Quarta, 03 de Abril de 2019 - 16:30

Sinta-se leve: A tecnologia a seu favor

por Lidiane Angelim

Sinta-se leve: A tecnologia a seu favor
Foto: Divulgação

Vocês já se pegaram pensando no quanto deixamos de reparar o que acontece ao nosso redor? No geral, as pessoas se habituaram a olhar para baixo, mais precisamente para um aparelho que está em suas mãos. Seja no caminho para o trabalho ou até mesmo no shopping, observo cada vez mais pessoas ignorando tudo aquilo que está a sua volta.


A cena se repete nas mesas de bares e restaurantes. Onde encontros são marcados, mas os momentos são desperdiçados ou não aproveitados como deveriam. As pessoas estão se habituando a deixarem de lado o mundo real em prol do mundo virtual. Aquela velha frase: "se você não está na mídia, você não existe". E para marcar presença, tem que ter chuva de likes, fotos, vídeos, transmissões, etc. A ferramenta - que veio para unir e propagar - está cada vez mais separando os protagonistas na vida real. É um total descontrole das pessoas controladas pela tecnologia.


Tudo precisa ser imediato. As pessoas mandam whatsapp e querem resposta no mesmo momento. Não satisfeitas, mandam e-mail ou direct com o mesmo assunto. E, por fim, se nada der certo em cinco minutos, elas ligam pra saber se você não está vendo o que elas enviaram. Lamento informar à essas pessoas: existe vida além do mundo digital. E, acredite, pode ser muito mais interessante.


Não, você não precisa sair de todas as suas redes ou ser um peixe fora da web. Existem muitas coisas boas entre o www e o @ e você pode (e deve) usufruir disso. Você só não pode (nem deve) viver apenas isso. Viva cada momento, usufrua das oportunidades diárias que a vida lhe dá, observe, conheça...vale postar também, mas de uma forma que não atrapalhe tudo o que você pode sentir naquele momento. Muito mais do que "o post", vale pensar, imaginar, viajar... Como diria Quintana, "... as pessoas sem imaginação podem ter tido as mais imprevistas aventuras, podem ter visitado as terras mais estranhas...Nada lhes ficou. Nada lhes sobrou. Uma vida não basta ser vivida: também precisa ser sonhada". Exatamente assim. São as observações diárias que nos levam à imaginar e é a imaginação que nos reaproxima da nossa essência. Experimente!

Histórico de Conteúdo