ONU quer impostos mais altos para alimentos com excesso de açúcar
Foto: Flickr ONU Mulheres

A relatora especial da ONU sobre o direito à alimentação, Hilal Elver, defendeu ao Estadão o aumento dos impostos sobre as refeições com excesso de açúcar, para que as pessoas "pensem duas vezes" antes de comprar o produto. Ela ainda fez comparações com a tributação do tabaco.

 

"A maneira mais eficaz pela qual os governos em todo o mundo restringiram o uso de cigarros é tributando-os em níveis muito altos", afirmou. "Acredito que seja totalmente apropriado fazer o mesmo", afirmou ao Estadão.

 

A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que dois bilhões de pessoas no mundo sofram com obesidade ou sobrepeso, ao mesmo tempo em que 820 milhões estão em situação de insegurança alimentar.

 

O documento em que constam os dados foi divulgado nesta semana pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco, na sigla em inglês). O relatório evidencia uma tendência global de crescimento de problemas nutricionais, mais graves em quem está no início da vida. Uma em cada três crianças com menos de cinco anos enfrenta subnutrição ou sobrepeso, em número que chega a 200 milhões.

Histórico de Conteúdo