General Mourão defende nova Constituição: 'Não precisa ser feita por eleitos pelo povo'
Foto: Divulgação

O candidato a vice-presidente de Jair Bolsonaro (PSL), General Mourão (PRTB), defendeu nesta quinta-feira (13) uma nova Constituição, mas feita por um grupo de juristas, constitucionalistas e notáveis. 

Segundo ele, o texto poderia ser aprovado em plebiscito pela população, sem que fosse necessário a formação de uma Assembleia Constituinte. "Uma Constituição não precisa ser feita por eleitos pelo povo (...) Constituinte não é o caso. foi um erro que cometemos no passado", afirmou.

"Já tivemos vários tipos de Constituição que vigoraram sem ter passado pelo Congresso, como a Constituição de 1946", citou, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

Histórico de Conteúdo