Terça, 18 de Setembro de 2018 - 15:10

Governo federal quer tornar obrigatória exigência de carteira de vacinação nas escolas

por Natália Cancian | Folhapress

Governo federal quer tornar obrigatória exigência de carteira de vacinação nas escolas
Foto: André Borges / Agência Brasília

Em uma tentativa de reverter a queda nos índices de vacinação de crianças, o governo estuda tornar obrigatória a exigência da carteirinha nacional de imunização como requisito para a matrícula nas escolas. Na Bahia, a apresentação já é obrigatória, de acordo com portaria publicada em agosto deste ano (veja aqui).

Atualmente, a apresentação da carteirinha de vacinação já é cobrada por parte das redes de ensino durante a matrícula dos alunos, mas não há uma regra federal sobre o tema. Agora, a ideia, que tem apoio do Ministério da Saúde, é fazer uma portaria conjunta com o Ministério da Educação para regulamentar essa exigência. A iniciativa foi revelada pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A cobrança de um documento que comprove a vacinação foi defendida pela coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, Carla Domingues, durante uma audiência na Procuradoria-Geral da República."Já vemos estados tendo ações de, em conjunto com as câmaras legislativas, olharem as cadernetas de vacinação. Será que não é o momento da Saúde, em conjunto com o MEC, ter um decreto nacional com obrigação de que cada escola observe a caderneta da criança e do adolescente?", sugeriu.

Não está claro, porém, se a exigência impediria o acesso do aluno à escola. Membros do Ministério da Saúde, porém, dizem avaliar que a ideia é que haja exceções. Nestes casos, pais de crianças alérgicas ou com contraindicação à vacina, por exemplo, seriam obrigados a assinar um documento com justificativa para a não vacinação dos filhos. 

O mesmo valeria para aqueles que não desejam que os filhos sejam vacinados. A discussão integra um conjunto de novas ações em estudo para enfrentar a queda nos índices de cobertura vacinal no país. Conforme a Folha de S.Paulo publicou em junho, o país registrou em 2017 os mais baixos índices de vacinação em mais de 16 anos. "A partir de 2011 vemos gradativamente diminuição de coberturas vacinais. Isso mostra que estamos não vacinando as crianças da forma como vacinávamos no passado", diz Domingues.

Atualmente, o Estatuto da Criança e do Adolescente determina como "obrigatória" a vacinação das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias. A cobrança dessa obrigatoriedade, no entanto, divide especialistas. A presidente da Sbim (Sociedade Brasileira de Imunizações), Isabela Ballalai, diz que a entidade deve elaborar um documento sobre o tema até o fim deste mês.

OUTRAS MEDIDAS
Além da exigência da carteirinha durante a matrícula, representantes das secretarias de saúde defendem a necessidade de aumentar a parceria com as escolas para oferta das vacinas. Tal medida, porém, só poderia ser feita a nível estadual e municipal, já que as redes de saúde têm autonomia para organizar as ações.

"Temos que ir para a escola [vacinar]. E pai e mãe que não quiser tem que dar uma declaração de que não aceita", afirma Mauro Junqueira, do Conasems (conselho nacional de secretários municipais de saúde).

Segundo Domingues, outros problemas que precisam ser analisados são a falta de atualização do sistema de registro de vacinação pelas prefeituras e os horários limitados de funcionamento dos postos de saúde, que fecham às 17h.

Apesar de considerar a mudança como necessária, Domingues diz que a quantidade insuficiente de profissionais na rede de saúde tem impedido a abertura de postos em horários ampliados. "Como vamos flexibilizar os horários de salas de vacina com recursos humanos insuficientes?", questiona ela, que defende uma reorganização da atenção básica, com oferta de vacinação também para a população que não consegue se dirigir aos postos de saúde. "Precisamos repensar como ter equipes volantes e vacinação extra-muros", afirma.

Fundação realiza mutirão para diagnóstico gratuito de Alzheimer
Foto: Reprodução / Google Street View

A Fundação de Neurologia e Neurocirurgia - Instituto do Cérebro promove, no próximo sábado (22), a 14ª edição do Mutirão do Alzheimer. Serão oferecidos exames gratuitos para a população acima de 60 anos, com o objetivo de diagnosticar casos da doença.

 

Realizada das 7h30 às 18h, na sede da unidade (Rua Deocleciano Barreto, 10 – Chame-Chame), a ação contará com uma equipe multidisciplinar, formada por neurologistas, psiquiatras, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e psicólogos, enfermeiras, assistentes sociais, além acadêmicos de Medicina.

 

Os participantes terão acesso à primeira fase da avaliação diagnóstica, que consiste na aplicação do questionário de avaliação cognitiva do estado mental e exames para dosagem de glicemia, colesterol e polipoproteína E. Pessoas com fatores de risco serão encaminhadas para exames de imagens e tratamento também gratuito.

 

A ação é promovida em alusão ao Dia Nacional de Conscientização da Doença de Alzheimer, lembrado em 21 de setembro. Atualmente, o Brasil contabiliza cerca de 1,2 milhões de pessoas acometidas pela enfermidade.

Sesab classifica como ‘lamentável’ declaração de Ronaldo sobre hospital de Ilhéus
Foto: Divulgação

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia classificou como “lamentável” a declaração do candidato ao governo do Estado pelo DEM, José Ronaldo, (veja aqui) de que a suspensão do funcionamento do Hospital Geral de Ilhéus fechou 106 leitos, deixando, segundo ele, de atender mais de 200 pacientes por dia.

“É lamentável que o ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo não esteja bem informado quanto aos investimentos realizados pelo governo do Estado e venha minimizar todo o esforço que vem sendo feito para melhorar as condições de vida da população, sobretudo na área saúde”, diz um trecho da nota de resposta.

De acordo com o governo, somente em Ilhéus, o Estado “investiu R$ 120 milhões entre obras e equipamentos para implantar o Hospital Regional Costa do Cacau”. Além disso, segundo o Executivo estadual, um acordo firmado entre a Sesab e a prefeitura de Ilhéus garantiu a abertura de duas unidades de urgência e emergência, com funcionamento 24 horas.

