Especialista em emagrecimento diz ser possível treinar corpo para não comer demais
A psicóloga britânica Helen McCarthy, especialista em emagrecimento e autora do livro How To Retrain Your Appetite (Como treinar o seu apetite, em tradução livre), aponta que para perder peso é preciso reconhecer a quantidade de comida que o seu corpo realmente precisa. Ou seja, comer o suficiente para controlar a fome sem praticar exageros.

Leia mais

Contadores de passos estimulam idosos a se movimentarem, constata pesquisa
A Universidade de Sydney, na Austrália, aponta os contadores de passos como uma opção para estimular idosos a se movimentarem e consequentemente melhorarem a qualidade de vida.

Leia mais

Academia usa eletroestimulação para otimizar resultados de exercícios em aula de 20 minutos
Quem quer melhorar o condicionamento físico, ganhar massa muscular ou até emagrecer tem diversas opções de exercícios que podem ajudar a alcançar seu objetivo. Mas práticas como musculação, natação ou corrida geralmente envolvem cerca de 1 hora de exercícios por pelo menos duas vezes por semana. E se você pudesse ampliar esses resultados em menos tempo?
 
É isso que promete o estúdio 4Body, uma academia que usa recursos de eletroestimulação aliados aos exercícios. Em entrevista ao Bahia Notícias, o coordenador do time de coaches da 4Body, Felipe Macena, explica que o método utiliza 8 pares de eletrodos enquanto o cliente realiza sequências indicadas por um personal trainer.
 
"Imagine uma aula de aeróbica. Só que o cliente vai vestir um colete ligado a uma máquina que gera contrações musculares ou impulsos metabólicos. Por isso tem as mesmas características de uma academia, mas com tempo reduzido. Na atividade física convencional você começa na esteira, depois faz abdominal, depois glúteo... vamos chamar isso de protocolos. Na 4Body, nós temos protocolos individualizados e direcionados aos objetivos de cada cliente", exemplificou. "É economia de tempo. Em 20 minutos a gente consegue produzir um efeito fisiológico parecido com mais ou menos 1h30 de uma academia convencional", garantiu Felipe.
A primeira etapa do programa dura dois meses, com oito aulas - ou seja, uma por semana. A partir do terceiro mês, caso o aluno opte por continuar o treino, ele pode fazer no máximo duas aulas por semana, quando se atinge a maturação da musculatura corporal. "Não precisa mais do que isso. As aulas são muito intensas. São 20 minutos de muita intensidade. Então se eu não der tempo para a musculatura descansar, eu posso gerar um problema para o aluno", alertou, citando que o acompanhamento de especialistas evita consequências de quando se faz atividade física em excesso, como a morte da fibra muscular.
 
Segundo Macena, a prática pode auxiliar não só na redução de medidas como também para tratar dores, aumentar massa muscular e até em um processo de reabilitação. "A gente trabalha com uma equipe multidisciplinar, com um programa 360 graus. Não é só a atividade física. Nós temos uma médica, que acompanha o cliente, exames de bioimpedância e análise das medidas corporais, para saber o antes e depois", detalha. O valor do serviço depende do pacote escolhido pelo aluno, que pode ou não incluir esse acompanhamento mais completo.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por 4body E.M.S. Studio (@4bodyems) em


Macena frisa, contudo, que esse método não substitui completamente os exercícios físicos necessários para quem quer manter a boa forma. "Se for uma pessoa sedentária, até substitui. Mas a partir do terceiro mês, a pessoa deve associar com algo que goste. O interessante é ter um 'algo mais', que a gente também oferece. Nós temos um plano de corrida e outro de bicicleta. Com o nosso programa, o objetivo é que ao final de oito semanas você consiga correr 5 km ou 50 km de bicicleta sem parar. Isso envolve acompanhamento de tempo, de esforço, frequência cardíaca... E esse programa é auxiliar e gratuito. Basta o aluno querer". O estúdio, que tem unidades no Itaigara e no Shopping Barra, oferece ainda os serviços de fisioterapia e massoterapia.

