Quinta, 22 de Agosto de 2019 - 19:00

FTC inicia inscrições para vestibular de medicina 2020.1

FTC inicia inscrições para vestibular de medicina 2020.1
Foto: Carla Ornelas / GOVBA

A Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC) iniciou o processo de inscrições para o vestibular do curso de medicina. Ao todo, o semestre 2020.1 vai disponibilizar 150 vagas. As inscrições vão até o dia 12 de setembro, e devem ser feitas por meio do site da instituição.

 

A prova será feita no dia 15 de setembro, no campus FTC paralela. Serão 65 questões objetivas sobre Língua Portuguesa, Lingua Estrangeira, Matemática, Ciências Humanas e da Natureza, além de uma redação.

 

O curso de medicina da FTC é um dos mais bem avaliados pelo Ministério da Educação (MEC). De acordo com a faculdade, "a Rede FTC investe em tecnologia e infraestrutura para proporcionar as melhores experiências aos alunos. Os médicos em formação contam com laboratórios, simulação de UTI, cadáveres sintéticos realísticos e equipamentos modernos para que coloquem em prática tudo que aprendem em sala de aula". 

Policial do Bope do Rio sofre mal estar durante treino de crossfit e morre
Foto: Reprodução/Facebook

Um policial militar do Batalhão de Operações Especiais (Bope) identificado como Leonardo Garcês passou mal e morreu nesta quarta-feira (20) após um treino de crossfit em uma academia do Rio de Janeiro.

 

Informações do portal Uol afirmam que ele chegou a ser encaminhado para o hospital Albert Schwartz pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu. Ao site, a Secretaria Municipal de Saúde informou que o policial militar chegou à unidade de saúde com uma parada cardiorrespiratória e morreu no hospital.

 

Conforme apurado pelo portal, o preparador físico de Leonardo, Cristiano Santos, afirmou que o PM concluiu o treino e passou mal após conversar com amigos no local.

Pesquisa identifica bactérias multirresistentes fora do ambiente hospitalar no interior de SP
Foto: Reprodução/Pinterest

As bactérias da espécie Klebsiellaque compõem a lista das mais resistentes a antibióticos e estão entre os microrganismos que mais causam infecções hospitalares. Entre elas está, inclusive, a Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC), que é considerada uma superbactéria desde que foi constatado que ela é capaz de produzir uma enzima que inativa os fármacos mais potentes disponíveis para o tratamento de infecções graves. Mas uma pesquisa da Fapesp, em parceria com Journal of Global Antimicrobial Resistance, revelou que patógenos multirresistentes já não são um problema restrito ao ambiente hospitalar no Brasil.

 

Durante o estudo, os cientistas observaram espécimes de K. pneumoniae isolados da urina de 48 pessoas diagnosticadas com infecção urinária no interior São Paulo. Conforme reportagem da Folha de S. Paulo, cientistas observaram que 29 amostras (60,4%) continham bactérias não suscetíveis a três ou mais classes de antibióticos e, portanto, consideradas multirresistentes (MDR).

 

Os pesquisadores identificaram em 30 amostras (62,5%) 73 diferentes genes de virulência. Eles são codificadores de proteínas que auxiliam o microrganismo a driblar o sistema imune ou a se disseminar mais facilmente no ambiente.

'Semana do bebê' dá sequência à ações de agosto sobre amamentação
Foto: Istock / Getty Images

Salvador iniciou, nesta quarta-feira (21), a Semana do Bebê, que vem para "empoderar mães e pais para favorecer a amamentação". Essa é a 4ª edição do movimento, que é realizado pela Prefeitura desde 2016.

 

De acordo com a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom), estão previstas atividades para famílias de crianças, profissionais de saúde, educação, assistência social, futuros pais, adolescentes e jovens. Essa é mais uma ação do Agosto Dourado, que já trouxe a Semana da Amamentação (lembre aqui).

 

No evento, estarão presentes a uma série de figuras importantes. Entre elas, a como a secretária de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), Rogéria Santos; a médica, diretora e presidente da Sociedade Baiana de Pediatria, Dolores Fernandes e o presidente da Sociedade Baiana de Ginecologia, Caio Lessa.