“Além de ceder cerca de 210 profissionais de saúde para o fortalecimento da rede de atenção municipal, o governo do Estado construirá uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro do Malhado, e iniciará a reforma e ampliação do Hospital Regional Luiz Viana Filho, que será transformado em uma unidade materno-infantil”, pontua.

Juazeiro: Ambulâncias do Samu são vistas abandonadas em pátio da prefeitura
Foto: Reprodução / TV São Francisco

Um total de mais de dez ambulâncias do Samu de Juazeiro, no Sertão do São Francisco, foram vistas abandonadas e em processo de sucateamento no pátio da prefeitura. Segundo a TV São Francisco, há veículos sem motor, pneus, janelas e faróis. Seringas abandonadas também foram encontradas dentro de alguns veículos.

 

Um inquérito foi aberto pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) em 2015 para investigar denúncia de má prestação do serviço. Dois anos depois, um relatório apontava os problemas e pedia manifestação ao município. Na segunda feira (17), representantes do órgão e do município se reuniram para discutir a situação. Conforme o MP-BA, dentre as irregularidades apontadas estão a falta de nomeação de coordenadores médicos e de enfermagem, falta de manutenção nas unidades móveis de sáude e o funcionamento do Samu com 75 % da frota.

 

Em nota, a secretaria municipal de Saúde informou que o Samu tem sete ambulâncias em funcionamento, sendo cinco unidades de suporte básico e duas unidades de suporte avançado, equipadas com UTI, além de uma motolância. A pasta diz que a frota é suficiente para fazer o atendimento das 60 ocorrências registradas por dia na cidade. A nota diz ainda que o Samu faz a manutenção das ambulâncias, mas que a cada quatro ou cinco anos, o Ministério da Saúde deve trocá-las. Quatro novas ambulâncias devem chegar nos próximos dias para renovação da frota. Em relação às ambulâncias sucateadas, o município diz que aguarda o posicionamento do Ministério da Saúde, para saber se eles vão ser encaminhados ao pátio do ministério ou se serão leiloados.

Brasil bate meta em campanha contra pólio e sarampo; Bahia não atingiu índice de 95%
Foto: Agência Brasil

A Campanha Nacional de Vacinação contra Sarampo e Poliomielite, encerrada na última sexta-feira (14) ultrapassou a meta de vacinar, pelo menos, 95% das crianças de um a cinco anos incompletos. De acordo com balanço divulgado nesta segunda-feira (17) pelo Ministério da Saúde, foi registrada cobertura vacinal de 95,4% para a pólio e de 95,3% para sarampo.

 

“O sucesso da campanha é responsabilidade de todos que entenderam a importância de mantermos elevadas coberturas vacinais para evitar que doenças eliminadas voltem a circular no país, como tem acontecido com o sarampo. A vacina é a forma mais eficaz de proteger nossas crianças contra essas doenças”, enfatizou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

 

Mais de 4,4 mil municípios cumpriram a meta estipulada pela pasta. Entre os estados, 15 conseguiram atingir a meta para as duas vacinas e dois (São Paulo e Tocantins), apenas para poliomielite. Foram aplicadas, em todo o país, 21,4 milhões de doses das vacinas (10,7 milhões de cada). 

 

BALANÇO NA BAHIA

A Bahia, por sua vez, ficou entre os estados que não alcançaram o índice: a cobertura foi de 92,7% para cada um dos imunizantes. Foram aplicadas 786,9 mil doses da vacina contra poliomielite e 787,7 mil contra sarampo.

Terça, 18 de Setembro de 2018 - 07:10

WhatsApp vira opção para incentivar e orientar quem quer emagrecer de forma saudável

por Lara Pires e Karina Matias | Folhapress

WhatsApp vira opção para incentivar e orientar quem quer emagrecer de forma saudável
Foto: Shutterstock

Mudar costumes e perder peso pode ser um enorme desafio. Para que clien­tes possam chegar a esse objetivo, em­presas lançaram projetos de emagreci­mento com acompanhamento online, que prometem transformar a mente e alterar hábitos alimentares nocivos.

Um desses programas é o Afine-se, que consiste, primeiramente, em uma consulta presencial com um coach de emagrecimento. Mas o projeto reúne várias frentes: um cardápio montado por nutricionistas, exercícios para se­rem feitos em casa, apoio emocional, cuidados estéticos e suplementos vita­mínicos.

O diferencial é que a equipe acompanha o dia a dia da pessoa por meio de grupos de WhatsApp formados por até 15 pessoas. O objetivo é incenti­var e orientar esses pacientes. 

"A proposta do projeto é rever hábitos e mantê-los por 120 dias, porque, se a pessoa mantiver o planejado nesse pe­ríodo, conseguirá transformar a vida e se adequará ao novo estilo de vida", ga­rante Mariane de Chiara, uma das fun­dadoras do Afine-se.

Segundo ela, os participantes devem postar, no grupo, fotos de seus cafés da manhã, almoços e jantares, além de se­guir os conselhos dos nutricionistas.

A consultora de recursos humanos Lilian Bazotti, 37, aderiu ao méto­do em agosto do ano passado e já per­deu 27 quilos. "No primeiro mês, eu já tinha perdido nove quilos", conta Lilian. "Meu marido viu o resultado e resolveu aderir também. Ele já perdeu 26 quilos."

"Seguimos à risca o cardápio ela­borado pelos nutricionistas do progra­ma, e a mudança em casa foi completa. Eu ainda estou em tratamento e quero emagrecer mais. Sei que vou conseguir, porque confio muito no método, que para mim funciona muito bem."

Para a coach de emagrecimento Vivi Afecto, a proposta é interessante e mo­tivadora, mas não deve ser utilizada por alguém que tenha algum problema de saúde. "Já vi o programa não dar certo com quem tem problema na tireoide, por exemplo. Aconselho fazer um chec­kup antes de começar, para estar em plenas condições de fazer a dieta e suas restrições alimentares."