Leia mais

Sábado, 03 de Fevereiro de 2018 - 00:00

Homens precisam de mais atividade física do que mulheres para obter benefícios cardíacos

por Renata Farias

Homens precisam de mais atividade física do que mulheres para obter benefícios cardíacos

Já é amplamente conhecida a relação benéfica entre a prática de atividade física e prevenção de doenças cardiovasculares. No entanto, uma pesquisa desenvolvida por brasileiros mostrou que os homens precisam realizar exercícios de maior duração e intensidade para que os benefícios sejam alcançados. "No homem, os parâmetros homeostáticos de repouso - frequência cardíaca, pressão arterial, gasto calórico, níveis de glicemia, entre outros - são mais elevados do que nas mulheres. Para que se consiga quebrar essa homeostase de repouso e fazer com que os mecanismos desencadeiem a proteção cardiovascular, é necessária uma atividade física mais longa e intensa", explicou Francisco Pitanga, um dos autores do estudo e pesquisador da Universidade Federal da Bahia (Ufba). Isso significa que, mesmo no estado de repouso, os homens têm maior gasto energético do que as mulheres, em função de possuírem maior quantidade de massa musculoesquelética. Dessa forma, para quebrar a homeostase de repouso, é necessário maior esforço. Os resultados fazem parte do Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto (ELSA-Brasil), que será publicado no periódico Arquivos Brasileiros de Cardiologia. O levantamento é desenvolvido desde 2008, em seis capitais brasileiras - Salvador, Vitória, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre -, a partir da avaliação de mais de 15 mil servidores públicos ativos ou aposentados de seis instituições de ensino superior e pesquisa do país. "A gente avalia a atividade física através de um instrumento chamado IPAQ [Questionário Internacional de Atividade Física]. É possível identificar a quantidade e intensidade de atividade física feita pelos participantes. Além disso, são realizados exames de sangue, análise de pressão arterial, eletrocardiograma, testes de imagem e outros parâmetros cardiovasculares. Eles foram analisados na associação com a atividade física", acrescentou o pesquisador. Foi observado ainda que atividades físicas de deslocamento, como ir a pé ou de bicicleta para o trabalho, são insignificantes com relação à prevenção de eventos cardiovasculares no período de 10 anos no futuro. Ainda assim, "entre não fazer nada e fazer esse tipo de atividade física, é melhor fazer esse", pontuou Pitanga. "Para o homem principalmente, dizer que uma simples caminhada resolve o problema não é verdade. Não em questões de obesidade, mas de proteção a eventos cardiovasculares. Uma simples caminhada, por exemplo, não protege o homem. Claro que, se ele nunca fez nada, deve começar com a caminhada, mas gradativamente aumentar o ritmo e intensidade", concluiu.

Leia mais

Criolipólise: Técnica não invasiva ajuda a 'acabar' com até 50% de células de gordura
Nos últimos anos, surgiram diversos tratamentos estéticos para redução de gordura localizada no mercado, que vão desde massagens a procedimentos cirúrgicos, como a lipoaspiração. De acordo com a fisioterapeuta e esteticista Camila Vieira, que atua na clínica Vitta Laser, um dos procedimentos mais avançados na diminuição nas células de gordura é a Criolipólise 360. Voltado para quem quer se livrar da gordura localizada, a técnica utiliza aplicação controlada de temperatura, com o resfriamento da pele a -5° C, e “mata” cerca de 50% das células de gordura que existem na área de aplicação. Segundo a especialista, esse é um método não invasivo e seguro: “Algumas técnicas não são indicadas para quem não tem colesterol controlado porque eliminam a gordura pela corrente sanguínea. Como a Criolipólise 360 não faz isso, acaba sendo mais segura e tem menos contraindicações”. Mesmo assim, nem todos podem optar por essa técnica: é o caso de gestantes, quem tem hipersensibilidade ao frio, cicatriz recente na região desejada, diabetes, trombose, hipertensão não controlada ou teve infecção e febre nos dias próximos à aplicação.

