Segunda, 01 de Julho de 2019 - 18:00

Cúpula da Câmara diz que crise com Pimentel pode prejudicar votação do 'ISS do ônibus'

por Rodrigo Daniel Silva

Cúpula da Câmara diz que crise com Pimentel pode prejudicar votação do 'ISS do ônibus'
Foto: Reginaldo Ipê/Câmara de Salvador

A cúpula da Câmara de Salvador avalia que a crise com o secretário municipal de Trabalho Esportes e Lazer (Semtel), Alberto Pimentel (PSL), pode prejudicar a votação do projeto de lei que concede isenção do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) às empresas de transporte público da capital.

Nesta segunda-feira (1º), o secretário municipal de Mobilidade (Semob), Fábio Mota, alertou que, se a matéria não for votada, a passagem do ônibus vai subir de R$ 4 para R$ 4,12 (veja aqui).

A previsão era que a proposta fosse votada no dia 10 de julho, mas, em conversa reservada, a cúpula da Casa afirmou que os ataques do secretário à imprensa e o conflito criado com o vereador Cézar Leite (PSDB) podem adiar a apreciação do texto.

A crise começou após o Movimento Brasil Livre (MBL) acusar Pimentel de impedir trios no protesto em defesa do ex-juiz e hoje ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro (relembre aqui).  

Histórico de Conteúdo