Segunda, 12 de Fevereiro de 2018 - 02:47

Marília Mendonça achou que seria descoberta em pipoca de Salvador: ‘Adrenalina’

por Pascoal de Oliveira / Rebeca Menezes

Marília Mendonça achou que seria descoberta em pipoca de Salvador: ‘Adrenalina’
Foto: Enaldo Pinto/Ag Haack/Bahia Notícias

Depois de Ivete Sangalo conseguir curtir a pipoca de Salvador vestida de palhaço (relembre aqui), a cantora Marília Mendonça decidiu fazer o mesmo (veja aqui). E conseguiu, mas não sem passar por um momento de tensão. Depois de se apresentar no Camarote Club, a artista contou ao Bahia Notícias quais foram os sentimentos de participar da folia na rua. “Primeiro de todos é a adrenalina de fazer uma coisa que a gente não é acostumado a fazer. O segundo foi a primeira pessoa que me pediu pra tirar foto. Quando ela chegou, eu fiquei meio nervosa. Tinha outras pessoas ao redor e eu fiquei com medo: E agora? Será que me descobriram? O que vai acontecer aqui? Porque nós estávamos só entre amigos, não tinha segurança, a gente só andou com segurança até um camarote. Mas no primeiro percurso a gente estava só entre amigos”, lembrou. Mas a preocupação logo virou piada: “Só que a pessoa queria tirar foto comigo por causa da fantasia. E isso pra mim foi muito legal. Eu fiquei meio tremendo. E ela falou: 'Nossa, eu queria muito fazer essa fantasia, mas não deu tempo. Por favor, deixa eu tirar uma foto, que eu adoro essa série'. Me abraçou, eu abracei a pessoa também, mas ela nem sonhou que seria eu, tirou várias fotos. Meu tio até brincou comigo: 'Você tirou mais fotos por causa da fantasia do que se fosse você sozinha, sem fantasia'. Todo mundo achou um máximo”, narrou, rindo. E se houve preocupação, Marília também pôde curtir sentimentos bons, como se sentir como uma “pessoa normal”. “O terceiro ponto foi curtir pela primeira vez o Carnaval de Salvador, estar no meio da galera, me sentir fora do trabalho mesmo, me divertindo de verdade, como eu tinha vontade de fazer. Fiquei muito feliz. Cheguei ontem no hotel, nem consegui dormir rápido. Tive que tomar um relaxante muscular para as pernas, que estavam doendo pra caramba. Nem me lembro mais há quanto tempo eu não andava tanto. Mas muito legal. Que experiência maravilhosa. Eu adorei”, concluiu.

Histórico de Conteúdo