Cientistas identificam novo tipo do vírus HIV; descoberta pode auxiliar em novos tratamentos
Foto: Reprodução/Getty Images

Um novo subtipo do vírus do HIV, causador da Aids, foi identificado por cientistas após quase 20 anos. A inovação foi divulgada nesta quarta-feira (6), na revista especializada "Journal of Acquired Immune Deficiency Syndromes".

 

A expectativa é de que a descoberta auxilie em novas formas de tratamentos e também a conter futuros surtos. O novo subtipo encontrado pertence ao grupo M do HIV. Este é apenas um dos quatro grupos em que se subdivide o vírus. A nova cepa foi apelidada de "L" e se junta a outras dez cepas já catalogados pela comunidade científica.

 

Pesquisadoras americanas são os responsáveis pela descoberta, feita a partir do sequenciamento genético de três pacientes. As amostras utilizadas foram coletadas nos anos 80.

 

As autoras do estudo acreditam que a descoberta do subtipo "L" poderá contribuir com a identificação de possíveis pandemias e até antecipar ações de combate às infecções.

 

A empresa Abbott foi a responsável pela iniciativa do estudo. Ela possui um programa de monitoramento do HIV e da hepatite há cerca de 25 anos. Reportagem da Veja destaca que neste período a empresa coletou mais de 78 mil amostras de vírus e identificou mais de cinco mil subtipos distintos.

Histórico de Conteúdo