Segunda, 16 de Abril de 2018 - 12:00

Dança das cadeiras: Reforma administrativa de Neto deve acontecer nos próximos dias

por Júlia Vigné

Dança das cadeiras: Reforma administrativa de Neto deve acontecer nos próximos dias
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

A saída de José Antônio Alves da secretaria de Saúde municipal (saiba mais) foi a última movimentação para o início da reforma administrativa do prefeito ACM Neto, de acordo com fontes ligadas ao democrata. Depois da exoneração de secretários para a concorrência nas eleições deste ano (veja aqui), Neto terá que rearrumar a casa para concluir sua gestão na prefeitura. De acordo com governistas, uma dessas movimentações seria a do vereador Isnard Araújo (PHS) para a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), no lugar de Tia Eron (PRB) (relembre). O vereador é ligado à Igreja Universal e estaria negociando um retorno para o PRB. A Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude, antes liderada por Taíssa Gama (PTB), deve continuar sob comando da sigla e o novo nome para chefe de gabinete do prefeito ainda não foi definido, mas há nos bastidores a conversa de que Luiz Galvão, que era subchefe do gabinete e assumiu a pasta desde a saída de João Roma (PRB), deve continuar no comando da pasta. Já a indicação para a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é pessoal do prefeito ACM Neto. O pedido de José Alves seria a permanência da subsecretária municipal, Maria Lucimar Alves de Lira Rocha, no cargo, mas a ideia não estaria agradando os vereadores ligados a Neto na Câmara de Salvador. De acordo com eles, ela "não tem perfil (político)" para assumir uma secretaria.

Histórico de Conteúdo