Leia mais

Dançar Forró ajuda a modelar o corpo e libera endorfina, diz educador físico

Uma das festas mais tradicionais e populares do Nordeste, o São João atrai muitas pessoas para as aulas de Forró. Mas, quem vai a aula pensando em apenas aprender os giros para fazer bonito nos arrasta-pés, sai com muito mais benefícios. É que o tradicional ritmo nordestino, além de fazer sucesso nos “arraiás”, ajuda a queimar calorias. Além disso, o ato de dançar é considerado uma das atividades mais completas que existe, pois promove o aumento da frequência cardíaca, melhora a capacidade respiratória e estimula a circulação do sangue. E para quem quer perder peso, a boa notícia é que em 1h de aula o gasto energético pode chegar a 500 calorias. Na academia Hammer Fitness Club, o crescimento do número de alunos nas aulas teve início no final do mês de março e segue em alta. De acordo com o professor Lucas Rafael, que dá aulas de forró nas unidades Rosas e Pará, o número de alunos novos neste período é superior a 100%. Segundo ele, a prática do forró também contribui para modelar o corpo, ajudando a definir o abdômen, pernas, braços e até mesmo quadris, visto que os movimentos trabalham todos estes músculos e membros. Entre outros benefícios estão ainda a liberação de endorfina, substância responsável por proporcionar a sensação de prazer, estimulação do diálogo, da convivência e a troca de experiências, que ajudam a superar a timidez e elevar a autoestima, acrescenta Lucas Rafael. Para estimular ainda mais a interação dos seus alunos e incentivar a prática de atividades, a rede Hammer Fitness Cub promoverá entre os dias 29 de maio e 7 de junho, uma série de aulas especiais, com shows ao vivo dos forrozeiros Del Feliz, Jeanne Lima e Zelito Miranda. Cada um dos artistas se apresentará em duas unidades, sendo: Jeanne Lima nos dias dias 29 de maio (Patamares) e 5 de junho (Barra); Zelito Miranda dias 30 de maio (Stella Maris 2) e 6 de junho (Rua das Rosas); e Del Feliz nos dias 31 de maio (Stella Maris 1) e 07 de junho (Rua Pará). Com cerca de 1h, as aulas shows terão início sempre às 19h. Além dos shows, durante todo o período que antecede o festejo junino até o final de junho, todas as aulas de Dança de Salão Mix, das seis unidades da Hammer Fitness Club, estão focadas no Forró. Os horários e dias de aula em cada uma das academias podem ser conferidos no site www.hammeracademia.com, seção “aulas”. Os interessados em fazer uma aula experimental podem solicitar um free pass, no mesmo site, informando os dados pessoais e a unidade que queira visitar. A visita é feita através de agendamento prévio.

Leia mais

Pesquisa revela que maioria dos jovens brasileiros são sedentários

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta quarta-feira (17), que mais da metade da população acima de 15 anos do país nunca praticou esportes. A conclusão é resultado do suplemento Práticas de Esporte e Atividade Física, da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (Pnad) de 2015, realizada em parceria com o Ministério do Esporte. O levantamento mostrou ainda que 57,3% dos adolescentes de 15 a 17 anos informaram que o principal motivo para não se exercitarem foi não gostarem ou não quererem. Os resultados obtidos na pesquisa servem de alerta, visto que o sedentarismo e a hipoatividade estão associados ao risco de desenvolver excesso de peso, ocasionando obesidade e consequentemente ao risco de desenvolver doenças cardiovasculares na idade adulta, anormalidades metabólicas como nível de colesterol alterado, diabetes, hipertensão, insônia e várias desordens metabólicas, explica a nutricionista Daniele Andrade.  Além do sedentarismo, fatores como má alimentação, ansiedade devido ao stress do dia a dia e o isolamento social podem levar ao consumo excessivo de alimentos doces e gordurosos como uma forma de compensação, afirma a nutricionista. Aém do estímulo da prática esportiva e de atividades físicas, é preciso identificar o tipo de exercício a ser realizado – o que vai depender da afinidade e desenvolvimento dos adolescentes, segundo o educador físico Pablo Gavazza, coordenador técnico da rede de academias Hammer Fitness Club, unidade Rosas. Para ele, o primeiro passo é consultar um médico para liberação da atividade e, logo após, é preciso buscar um profissional capacitado para a prescrição, acompanhamento e monitoramento do aluno, durante a pratica das atividades. “Nesta fase da vida o risco de lesão é maior, pois os músculos, ligamentos e tendões ainda estão se desenvolvendo. Por isso é imprescindível o acompanhamento de um educador físico para garantir os bons resultados”, ressalta. De acordo com Gavazza, a prescrição do exercício adequado levará em consideração, também, a maturidade do aluno.

