Destaque em Cultura: Empresa cobra por shows que Chorão não fez por ter morrido
Nove meses após a morte do vocalista Chorão, da banda Charlie Brown Jr., uma notificação extrajudicial chegou às mãos do seu único filho, o fotógrafo Alexandre Ferreira Lima Abrão. Em um documento de duas páginas, a empresa Promocom Eventos e Publicidade cobrava-lhe uma indenização por nove shows que o músico, ao morrer em março de 2013, não pôde fazer. Leia essa e outras notícias na coluna Cultura!

Histórico de Conteúdo