à polícia. Os policiais cobriram os dois ainda "colados" e os levaram a uma delegacia. Alguns minutos depois, segundo informações do site Extra, eles acabaram se soltando. Um médico explicou que o pênis e a vagina podem acabar presos durante o sexo em casos raros. Nesse caso, quando os músculos relaxam, o pênis é liberado. 

Leia mais

Deputada russa orienta que mulheres evitem sexo com estrangeiros não-brancos

Uma deputada russa orientou que as mulheres do país sede da Copa do Mundo 2018 evitem sexo com estrangeiros não-brancos para evitar filhos mestiços. Líder da comissão das famílias, mulheres e crianças no Parlamento, Tamara Pletnyova fez a polêmica afirmação ao ser questionada por uma rádio local sobre a repetição das "Crianças Olímpicas", fenômeno registrado nos anos 1980, quando Moscou sediou os Jogos Olímpicos. "Uma coisa é se elas são da mesma raça, mas a situação é outra se são de raças diferentes. Não sou nacionalista, apenas sei que as crianças sofrem", argumentou a parlamentar. Tamara ressaltou ainda a possibilidade de russas se tornarem mães solteiras. "Mesmo quando as russas se casam com estrangeiros, os relacionamentos frequentemente acabam mal. São abandonadas no exterior ou na Rússia", acrescentou. Segundo o jornal O Globo, os parlamentares não questionam apenas a questão étnica. O deputado Alexander Sherin disse à mesma rádio que os estrangeiros podem levar vírus para a Rússia, além de substâncias banidas pelo governo.

Leia mais

Para 92% dos brasileiros, música melhora a experiência com sexo

Escutar música durante o sexo melhora a experiência, avaliaram 92,3% dos brasileiros. O resultado faz parte de uma pesquisa encomendada pelo serviço de streaming Deezer, feita em parceria com a especialista em sexo Tracey Cox. Os resultados mostraram que o Brasil é um dos países com maior índice de pessoas que gostam de músicas para embalar o momento. A lista é composta ainda por Estados Unidos (73%), Alemanha (64%), França (61%) e Reino Unido (55%). A pesquisa mostrou ainda que, para 63% dos brasileiros, a música aumenta a duração e intensidade da excitação. Outra questão investigada foi o artista preferido pelos brasileiros para a hora do sexo. Dos 10 primeiros colocados, oito são internacionais: Rihanna (25%), Beyoncé (22%), Bruno Mars (18%), Lionel Richie (17%), Jorge e Mateus (14%), Anitta (13%), Amy Winehouse (13%), Stevie Wonder (12%), JUstin Timberlake (12%) e Marvin Gaye (12%).

Leia mais

Esposa do goleiro de Portugal aconselha masturbação na véspera de jogos na Copa

A mulher do goleiro Rui Patrício, titular da seleção de Portugal que vai disputar a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, disse que jogadores que se masturbam na véspera de jogos podem controlar níveis de ansiedade e estresse. Psicóloga e sexóloga, Vera Ribeiro afirma que o sexo é muito importante para os jogadores mesmo concentrados, mas que os atletas não poderiam fazer sexo horas antes de entrar em campo, porque o desempenho seria ruim. "Quanto maior a atividade sexual maior a produção de testosterona. Há a ideia de que quando um homem ejacula, quando há relações sexuais, os níveis de testosterona descem e assim ficam. Obviamente, há uma reposição lenta. O que não é aconselhado a um atleta ter relações sexuais e duas horas depois ter a competição. Isso não é aconselhável", explicou. De acordo com o Extra, Vera ressalta, no entanto, que não se pode associar a performance esportiva com a ocorrência de sexo.

Leia mais

'Perfumes sexuais' podem ajudar a atingir o orgasmo, diz estudo

Um estudo publicado no periódico Archives of Sexual Behavior revelou que o segredo para ter melhores relações sexuais é aguçar o olfato. A explicação é que as pessoas que têm o sentido mais desenvolvido são capazes de captar todos os "perfumes sexuais". A pesquisa contou com a participação de 70 pessoas, sendo 42 mulheres e 28 homens. Para a avaliação, os participantes foram vendados e foram apresentadas varetas com diferentes aromas. De acordo com o Ig, os participantes precisavam identificar o que era cada cheiro. Também foi questionado o desempenho na cama, com que frequência essas pessoas faziam sexo e quanto tempo durava. As mulheres com melhor senso olfativo relataram gostar mais de sexo e também tiveram mais orgasmos. Os pesquisadores acreditam que isso acontece porque os cheiros sentidos durante a relação tem grande influência na experiência sexual das pessoas. Os aromas podem desencadear excitação e relaxamento através de hormônios, facilitando o orgasmo.

Leia mais

Melhora da memória está entre os benefícios do sexo, aponta estudo

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Wollongong, na Austrália, revelou que ter uma vida sexual movimentada reduz níveis de estresse e ansiedade, melhora a qualidade do sono e até o sistema imunológico. O estudo examinou dados de 6 mil adultos com mais de 50 anos durante um período de dois anos. Após a análise, a equipe encontrou uma diferença considerável entre o raciocínio das pessoas sexualmente ativas e o das que não faziam sexo. Segundo o IG, os participantes foram questionados sobre hábitos alimentares e de sono, além de detalhes da vida sexual, como a frequência com a qual beijavam e se envolviam em experiências íntimas. Além disso, foram realizados testes de memória no início e no final do estudo, o que mostrou que as pessoas com a vida sexual mais ativa têm mais facilidade em lembrar de eventos recentes. Para os pesquisadores, isso acontece porque o sexo estimula a formação de neurônios.

Leia mais

Empresa cria 'biblioteca de orgasmos'; site reúne áudios de pessoas gozando

A marca de acessórios eróticos Bijoux Indiscrets criou a "Orgasm Sound Library" (biblioteca de orgasmos), site que reúne áudios de pessoas tendo orgasmos, enviados anonimamente por internautas (acesse). Quando reproduzidos, os áudios são acompanhados por imagens psicodélicas que representam as ondas sonoras e trazem hashtags que descrevem o momento. Segundo o IG, a ideia do site é mostrar que, ao contrário do que alguns pensam, nem todo mundo se comporta da mesma forma, fala as mesmas coisas ou emite os mesmos sons durante o prazer. De acordo com a criadora da marca, Elsa Viegas, o objetivo da biblioteca é mostrar às pessoas que a única preocupação delas deve ser aproveitar a experiência. "É importante incentivar mulheres a aproveitarem suas vidas sexuais e esquecer como ela "deveria ser" ou "deveria soar", explicou. Segundo especialistas, além de ajudar a "orientar" o parceiro ou a parceira, gemidos e outras reações sonoras ao prazer podem deixar a outra pessoa ainda mais excitada durante o ato sexual.

Leia mais

Histórico de Conteúdo