Dívidas com a União superam os R$ 2 trilhões e 44% são irrecuperáveis
Foto: Reprodução / Jetss

O total de devedores da União atingiu os 4,6 milhões em 2018 com uma dívida total de R$ 2,196 trilhões. Desses, 44,8% é considerado irrecuperável, conforme dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), divulgados nesta terça-feira (26).

 

Entre os grandes devedores, considerados aqueles com débitos acima de R$ 15 milhões, chegaram a 28.339, representando 1% do total de quem deve à União. Apesar de serem em menor número, eles são responsáveis por 62% da dívida ativa da União e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no valor total de R$ 1,368 trilhão.

 

O procurador-geral da Fazenda Nacional, José Levi Mello do Amaral Júnior, apontou que cerca de 33% da dívida é mais fácil de recuperar por envolver empresas com patrimônio, receita e ainda atuantes, além de os débitos serem mais recentes.

 

No entanto, nos casos de empresas falidas, em recuperação judicial, com dívidas antigas ou que foram usadas como fachada para cometer fraudes, se torna mais difícil a recuperação. “A abordagem segmentada da dívida ativa é que vai nos levar a um sucesso maior na busca da recuperação do estoque”, afirmou.

Histórico de Conteúdo