Qualirede recusa convite para prestar esclarecimentos na AL-BA e pode ser convocada
Foto: Reprodução / Recrutalentos

Com audiência pública marcada para esta terça-feira (18) na Comissão de Saúde e Saneamento Básico da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), a Qualirede, empresa que administra o Planserv, enviou ofício nesta segunda-feira (17), véspera do evento, se negando a comparecer ao debate sob a justifica de “tempo exíguo do convite”. 

 

Diante de mais uma recusa por esclarecimentos em relação a real situação do plano de saúde dos servidores do estado, o deputado estadual Alan  Sanches (DEM) frisa que vai buscar apoio para uma convocação oficial no colegiado do corpo diretivo do Planserv, bem como da Qualirede. 

 

“Afinal, os credenciados de um plano que sempre foi referência em toda a Bahia, hoje penam até mesmo para conseguir uma consulta. Contudo, mesmo diante desse cenário a Secretaria de Administração gasta em torno de R$7 milhões ao mês com um contrato da Qualirede para o planejamento, distribuição de cotas, liberação de consultas, etc. Mas, não vemos resultado que justifique esse gasto, que representa algo na casa R$84 milhões ano”, disparou Alan Sanches, que é médico por formação e vice-presidente da Comissão de Saúde. 

 

“Essa recusa, além de se tratar de falta de respeito com o Parlamento baiano, é acima de tudo com os mais de 500 mil servidores que pagam pelo serviço”, concluiu, complementando que a reivindicação é apenas por transparência.

Histórico de Conteúdo