O estrategista de emagrecimento Ra­fael Ferreira trabalha com o Afine-se e com o Projeto 45, que também tem acompanhamento por WhatsApp, mas conta com monitoramento médico, ca­so a pessoa precise. Segundo ele, o in­vestimento é alto.

"O Afine-se custa a partir de R$ 2.500, e o Projeto 45, a par­tir de R$ 1.200. Cada um serve para um perfil de paciente", afirma Ferreira. "O Afine-se é indicado para quem já está em obesidade desenvolvida por maus hábitos alimentares", completa ele.

A nutricionista Gabriela Cilla informa que o primeiro atendimento com um profissional da área precisa ser feito pessoalmente e é obrigatório pelo CRN (Conselho Regional de Nutrição). "De­pois dessa primeira consulta, até pode­mos manter contato a distância, mas ver o paciente de perto é essencial."

H.I.G. Capital conclui investimento na Clínica AMO, rede baiana em assistência oncológica
Foto: Divulgação / AMO

Líder global em investimentos de capital privado em empresas de médio porte, a H.I.G. Capital ("H.I.G.") anunciou que uma das suas afiliadas completou o investimento estratégico na Assistência Multidisciplinar em Oncologia (AMO). Com mais de US$25 bilhões de capital sob gestão, a H.I.G. investiu em uma das maiores redes independentes de clínicas oncológicas do Brasil e uma referência nacional no tratamento do câncer. A AMO tem sede em Salvador. 

 

Com operações em oito clínicas, a AMO é a maior provedora de tratamentos de combate ao câncer no Estado da Bahia, oferecendo tratamento a pacientes em parceria com um corpo clínico de qualidade e com os mais importantes hospitais da região. A companhia é uma das sete entidades fora dos Estados Unidos que contam com uma certificação de qualidade da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO).

 

Fernando Marques Oliveira, presidente da H.I.G. Brasil e América Latina, falou que ficou satisfeito com a parceria. “Os fundadores e a equipe de gestão da Companhia construíram uma das maiores e melhores reputações do segmento oncológico no País. Estamos muito animados em trabalhar com o time da AMO para alavancar as oportunidades de crescimento no setor, que irão expandir a disponibilidade de tratamentos avançados e de qualidade para o combate ao câncer no Brasil", comentou o presidente ao site Terra. 


"Foi um fator de extrema relevância para nós encontrar o investidor ideal que compartilhasse da nossa visão de prover um tratamento acolhedor, especializado e de qualidade aos nossos pacientes. O time da H.I.G. se sobressaiu pela sua postura colaborativa, além de sua experiência nacional e também global no setor de saúde. Estamos muito felizes em tê-los como parceiros para acelerar o plano de crescimento da Companhia", acrescentou Carlos Sampaio, acionista fundador e Presidente do Conselho de Administração da AMO.

Com show de Mariene de Castro, Hospital Martagão Gesteira realiza 3ª Jantar do Bem
Foto: Divulgação

O Hospital Martagão Gesteira promove a terceira edição do Jantar do Bem e desta vez, a ação conta com o show de Mariene de Castro.

 

O evento acontece nesta quarta-feira (19), a partir das 19h, no Hotel Pestana, Convento do Carmo. Os participantes terão direito a um jantar assinado pelo chef Bottino (entrada, dois pratos principais, sobremesa e bebiba) e levará para casa um prato estampado com a arte da artista plástica baiana Eliana Kertész. 

 

A expectativa do Martagão é reunir, aproximadamente 200 pessoas, com o objetivo de ajudar o hospital, que é referência no atendimento pediátrico. Os recursos arrecadados serão investidos na modernização do Centro de Bioimagem da unidade. 

 

Mariene irá apresentar em seu repertório sucessos da carreira, que completa 20 anos em 2018. 

 

Os ingressos que custam R$ 400, podem ser comprados na própria sede do Martagão Gesteira (em sua Loja Social, na recepção), na Loja Virtual do Hospital (através do site) ou no Restaurante Bottino – (Rio Vermelho). 

 

SERVIÇO
O QUÊ:
III Jantar do Bem do Martagão Gesteira 
QUANDO: Quarta-feira, 19 de setembro, às 19h
ONDE: Pestana Convento do Carmo, Santo Antônio Além do Carmo, Salvador-BA
VALOR: R$ 400

Segunda, 17 de Setembro de 2018 - 19:20

Ciro defende Mais Médicos apenas com brasileiros

Ciro defende Mais Médicos apenas com brasileiros
Foto: Reprodução / Rádio Bandeirantes

Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência da República, declarou nesta segunda-feira (17) que pretende manter e ampliar, caso eleito, o programa federal Mais Médicos apenas com profissionais brasileiros. De acordo com Ciro, trazer profissionais de fora é “meio um constrangimento” considerando o tamanho do Brasil.

 

“O Mais Médicos será mantido e ampliado, só que quero fazê-lo com médicos brasileiros. (...) Um país como o nosso, do tamanho que somos, trazer médicos de fora é meio um constrangimento”, afirmou Ciro em entrevista à Rádio Bandeirantes, de acordo com o G1. O candidato ainda disse que, enquanto não houver médicos suficientes no programa, serão mantidos os estrangeiros.

 

Criado em 2013 no governo Dilma Rousseff, o Mais Médicos tem como objetivo suprir a carência de médicos em cidades do interior e nas periferias das grandes cidades. Para preencher parte das vagas, foram contratados profissionais cubanos, o que gerou críticas de vários setores.

 

“Evidente que o mais importante é a atenção à população. Enquanto não houver médicos suficientes, serão mantidos os médicos que vieram de fora”, explicou. Para estimular o preenchimento das vagas por brasileiros, Ciro disse que pretende investir na formação de médicos da família.

Ministério da Saúde reduz exigências para compra de remédios para o SUS
Foto: Agência Brasil

O Ministério da Saúde revogou a exigência do Certificado de Boas Práticas de Fabricação, emitido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para compra de medicamentos usados no Sistema Único de Saúde (SUS). A partir de agora, é necessário apresentar apenas o registro do produto junto à Anvisa.

