Segunda, 12 de Fevereiro de 2018 - 13:10

Carnaval: Ônibus passaram de 4 km/h para 25 km/h após mudança de ponto na Garibaldi

por Guilherme Ferreira / Luana Ribeiro

Carnaval: Ônibus passaram de 4 km/h para 25 km/h após mudança de ponto na Garibaldi
Foto: Guilherme Ferreira / Bahia Notícias

O secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, avaliou neste domingo (11) as alterações na operação de trânsito e transporte montada para o Carnaval deste ano, incluindo a mudança no local de um ponto de ônibus situado na Avenida Garibaldi (clique aqui). “Acho que melhoramos muito com relação ao ano passado. Nós tínhamos na área da Garibaldi um entrave muito grande naquele ponto de ônibus na frente do posto de gasolina. Tiramos o ponto dali e levamos para 500 metros à frente. Teve um efeito surpreendente. Consequentemente melhora a operação do transporte público”, detalhou Mota. O titular da Semob apontou, no entanto, que o fluxo melhorou principalmente no sentido Pituba – na direção inversa, ainda há gargalos. “O outro sentido a gente ainda tem problemas porque é utilizado muito para os carros, de uma maneira geral, para desembarques. Eu estava conversando Fabrizzio [Muller, superintendente da Transalvador] para que no próximo Carnaval a gente pense uma solução principalmente para esse sentido”. De acordo com Mota, a velocidade na qual os ônibus trafegam na região passou de 4 km/h para 25 km/h após a intervenção. Em relação ao sistema de transporte público, foram transportadas 3,5 milhões de pessoas no Carnaval deste ano até este domingo (11). “É um número 25% maior do que nós transportamos ano passado. Isso é simples, porque os ônibus tem bilhetagem é só tirar a bilhetagem das linhas do carnaval e faz um comparativo do ano passado para esse ano”. O secretário cita também a regulamentação dos mototáxis, que até o ano passado atuavam sem a normatização da prefeitura. “Acho que os mototáxis foram uma novidade positiva, muito bem utilizada. Criamos 6 pontos, botamos blitz, padronizamos, botamos blimp”, pontua Mota, que relatou “algumas questões de táxi” entre os problemas. “Mas a grande maioria de pessoas que pegam táxi usam os pontos regulamentados. A gente sempre recomenda que táxi precisa ser no ponto regulamentado, por isso nós criamos 15 pontos de táxi”.

Histórico de Conteúdo