Barroso diz que adiamento das eleições demonstra capacidade de 'diálogo institucional'
Foto: Divulgação/ TSE

Após o adiamento das eleições (saiba mais aqui), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso destacou a capacidade de diálogo institucional entre o Congresso e a Justiça Eleitoral. 

 

 “Eles [presidentes da Câmara e do Senado] entenderam prontamente e conseguiram em tempo recorde aprovar uma emenda constitucional, que era indispensável para esse adiamento. Um pouco a prova de que, com o interesse público e bons argumentos, quase tudo é possível. Acho que nós estamos fazendo a conciliação possível e necessária entre a proteção da saúde da população e a realização desse rito democrático imprescindível que é a concretização das eleições”, disse Barroso, de acordo com o Estadão.

 

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) foi aprovada no segundo turno da Câmara dos Deputados pelo placar de 407 votos contra 70. O adiamento das eleições foi em virtude da pandemia do coronavírus.

 

Com a aprovação, os dois turnos eleitorais, inicialmente previstos para os dias 4 e 25 de outubro, serão realizados nos dias 15 e 29 de novembro. 

Histórico de Conteúdo