 

A regra havia sido editada há dez anos, com o objetivo de dar mais segurança aos medicamentos. De acordo com a pasta, a nova medida não altera a segurança no processo. Como justificativa, foi apresentada a informação de que o certificado já é exigido durante o processo de registro na Anvisa.

 

Por outro lado, o presidente do Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos  (Sindusfarma), Nelson Mussolini, afirmou que a mudança afrouxa as exigências. "O certificado de boas práticas é renovado a cada dois anos. O registro, a cada cinco", explicou. Dessa forma, seria permitida a participação em licitações de indústrias que estivessem temporariamente em desacordo com regras de fabricação.

Dengue durante gravidez aumenta risco de danos neurológicos para bebê
Foto: Venilton Küchler / ANPr

A contaminação pelo vírus da dengue durante a gestação aumenta em 50% o risco de o bebê nascer com distúrbios neurológicos. A informação faz parte de uma pesquisa desenvolvida por cientistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na Bahia, da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e da London School of Hygiene and Tropical Medicine.

 

"É um alerta para as mulheres e para os médicos. Mostramos que a ligação com distúrbios neurológicos congênitos, que são gravíssimos, existe. Mas não sabemos ainda as dimensões do problema. Por enquanto, alcançamos só a ponta do iceberg", afirmou ao jornal O Globo a principal autora do estudo, a epidemiologista Enny Paixão. 

 

Foram analisados 16.103.312 nascidos vivos, de 2006 a 2012m ou seja, antes da chegada do vírus Zika ao Brasil. Os cientistas relataram 13.634 casos de anomalias neurológicas congênitas, o que corresponde a 0,08% dos casos. Houve ainda quatro casos de anomalias no cérebro. Não foram relatados casos de microcefalia relacionados à dengue. 

Em visita ao sul do estado, Zé Ronaldo promete reabrir Hospital Geral de Ilhéus
Foto: Divulgação

O candidato ao governo do estado pelo DEM, Zé Ronaldo, prometeu reabrir o Hospital Geral de Ilhéus caso ganhe a eleição deste ano. Em visita ao sul do estado, com carreatas pelos municípios de Camamu e Buerarema, ele disse que a suspensão do funcionamento da unidade fechou 106 leitos, deixando de atender mais de 200 pacientes por dia.

 

Segundo Zé Ronaldo, o Hospital Geral de Ilhéus deixou de funcionar após a inauguração do Hospital Costa do Cacau. "O governo do PT alardeou que estava inaugurando mais um hospital e o que fez foi substituir um pelo outro e prejudicar milhares de pessoas. Além de mentir, é uma atitude irresponsável com a saúde dos baianos", criticou o candidato.

 

O candidato do DEM disse que vai reabrir o Hospital Geral de Ilhéus, além de manter aberto o Hospital Costa do Cacau. Durante a passagem pelo sul da Bahia, ele foi acompanhado pelos candidatos ao senado Jutahy Junior e Irmão Lázaro.

Segunda, 17 de Setembro de 2018 - 15:10

Príncipe William lança projeto voltado à saúde mental dos londrinos no trabalho

por Folhapress

Príncipe William lança projeto voltado à saúde mental dos londrinos no trabalho
Foto: Reprodução / Twitter

Príncipe William está lançando um projeto que visa melhorar a saúde mental dos londrinos no trabalho. A publicação do site "Mental Health at Work" ("Saúde Mental no Trabalho") aconteceu nesta segunda-feira (11), mas a ideia do projeto, criado em conjunto com sua esposa, Kate Middleton, e com seu irmão, Harry, existe desde de 2016.

Em um discurso de lançamento, o Duque de Cambridge afirmou que em seus anos de trabalho na Força Aérea Real, como piloto de aviões, via tantas coisas ruins que chegava a se questionar sobre a vida.

"Você está sempre lidando com o desespero, a tristeza e a dor. O atrito se acumula e você nunca tem a oportunidade de descarregar nada", disse.

O projeto alerta os britânicos para um estudo realizado no país, que mostra que 48% dos trabalhadores de lá têm problemas de saúde mental relacionados ao trabalho. Porém, apenas 2% chegam a levar seus problemas até o RH. 

"Você é humano e muitas pessoas esquecem de suas batalhas. Você precisa se fechar e focar para fazer o trabalho, mas eventualmente alguma coisa perfura essa armadura", disse William.

No novo projeto, são fornecidas informações e ferramentas para que as pessoas possam falar abertamente sobre saúde mental com seus empregadores e colegas de trabalho.

Empresa é obrigada a retirar macarrão sem glúten de mercado por contaminação cruzada
Foto: Divulgação

Uma decisão judicial obrigou a Latinex International Importação e Exportação Ltda. a retirar dos supermercados todos os lotes do produto “macarrão penne sem glúten”, da marca Fit Food, por haver indício de contaminação cruzada. A decisão é do juiz Rodrigo Ramos, da 21ª Vara Cível de São Paulo. A ação civil pública foi movida pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor – Proteste.

 

A associação afirma que a empresa distribui o alimento informando que não contém glúten quando, na verdade, há traços da substância. Por isso, pediu a imediata retirada do produto do mercado por representar graves prejuízos coletivos ou de difícil reparação. Ao analisar o caso, o juiz Rodrigo Ramos verificou a existência de elementos probatórios que indicam fortes evidências de que, de fato, contém algum nível de glúten. Na decisão, o juiz afirmou que o perigo de dano que uma simples informação errônea pode causar nos consumidores que têm, ou não, intolerância ou reação alérgica à substância glúten.

Aos 64 anos, canadense se torna pessoa mais velha a receber transplante de rosto
Foto: Universidade de Montreal

Um homem de 64 anos se tornou a pessoa mais velha a receber um transplante de face. O canadense teve o rosto desfigurado, há sete anos, devido a um tiro acidental.

 

Realizada no Hospital Maisonneuve-Rosemont, essa foi a primeira operação do tipo no Canadá. Segundo o G1, foram necessárias 30 horas e colaboração de mais de 30 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e outros funcionários.

