Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 23 de Fevereiro de 2021 - 08:05

'Vacine-se': O tétano ainda é um problema de saúde pública no Brasil

por Nuno Krause

'Vacine-se': O tétano ainda é um problema de saúde pública no Brasil
Arte: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

O 'Vacine-se' desta terça-feira (23) vai falar sobre o tétano, uma doença que não pode ser transmitida de humano para humano, mas que afetou - e ainda afeta - inúmeras pessoas ao longo da história. Entre 2007 e 2016, o Brasil contabilizou 2.939 casos de tétano e 973 mortes. Número que pode ser considerado baixo, mas que corresponde a uma taxa de letalidade de 32%. O entrevistado desta semana é o médico infectologista Bruno Buzo, que atua em Salvador. 

 

O tétano não tem cura, e por isso é essencial se prevenir com a vacina antitetânica. Em casos que o paciente teve contato com a bactéria, a imunização ocorre de cinco em cinco anos. Se não, de 10 em 10 anos são aplicadas três doses do imunizante para a prevenção da doença. 

 

Produzido e editado por Nuno Krause, o programete vai ao ar as terças-feiras sempre às 8h na RBN Digital. Você também pode ouvir na hora que quiser no Castbox ou no Spotify.

 

 

Histórico de Conteúdo