 

A amamentação estimula o desenvolvimento do cérebro e proporciona, em média, um aumento de rês pontos no QI de crianças de todos os níveis socioeconômicos. A amamentação também funciona como a primeira vacina do bebê. Outros estudos estimam que a prática pode evitar 800 mil mortes de crianças no mundo. Anualmente, países perdem mais de US$300 bilhões devido às baixas taxas de amamentação, o que representa 0,49% do PIB global.  

Com presença de Rui, reunião define que prioridade do Consórcio do Nordeste é Saúde
Foto: Divulgação

A reunião entre os governadores participantes do Consórcio do Nordeste, que contou com a presença do gestor baiano, Rui Costa, definiu que a prioridade inicial do projeto é a área da Saúde. De acordo com a ata da reunião, a ideia é acelerar o caminho das compras públicas coletivas até o final de agosto.

 

O encontro definiu uma série de metas para o projeto. Entre elas, a compreensão de que o Brasil necessita de uma Reforma Tributária. Por isso, até o mês de setembro, o consórcio pretende apresentar um documento "unificado e detalhado de reforma tributária para o Brasil".

 

Além disso, também aponta que é preciso elaborar um plano de intervenção em relação às questões agropequárias. A intenção, de acordo com os governadores, é "assegurar a competitividade e sustentabilidade do setor na região". Porém, ao mesmo tempo, ressalta que é preciso o repasse de recursos federais aos Estados para subsidiar as ações de defesa agropecuária.

 

Por fim, anunciaram que, em novembro, os governadores farão uma viagem pela Europa para apresentar os projetos. De acordo com o governador Rui Costa, estão previstos encontros em quatro países (Alemanha, França, Espanha, Itália).

 

Participaram da reunião os governadores e governadoras de Piauí, Cerará, Maranhão, Rio Grande do Norte e Paraíba. Além disso, os vice-governadores de Alagoas e do Piauí. O próximo encontro do consórcio acontece em Natal, em setembro. 
 

Obras de unidades básicas de saúde em Salvador são visitadas por Vilas-Boas
Foto: Divulgação

As obras das unidades básicas de saúde que estão sendo erguidas em Cajazeiras, Itapuã e Imbuí foram inspecionadas nesta quarta-feira (21) pelo secretário estadual de Saúde Fábio Vilas-Boas. “Entregaremos esses equipamentos para fortalecer a saúde em Salvador, garantindo um aumento na cobertura da Atenção Básica”, destacou o titular da Sesab.

 

Na ocasião, o secretário ainda pontuou que além das unidades inspecionadas nesta quarta-feira, estão sendo construídas outras três UBS, nos bairros do IAPI, San Martin e Pirajá, e outro CAPS em Pau da Lima, além de duas policlínicas em Escada e Narandiba. O secretário aproveitou a oportunidade para visitar obras do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), no Jardim Armação, em Salvador.

 

Na UBS, os pacientes poderão receber atendimentos básicos em pediatria, ginecologia, clínica geral, enfermagem e odontologia. Os principais serviços oferecidos são consultas médicas, inalações, injeções, curativos, vacinas, coleta de exames laboratoriais, tratamento odontológico, encaminhamentos para especialidades e fornecimento de medicação básica.

 

A Secretaria de Saúde afirmou que o novo CAPS tem uma área de 700 metros quadrados e irá oferecer atendimento aos moradores do Jardim Armação que sofrem com transtornos. O dispositivo realizará o acompanhamento clínico e a reinserção social dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários. É um serviço de atendimento de saúde mental criado para ser substitutivo às internações em hospitais psiquiátricos.

Estudo dos EUA apuram se lesão pulmonar em jovens tem relação com cigarro eletrônico
Foto: Reprodução/ElPeriodico

Quase uma centena de casos de doenças pulmonares misteriosas ligadas ao uso de cigarros eletrônicos vêm sendo investigadas por entidades de saúde dos Estados Unidos. Os casos investigados, segundo a Folha de S. Paulo, estão distribuídos em 14 estados americanos e a maior parte é de adolescentes e jovens adultos.

 

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deu início a um processo para possível regulamentação de cigarros eletrônicos, ainda conforme a Folha.

 

O alerta dos médicos americanos é no sentido do que descrevem como uma lesão pulmonar grave e potencialmente perigosa. A reportagem aponta que os sintomas incluem dificuldade para respirar, falta de ar ou dor no peito antes da hospitalização. Os pacientes também relataram febre, tosse, vômito e diarreia.