 

"Esta delicada operação é resultado de anos de trabalho meticuloso coordenado por uma equipe incrível e da também incrível cooperação do paciente e de sua família", afirmou o cirurgião plástico Daniel Borsuk, da Universidade de Montreal, que liderou o procedimento.

 

Anteriormente, o paciente já havia passado por cinco cirurgias de reconstrução. Ele vivia com traqueostomia, uma abertura na traqueia para passagem de ar, e tinha muita dificuldade para respirar, dormir, comer e falar.

SMS intensifica mutirões contra Aedes nas ilhas de Maré, Frades e Bom Jesus dos Passos
Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), intensificou o combate ao Aedes aegypti nas ilhas de Maré, Frades e Bom Jesus dos Passos, após diagnóstico situacional dos focos e criadouros dos mosquitos. A ação vai visitar 1.445 imóveis entre os dias 17 e 28 de setembro com o objetivo de fortalecer os trabalhos já existentes nas localidades.

 

Nesta segunda-feira (17), as ações têm início na Ilha de Bom Jesus dos Passos. Em seguida, os servidores prosseguem com as atividades nas ilhas dos Frades, a partir do dia 20, e Maré, a partir de 25 de setembro. 

 

Durante a mobilização uma equipe da Limpurb e do CCZ promoverá também um mutirão de limpeza. Os agentes de combate às endemias intensificarão a visita casa a casa para identificação e eliminação dos criadouros do inseto e realizarão o trabalho de borrifação de inseticida para diminuir a infestação do vetor na fase adulta.

Médico tem mal súbito e morre em plantão; prefeito de Camaçari lamenta ocorrido
Foto: Reprodução / Prefeitura de Camaçari

Um médico morreu após sofrer um mal súbito quando trabalhava em uma unidade de saúde de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O fato ocorreu na madrugada deste domingo (16). Arthur Sampaio estava de plantão na unidade quando sofreu um mal-estar antes de vir a óbito. Sampaio era coordenador da Rede de Urgência e Emergência da Secretaria de Saúde de Camaçari, também na RMS. Em nota, o prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo, lamentou o ocorrido. O corpo dele foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.

Mais de 82% dos atendimentos cardiológicos nos hospitais do Brasil são de emergência
Foto: Shutterstock

Os atendimentos de emergências cardiovasculares nos hospitais do Brasil são 82,2% maiores do que aqueles em que uma cirurgia ou procedimento é agendado com antecedência. A conclusão está no levantamento realizado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

 

Apenas no ano passado, houve 1,1 milhão de internações por doenças cardiovasculares, das quais 929,5 mil (82,2%) foram de urgência. Segundo a Agência Brasil, a incidência de pacientes do sexo masculino é maior: 84% foram internados em caráter de emergência, enquanto o mesmo tipo de procedimento envolveu 79% de mulheres.

 

Para o coordenador do Centro de Treinamento em Emergências Cardiovasculares da SBC, Sergio Timerman, há uma demanda excessiva nos atendimentos hospitalares. “Não podemos esquecer que uma pessoa que entra num hospital de forma emergencial, normalmente, fica hospitalizada por um tempo maior.”

 

O levantamento mostra ainda um aumento no número de atendimentos conforme a idade avança. “[Há] um pico nos atendimentos entre 60 e 69 anos”, disse o cardiologista. Essa faixa etária somou 235 mil atendimentos de urgência em 2017.

 

Outro dado da pesquisa da SBC aponta que a taxa de mortalidade aumenta, em média, quatro vezes nos atendimentos emergenciais em comparação aos eletivos, sem contar as milhares de pessoas que morrem em casa, sem chegar aos hospitais.

 

Segundo a SBC, o Brasil registra 360 mil mortes por doenças cardiovasculares todos os anos, sendo a principal causa de mortes no país.

Segunda, 17 de Setembro de 2018 - 07:10

Inteligência artificial e big data auxiliam no tratamento de câncer, defende médica

por J. Marcelo Alves | Folhapress

Inteligência artificial e big data auxiliam no tratamento de câncer, defende médica
Foto: Shutterstock

Graças à crescente informatização da saúde e ao volume gigantesco de dados clínicos e genéticos disponíveis, o uso de técnicas de inteligência artificial é parte de uma revolução no tratamento do câncer. No entanto, aspectos regulatórios, tecnológicos e culturais importantes ainda são uma barreira para a eficiência e a adoção mais ampla destas técnicas.

A adoção da inteligência artificial e o uso de big data na luta contra a doença foram discutidos em um painel na quarta edição do seminário Tecnologia contra o câncer, promovido pela Folha de S.Paulo, com patrocínio do laboratório Roche e apoio do Hospital Sírio-Libanês e da farmacêutica Abbvie.

As duas tecnologias estendem os limites impostos pelo cérebro humano e por sistemas de computação tradicional, ambos incapazes de lidar com toda a informação disponível. Segundo Mariana Perroni, médica e coordenadora de Healthcare Transformation, da IBM, dados mostram que um oncologista precisaria estudar cerca de 20 horas por dia para se manter atualizado na literatura de sua área, diz ela.

Perrone deu um exemplo de como a inteligência artificial encurta processos e preços: a leitura do sequenciamento genético de um paciente com câncer caiu de 160 horas (mais ou menos uma semana) para 15 minutos e por um custo 75% menor.

Francisco Sapori, cientista da computação e especialista da área de Health da Microsoft, mencionou outro caso em que a tecnologia da informação conjugou maior rapidez com menor custo. O processo de demarcação da região a receber radioterapia, que normalmente demora de 40 minutos até duas horas, foi reduzido a alguns segundos e poucos cliques.

“A gente já vê sinais de aprendizado da própria ferramenta, que passa a perceber relações que nem na literatura estão”, declarou Pedro Meneleu, superintendente-geral do Instituto do Câncer do Ceará (ICC), relatando o uso bem-sucedido do sistema da IBM Watson for Oncology.

