Sexta, 22 de Maio de 2020 - 19:25

Guedes sugere venda do Banco do Brasil e Bolsonaro empurra assunto para 2023

por Jade Coelho

Guedes sugere venda do Banco do Brasil e Bolsonaro empurra assunto para 2023
Foto: Anderson Riedel/PR

Em trecho do vídeo da reunião ministerial do governo Bolsonaro, realizada em 22 de abril e liberado nesta sexta-feira (22), o ministro da Economia Paulo Guedes sugere que o governo privatize o Banco do Brasil. 

 

O presidente Bolsonaro, no entanto, resiste e sugere que o assunto volte a tona só em 2023, ou seja, após as próximas eleições presidenciais.

 

Durante o diálogo Guedes fala que O BB estaria pronto para ser vendido. 

 

"É um caso pronto e a gente não tá dando esse passo. Senhor já notou que o BNDES e a Caixa que são nossos, públicos, a gente faz o que a gente quer. Banco do Brasil a gente não consegue fazer nada e tem um liberal lá. Então tem que vender essa porra logo", afirmou Guedes.

 

O ministro da Economia também afirma: "O Banco do Brasil não é tatu nem cobra. O Banco do Brasil não é tatu nem cobra. Porque ele não é privado, nem público. Então se for apertar o Rubem, coitado. Ele é super liberal, mas se apertar ele e falar: 'bota o juro baixo', ele: 'não posso, senão a turma, os privados, meus minoritários, me apertam'. Aí se falar assim: 'bota o juro alto', ele: 'não posso, porque senão o governo me aperta'. O Banco do Brasil é um caso pronto de privatização".

Histórico de Conteúdo