Leia mais

Whey protein previne diabetes e traz benefícios cardiovasculares, diz pesquisa
Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Newcastle, no Reino Unido, revelou que tomar whey protein - muito utilizado pelos adeptos à musculação - antes do café da manhã ajuda a prevenir o diabetes tipo 2. Segundo informações da Veja, a pesquisa foi realizada em duas etapas. Inicialmente com 12 homens obesos, divididos em 2 grupos. O primeiro deveria descansar por 30 minutos e o segundo, andar na esteira pelo mesmo período. Depois, os participantes receberam 20 gramas do suplemento ou um placebo antes de consumirem um café da manhã repleto de carboidratos. Com isso, os resultados mostraram que, aqueles que tomaram o suplemento não apresentaram pico de açúcar no sangue logo após se alimentarem. Na outra fase, 11 homens com diabetes tipo 2 receberam 15 gramas do suplemento e os resultados mostraram que o nível de açúcar dos participantes se manteve estável. Os voluntários também se sentiram mais saciados. “Nós sabemos que um alto nível de glicose após comer pode contribuir para um controle deficiente de glicemia e também pode ser prejudicial à saúde cardiovascular. Nós mostramos que consumir uma pequena quantidade de proteína do soro de leite antes de uma refeição pode ajudar as pessoas a evitar os altos níveis de glicose no sangue e ajudá-las se sentirem mais satisfeitas após as refeições. ”, disse Daniel West, autor do estudo. Quanto aos benefícios cardiovasculares, uma pesquisa, divulgada em outubro de 2016, já havia apontado os benefícios. Cientistas da Universidade de Reading, no Reino Unido, concluíram que o suplemento pode ajudar a reduzir o risco de doença cardíaca ao baixar a pressão arterial, o colesterol e tornar os vasos sanguíneos mais saudáveis.

Leia mais

Rede de academias realiza projeto de aulões gratuitos na praia
Com o objetivo de incentivar a prática de atividades físicas de forma responsável e acompanhada, a Academia Alpha Fitness promove no próximo sábado (14) o projeto Praia Alpha. A ação acontece na Barraca da Gávea, em Vilas do Atlântico, das 8h às 12h. Serão realizadas atividades como alongamento, beach funcional, frescobol, futevôlei, vôlei de praia, FitDance e beach tennis, além de um aulão de ritmos para encerrar o dia. O evento é gratuito e aberto ao público. Além do dia 14, as atividades continuam nos finais de semana de janeiro e fevereiro, com aulas gratuitas de beach tennis e beach funcional nas praia de Vilas do Atlântico e Jardim Armação. Haverá ainda aulas de corrida durante a semana.

Leia mais

Rede de academias promove aulas gratuitas de Fitdance, yoga e treinamento funcional
A Praça Ana Lúcia Magalhães recebe neste sábado (5) e domingo (6) aulas gratuitas de Fitdance, yoga e treinamento funcional. Promovida pela Rede Alpha Fitness, a ação tem o objetivo de promover o bem estar por meio da prática de exercícios físicos e do cuidado com o meio ambiente e espaços públicos. No sábado, um aulão de Fitdance abre a programação às 11h. Já no domingo, o público poderá participar das aulas de yoga, das 9h às 10h, de treinamento funcional, das 10h às 11h, e de Fitdance, das 11h às 12h.

Leia mais

Histórico de Conteúdo