Segundo Menelau, um estudo preliminar retrospectivo com 200 pacientes revelou que, em 77% dos casos, o computador apontava o tratamento efetivamente adotado pelos especialistas. “Meu índice pessoal não chegaria a 30%.”

Paulo Hoff, diretor-geral do Instituto do Câncer de São Paulo Octavio Frias de Oliveira (Icesp), concorda com o potencial das ferramentas de inteligência artificial, mas ressalva que elas não funcionam sem dados bem coletados ou integração nacional entre os sistemas de saúde.

“No nosso estado [SP], menos da metade dos serviços que tratam câncer está informatizada. Nós estamos muito longe da promessa de incluir os dados de todos os pacientes nessa análise.”

Outro aspecto essencial para o sucesso das novas tecnologias é a interação entre computador e especialista, uma opinião compartilhada por todos os participantes do painel.

“Hoje, esses sistemas servem muito mais como uma ferramenta de apoio a um bom médico e uma ferramenta que possa garantir uma qualidade mínima de atendimento onde o especialista não está disponível”, declarou Hoff.

Menelau, do Instituto do Câncer do Ceará, enfatiza o mesmo. “Há um reforço absurdo em algumas coisas que a gente já estava enxergando e medindo de maneira precária. Ganhamos tempo.”

Segundo os participantes, o fluxo de informação clínica, que demanda esforços na operabilidade entre sistemas de informação atualmente incompatíveis, e a notificação compulsória dos casos de câncer seriam essenciais para melhorar os sistemas de diagnóstico por inteligência artificial.

Outro avanço fundamental é o uso de processamento de linguagem natural, que é a leitura direta, pelo computador, das anotações do médico. Isto já em uso inicial em iniciativas da Microsoft, segundo Sapori, e tende a melhorar no futuro próximo.

Aos 74 anos, idosa é atendida pela primeira vez por médico negro e post viraliza
Foto: Reprodução/ Facebook

A reação de uma paciente idosa sendo atendida por um médico negro pela primeira vez causou comoção. Tanto que o médico resolveu postar a reação nas redes sociais. Fred William Nicácio, de 31 anos, atendeu a senhora em um hospital municipal de Conceição de Macabu, no Rio de Janeiro.

 

Na postagem, o médico quis provocar uma reflexão sobre o número de médicos negros no Brasil. No Facebook, ele escreveu: “Essa é a Dona Eunice, e no auge dos seus 74 anos, foi a primeira vez que foi consultada por um médico negro. Obrigado por me dar essa honra, Dona Eunice”. O relato teve mais de 10 mil compartilhamentos no Facebook.

 

Ao G1, o médico conta que Dona Eunice entrou no consultório com o neto de 9 anos. "Ela ficou com aquela carinha de admirada, de quem está vendo uma coisa muita especial, que o olhinho chegava a brilhar. Estava com um sorriso contido e aí eu percebi essa face dela de contentamento, e eu falei assim: 'tudo bem com a senhora?'. E ela disse que sim, mas que queria tirar uma foto comigo. Eu disse: 'claro, mas por que?'. Foi quando ela revelou que era a primeira vez que estava sendo atendida por um médico negro. Aí ela me ganhou, me desmanchou, e deu nisso daí", disse Fred. A consulta aconteceu no mês de agosto.

 

Fred afirmou que, como médico, tem um importante papel na luta contra o preconceito racial, principalmente após a exposição da história na internet. "Eu assumo que eu tenho esse papel e agora ainda mais com essa exposição. Tenho uma responsabilidade com essas questões e chega a me emocionar saber que eu sou voz, uma voz para milhões de pessoas. Então, isso precisa mudar. Eu quero ser agente dessa mudança e, se Deus quiser, serei", afirmou Fred.

Campanha quer estimular jovens a procurarem urologista para evitar doenças
Foto: Divulgação

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) que estimular mais adolescentes a se cuidarem e procurarem um especialista na área. Para isso, lançaram a campanha #VemProUro. O objetivo é orientar os pais a levar os jovens de 15 a 19 anos de idade a médicos especialistas. Diferentemente das meninas, que na maioria, desde a adolescência vão ao ginecologista e criam o hábito de ir ao médico, os meninos, da mesma faixa etária, não têm o mesmo hábito de buscar orientação médica.

 

 “É preciso que os adolescentes vejam o urologista como o médico que vai segui-los durante muitos anos à frente e não só como o médico do homem dos 45 anos a 50 anos de idade", disse o coordenador da campanha da SBU, Daniel Suslik. Ele ressalta que os homens procuram o profissional na fase adulta para o exame de toque retal que evita o câncer de próstata. “[O homem] Fica sem ninguém; vai a um urologista por algum problema geniturinário específico, mas não tem o seu médico de referência”, destacou Zylbersztejn.

 

O coordenador da campanha afirma que a ida ao urologista desde a adolescência evita doenças como a varicocele, que é uma dilatação dos vasos do testículo que pode levar a uma redução da produção de espermatozoides e, no futuro, até causar infertilidade. Caso o problema seja identificado já adolescência, pode ser tratado com sucesso. O urologista recomendou ainda que os pais acompanhem os filhos nas consultas médicas, dando-lhes espaço em algum momento para tirarem dúvidas com o especialista. 

Primeiro caso de sarampo é registrado na Bahia; paciente é do Amazonas
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Com o retorno do sarampo, a Bahia registrou seu primeiro caso da doença em 2018, nessa sexta-feira (14). A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) confirmou que um homem de 38 anos foi diagnosticado com a doença em Ilhéus. Ele é natural de Manaus, no Amazonas, onde há um surto de sarampo.

 

Segundo informações do G1, a Sesab relatou que o rapaz veio para Bahia a trabalho e já chegou doente no Estado. Ele estava internado desde o 17 agosto na Unidade do Pronto Atendimento (UPA) Zona Sul, no município de Ilhéus, mas já recebeu alta médica por não apresentar mais risco de transmissão do vírus.

