Pessoas casadas têm menor risco de morte por doenças do coração, aponta estudo
Foto: Agência Brasil

Uma pesquisa desenvolvida por pesquisadores britânicos mostrou que o casamento pode proteger o coração. A partir da revisão de 34 estudos, com mais de 2 milhões de participantes, foi observado que solteiros, divorciados e viúvos apresentam risco aumentado de doenças coronarianas e derrames. 
 

Os pesquisadores apontam, segundo o G1, que 80% dos casos de doença coronariana estão relacionados a fatores como idade, pressão alta, colesterol, diabetes e fumo. No entanto, não há informações específicas sobre os outros 20%. 
 

Os dados revisados foram coletados entre 1963 e 2015, na Europa, América do Norte, Ásia e Oriente Médio, com participantes de 42 a 77 anos. As pessoas que não eram casadas apresentaram risco de 42% de desenvolver doença coronariana e 55% em relação ao derrame. 
 

Os pesquisadores consideraram o resultado consistente devido ao volume de informações. Com relação aos motivos, foi listado que em uma vida a dois há maior atenção aos sinais de doenças e adesão ao tratamento, além de maior segurança financeira e rede de apoio.

Histórico de Conteúdo