Domingo, 11 de Fevereiro de 2018 - 21:56

'Não deveria precisar disso', lamenta Lavigne sobre 'vaquinha' do Cortejo Afro

por Lucas Arraz / