Inema se defende e diz que alerta serve para mostrar probabilidade de ocorrência
Foto: Jamile Amine / Bahia Notícias

Após ser criticada por supostamente ter errado ao pedir alerta máximo a Salvador e mais 148 municípios baianos até 18h desta quinta-feira (6) (veja aqui) por causa da possibilidade de chuvas intensas, acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento, o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) se defendeu.

O instituto informou que “utiliza informações das Estações Meteorológicas de imagens de satélites e modelos de previsão do comportamento do tempo em escala regional para avaliar as probabilidades de ocorrência de chuvas e direcionar uma atenção maior pela Defesa Civil em determinadas regiões que apresentem maior risco”. 

“O alerta não significa que os fenômenos acontecerão em toda a extensão da área de risco, mas que há probabilidade de ocorrência em determinados locais da região”, disse.

Histórico de Conteúdo