SMS e Sesab intensificam combate às Infecções Sexualmente Transmissíveis no Carnaval
Foto: Renato Lima/ Ag Haack / Bahia Notícia

Durante o Carnaval de 2020, que começa na próxima quinta-feira (20), o combate às Infecções Sexualmente trasmissíveis será intensificado pelas Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) e Secretaria Municipal de Saúde de Salvador (SMS). 

 

Na capital, por meio da Vigilância Epidemiológica, a estratégia será colocada em prática através do programa Fique Sabendo, que visa incentivar a detecção precoce das (ISTs) através da realização de testes rápidos. Os serviços serão oferecidos gratuitamente ao público através de duas unidades a serem montadas em pontos estratégicos da folia: uma localizada na Praça da Piedade (das 9h às 21h, entre os dias 22 e 25 de março) e outra na Barra, na Rua Dias D´Ávila, próximo ao Farol (das 12 às 22h, entre os dias 22 e 25 de março).

 

A Sesab vai a instalar três unidades de saúde nos circuitos de Salvador e Porto Seguro para a realização de testes rápidos que detectam HIV, sífilis e hepatites B e C. Na capital as unidades ficarão na Avenida Centenário, na Barra, e outro na Avenida Adhemar de Barros, em Ondina. O funcionamento dos postos será até o último dia de carnaval, iniciando sempre às 16 horas. Em Porto o posto de testagem será instalado na Passarela do Descobrimento.

 

Além dos testes, serão distribuídos preservativos masculinos e femininos e material informativo sobre infecções sexualmente transmissíveis, a expectativa da pasta é de que um milhão de preservativos sejam distribuídos.

 

A Sesab ainda informou que estará disponível aconselhamento e encaminhamento para tratamento no caso de testes positivos. A equipe que atuará nessa ação é formada por assistente social, enfermeiras, farmacêuticos, psicólogos, médicos, biomédicos, sanitaristas, motoristas e assistente administrativo, totalizando 60 profissionais.

 

Em caso de resultados positivos nos testes para HIV ou hepatites os foliões soteropolitanos já sairão do posto de testagem com uma consulta agendada nos serviços especializados e garantia do início do tratamento. As pessoas naturais de outras localidades serão orientadas a procurar os serviços de atenção básica ou atenção especializada em seus respectivos municípios. Com relação ao acompanhamento para tratamento de sífilis, todos serão orientados a procurar a rede básica de saúde da sua cidade.

Histórico de Conteúdo