 

O chefe de Setor da Vigilância à Saúde de Ilhéus, Gleidson Santana, também informou que mais de 400 pessoas que estiveram em contato com o paciente nesse período de internação foram vacinadas para evitar a contaminação.

 

A Sesab aponta que não há casos de pessoas infectadas pelo vírus no Estado desde 1999. Já o último registro de sarampo importado foi em 2011 - uma criança francesa, que estava em Porto Seguro e já chegou ao Brasil infectada.

 

Neste ano, a campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite não atingiu as metas definidas pelo Ministério da Saúde. Na Bahia, o período chegou ao fim ontem (14), com 92,3% do público-alvo vacinado. A meta era imunizar 95% de pessoas nesse grupo.

Britânico que nasceu sem pênis recebe implante e aos 45 anos perde virgindade
Fedra e Andrew | Foto: Matthew Pover / The Sun

O britânico Andrew Wardle nasceu com uma anomalia conhecida como extrofia da bexiga, uma condição que fez com que sua bexiga se formasse na parte externa do corpo e o deixasse sem pênis. 

 

De acordo com informações do site Extra, o morador de Manchester (Inglaterra) demorou anos para falar sobre o assunto. Mas decidiu abordar o caso no documentário “O homem sem pênis”, da Discovery Networks Internacional, exibido em 2015 pela TLC. 

 

Andrew voltou a ser notícia, pois, aos 45 anos, perdeu a virgindade após receber um implante de pênis. Durante uma cirurgia que durou 10 horas, no London’s University Hospital, o órgão biônico foi implantado. A pele que iria cobrir o órgão artificial foi retirada do antebraço esquerdo do paciente. 

 

Segundo o site, o britânico teve sua primeira noite de amor com a namorada húngara Fedra Fabian, de 28 anos. Andrew permaneceu com ereção por dez dias, e precisou esperar seis semanas até ter a primeira experiência sexual com penetração. Para o ato sexual, Andrew usa um botão na virilha para inflar o pênis artificial. 

 

"Fedra tinha marcado uma viagem romântica a Amsterdã (Holanda). Toda a manhã, eu tinha que testar o órgão e mantê-lo ereto por 20 minutos. Dois dias antes de partirmos, aconteceu. Foi legal e natural, como eu queria que fosse", contou o inglês, segundo reportagem do "Metro".

Ilhéus: UPA 24h é entregue com estimativa de atender 150 pacientes por dia
Foto: Divulgação / Sesab

Uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas foi entregue na manhã deste sábado (15) em Ilhéus, no Litoral Sul baiano. Segundo o secretário de saúde do estado, Fábio Vilas-Boas, além de funcionar 24h todos os dias, a UPA poderá resolver grande parte das urgências e emergências, incluindo traumas, infarto e AVC [derrame]. Conforme o secretário, a unidade também ajudará a diminuir as filas nos prontos-socorros dos hospitais. No local, serão oferecidos ainda exames como eletrocardiograma, ultrassonografia e Raios-X. A meta é atender cerca de 150 pacientes por dia.

 

A UPA fica no bairro da Conquista, onde antes funcionava a Policlínica Halil Medauar. Para a abertura da nova UPA 24h, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) cedeu profissionais do quadro do estado e também equipamentos e mobiliário, como mesa cirúrgica, monitores multiparamétricos e ventilador pulmonar.Vilas-Boas também anunciou uma nova UPA na cidade. “Dentro de 90 dias iremos lançar licitação para a construção de uma UPA 24h no bairro do Malhado, o que permitirá uma reconfiguração completa da rede de emergência de Ilhéus”, afirmou o secretário.

Gêmeos nascem ‘empelicados’ dentro da bolsa amniótica, médico compartilha e vídeo viraliza
Foto: Reprodução / Instagram

O Médico Rodrigo da Rosa Filho chamou atenção dos seus seguidores do Instagram ao publicar um vídeo de um parto raro realizado por ele, em que dois bebês nasceram “empelicados”, envolto pela bolsa amniótica.

 

Por ser um fato considerado raro, principalmente sendo um parto de gêmeos, o registro viralizou nas redes sociais.

 

“Ontem fizemos o parto dos trigêmeos! E o Joaquim nasceu empelicado (quando a bolsa não rompe). Ficamos encantados. Mas aí veio a Adeline ( as mulheres sempre superam os homens) e arrasou”, escreveu o obstetra. 

 

“[Adeline] também nasceu empelicada e deixou todos nós a admirando enquanto dormia tranquilamente. Ficamos por 7 minutos observando o comportamento dela como se estivesse dentro da barriga ainda. É a magia da vida. A perfeição de Deus!”, concluiu Rodrigo na publicação. 

 


 

Sábado, 15 de Setembro de 2018 - 00:00

Racismo institucional foi entrave para Bahia instituir política de atenção à doença falciforme

por Renata Farias / Jade Coelho

Racismo institucional foi entrave para Bahia instituir política de atenção à doença falciforme
Foto: Shutterstock

A Bahia é o estado com maior incidência de doença falciforme no país, com proporção de um para cada 650 nascidos vivos. Ainda assim, apenas na última semana foi instituída a Política Estadual de Atenção Integral às Pessoas com Doença Falciforme, enfermidade que atinge principalmente a população negra.

 

Para o coordenador técnico da Diretoria de Gestão do Cuidado, Antonio da Purificação, a demora para implantação da política pode estar relacionada ao racismo institucional. Ele argumenta que, ao longo dos anos, outras enfermidades tiveram prioridade, enquanto a doença falciforme, que classifica como um problema de saúde pública, “foi ficando esquecida”.

 

“Demorou um pouco para essa política ser implantada por questões que a gente pode considerar que seja racismo institucional. É uma doença de prevalência da população negra”, afirmou em entrevista ao Bahia Notícias. Outros fatores são burocracias necessárias para implantação e recursos financeiros.

 

Apenas a partir da organização de movimentos sociais, com apoio de universidades, foram apresentados dados sobre a incidência da enfermidade e a possibilidade de tratamento. “Quando houve acesso a esses dados e o acolhimento do gestor da pasta [secretário Fábio Vilas-Boas], ela passou a ser uma pauta do nosso governador”, acrescentou.

