Nova diretoria da Apae Salvador assume com promessa de ampliar atendimento
Foto: Divulgação

Mais de 100 pessoas compareceram, na noite da última quinta-feira (9), ao evento de posse da nova diretoria da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) Salvador, uma das principais entidades sociais do estado. Os novos gestores da instituição têm muitos desafios pela frente, que incluem a inauguração do novo Complexo de Saúde e a modernização e ampliação das atividades.

 

A médica Juliana Badaró, que ficou à frente da entidade por 6 anos, passou o cargo para o novo presidente Derval Freire Evangelista, eleito para o período de 2020-2022.
 
Entrando no 51º ano de atuação, a Apae Salvador conquistou um imenso capital social com população baiana. Além disso, a instituição é responsável por atender, em média, 340 mil pessoas em toda a Bahia, além da realização de 92 mil consultas e reabilitações e 120 mil exames laboratoriais.
 
A entidade faz ainda a inserção no mercado de trabalho de pessoas com deficiência, diagnóstico do Teste do Pezinho e capacitação de professores de escolas regulares. “Agradecemos o trabalho realizado pela nossa ex-presidente Juliana Badaró. Vamos agora focar nos novos projetos, fortalecer este legado tão importante para nossa gente”, disse Evangelista.
 
Para a superintendente da Apae Salvador,  ngela Ventura, a nova gestão vai trabalhar focada no crescimento da Instituição. “Nossa meta é conseguir mais investimentos para poder atender as necessidades da população. O novo Complexo de Saúde é uma prova disso e será um marco em nossa história”, afirma ela, informando que, com a nova unidade, a Apae Salvador deverá ampliar em 30% o atendimento em reabilitação. Entre os novos serviços ofertado pela Apae Salvador está o atendimento de doenças raras de origem genética.

Histórico de Conteúdo