 

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) destaca, no entanto, que apesar de todos os pacientes serem usuários de cigarros eletrônicos, ainda não está confirmado que as doenças têm realmente relação com os dispositivos ou com ingredientes inalados através deles

Pesquisadora baiana usa abacaxi híbrido para desenvolver novo tipo de curativo
Foto: Reprodução/ShutterStock

A professora e pesquisadora da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Sandra de Assis, junto ao seu grupo de pesquisa, descobriram uma maneira de utilizar abacaxi híbrido para desenvolver um novo tipo de curativo. A equipe começou a produzir filmes de polímeros, com extrato de abacaxis híbridos, que ajudam a hidratar e cicatrizar mais rápido as feridas cutâneas.

 

Sandra explicou que a ideia da pesquisa surgiu enquanto ela assistia reportagens da televisão que tratavam da falta de materiais cicatrizantes. “Este filme polimérico, similar a uma fita, quando posicionado em cima de uma lesão na pele, protege o ferimento. É neste microambiente higienizado, que, somado ao uso de anti-inflamatórios e antibacterianos, a ferida pode cicatrizar mais rápido”, afirmou pesquisadora.

 

Ela ainda ressaltou que a cicatrização de feridas é um processo complexo que envolve múltiplas etapas, e, por isso, ter um ambiente favorável para que a região possa se recuperar é fundamental.

 

O processo de produção do novo tipo de curativo começa através da polpa do abacaxi, de onde é extraída uma enzima chamada bromelina, que possui ação anti-inflamatória. Em seguida a substância é incorporada em nanopartículas ou lipossomas que compõem película cicatrizante.

 

Um estudo realizado em animais para medir a eficácia do produto constatou que as feridas foram reduzidas por volta do 14º dia após a aplicação. Dessa forma, é possível perceber como o acréscimo da bromelina em filmes curativos possui potencial cicatrizante.

Consulta pública da Anvisa sobre maconha medicinal teve 554 contribuições
Foto: Reprodução/7RayMarketing

O processo de consulta pública sobre a possibilidade de liberação do plantio de Cannabis sativa para fins medicinais no Brasil, realizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), totalizou 554 contribuições, que puderam ser enviadas até esta segunda-feira (19).

 

As contribuições agora passarão pelo crivo dos diretores da Anvisa, que tomarão juntos uma decisão final sobre o tema.

 

No mês de junho a Anvisa aprovou duas propostas para regulamentar o plantio de maconha no país, lembra reportagem do G1, caso o processo seja concluído com a liberação.

 

O canabidiol, que é a substância extraída da cannabis, deixou de ser proibido no Brasil desde  2015 para uso em tratamentos e pesquisa científica. Entretanto, o plantio da erva não é permitido.

Estudo alerta para uso de Ibuprofeno; substância aumenta em 31% o risco de parada cardíaca
Foto: Reprodução/GentSide

O uso da substância Ibuprofeno aumenta em 31% o risco de parada cardíaca, de acordo com um estudo publicado na revista especializada European Heart Journal nesta semana. O alerta do pesquisadores seguiu por outros fármacos do mesmo tipo, eles apontaram que anti-inflamatórios não esteroidais (AINE) apresentam um risco ainda maior.

 

“Permitir que esses remédios sejam comprados sem receita e sem nenhum conselho ou restrição envia uma mensagem ao público de que não há dúvidas quanto a sua segurança”, afirmou Gunnar Gislason, participante da pesquisa, através de uma nota da Sociedade Europeia de Cardiologia. “Pesquisas anteriores mostraram que os AINE estão relacionados a um maior risco cardiovascular, algo que preocupa porque seu uso está muito disseminado”, completou o cientista.

 

Para chegar aos resultados da pesquisa os estudiosos analisaram todas as paradas cardíacas registradas na Dinamarca entre 2001 e 2010. Eles ainda fizeram um levantamento sobre prescrições desses medicamentos desde 1995. Segundo reportagem do El País, durante o período estudado, 28.947 pessoas tiveram parada cardíaca fora do hospital no país. Foi constatado que 3.376 tinham tomado anti-inflamatórios não esteroidais 30 dias antes de dar entrada.

 

A reportagem chama atenção para o ibuprofeno e o diclofenaco, medicamentos mais utilizados, e que cobriram respectivamente 51% e 22% do uso total. Em relação ao incremento do risco de parada cardíaca, o ibuprofeno foi responsável por 31% e o diclofenaco, 50%.

Histórico de Conteúdo