 

NOVAS DIRETRIZES

A nova política segue as diretrizes já estabelecidas nacionalmente e deve direcionar a rede de atenção para as nove macrorregiões de saúde da Bahia, explicou o coordenador. “Pensamos em ter serviços de referência, no mínimo um em cada macrorregião de saúde, e um centro de referência estadual”.

 

Localizado em Salvador, o centro estadual terá missão assistencial e docente. Os profissionais da atenção básica serão capacitados para atendimento. A unidade também será responsável por acolher os casos mais graves registrados na Bahia. Serão oferecidos serviços de hematologia, cardiologia, oftalmologia, nefrologia, entre outros, na tentativa de melhorar a qualidade de vida dos enfermos.

Rui garante ampliar regionalização da saúde em passagem pelo Sertão Produtivo
Foto: Ulisses Dumas / Divulgação

Candidato à reeleição, Rui Costa (PT) exaltou o projeto de regionalização da saúde no seu governo durante passagem pelos municípios de Guanambi e Caetité nesta sexta-feira (14). “O Sertão Produtivo já pode comprovar que a regionalização da saúde é realidade. Depois da policlínica inaugurada em Guanambi, no final do ano passado, atendendo 22 municípios da região, agora nós vamos implantar o Hospital do Câncer de Caetité, pra fazer cirurgias, quimioterapia e radioterapia em quem precisa; pelo menos um milhão de pessoas, de 48 municípios”, discursou Rui.

 

O projeto de regionalização dos serviços de saúde, com implantação de hospitais no interior do estado e das policlínicas regionais, beneficiaram, de acordo com o governo, milhões de baianos. Desde que assumiu o Palácio de Ondina, a gestão petista construiu sete hospitais, 19 policlínicas, novos leitos e maternidades, cinco UPAs e mais de 16 mil cirurgias eletivas realizadas.

 

Neste sábado (15), a partir das 9h, o candidato vai a Vitória da Conquista e Jequié, acompanhado do ex-ministro da Educação no governo Lula e agora candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, e da candidata à vice-presidência, Manuela D’Ávila (PCdoB). Em Manoel Vitório, a partir das 16h, segue com a comitiva baiana. Já no domingo (16), a “correria” passa por Jitaúna, Aiquara, Ipiaú, Barra do Rocha, Ubatã, Ubaitaba e Aurelino Leal. Até o final da campanha, Rui pretende visitar pelo menos 120 municípios.

Sexta, 14 de Setembro de 2018 - 15:10

Uso de saliva para limpeza e calorias do canibalismo vencem Ig Nobel 2018

por Folhapress

Uso de saliva para limpeza e calorias do canibalismo vencem Ig Nobel 2018
Foto: Divulgação

Uma análise nutricional do canibalismo; impressões sobre uma autocolonoscopia; uma avaliação do uso de montanhas-russas para melhorar o tratamento de pedras nos rins.

Esses estudos (no mínimo) peculiares são alguns dos contemplados com o Ig Nobel deste ano. O prêmio, segundo a organização que o concede, homenageia pesquisas que primeiro fazem rir e depois pensar. A premiação aconteceu na noite desta quinta (13) na Universidade Harvard, em Cambridge (EUA). 

A láurea é oferecida pela revista de humor cientifico Annals of Improbable Research (anais da pesquisa improvável, em tradução livre), e os vencedores recebem uma cédula de 10 trilhões de dólares do Zimbábue -cujo valor é irrisório. 

As categorias do prêmio variam ano a ano. Em 2018, elas são: medicina, antropologia, química, educação médica, literatura, nutrição, medicina reprodutiva, paz e economia.

Neste ano nenhum brasileiro ganhou o prêmio. Em 2017, o pesquisador Rodrigo Ferreira, da Universidade Federal de Lavras, ganhou na categoria biologia, e três pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco venceram na de nutrição. 

Os ganhadores do Ig Nobel recebem o prêmio das mãos de colegas laureados com o verdadeiro Nobel. 

Em 2018, Eric Maskin (economia, 2017), Wolfgang Ketterle (física, 2001), Oliver Hart (economia, 2016), Michael Rosbah (medicina, 2017), Roy Gçauber (física, 2005), Rich Roberts (medicina, 1993) e Marty Chalfie (qu[imica, 2008) participarão da cerimônia.

Campanha de vacinação contra sarampo e pólio acaba nesta sexta
Foto: OMS / ONU

A Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo termina nesta sexta-feira (14) em todo o país. De acordo com os últimos dados divulgados pelo Ministério da Saúde, cerca de 800 mil crianças ainda não foram imunizadas contra as duas doenças (veja aqui). 

 

Neste ano, todas as crianças de um ano a cinco anos incompletos devem se vacinar, independentemente da situação vacinal.

 

De acordo com a pasta, na faixa etária de três e quatro anos, a cobertura vacinal está acima da meta, com 96,95% para sarampo e 95,44% para poliomielite. A maior preocupação do Ministério da Saúde é com a faixa de um ano de idade, cuja cobertura ainda está em 85,45%.

 

No total, mais de 10 milhões de crianças foram vacinadas com mais de 22 milhões de doses. A média nacional de cobertura de vacinação em sarampo está em 94,7% e em poliomielite, 93,6%.

Irecê: Bebê morre a espera de transferência para Salvador; criança precisava de cirurgia
Foto: Reprodução / Líder Notícias

Uma bebê morreu em na madrugada desta sexta-feira (14) em Irecê, no centro norte, por conta de uma cardiopatia congênita, uma malformação no coração. Segundo o Líder Notícias, a bebê aguardava há 16 dias por uma transferência para uma unidade especializada em Salvador onde deveria passar por uma cirurgia. A criança estava internada no Hospital Regional de Irecê. Conforme a mãe da criança, Andreia Rocha de Souza, Maria Cecília tinha nascido de parto normal, pesando 3,35 quilos, mas precisava ser transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Salvador.

Histórico de Conteúdo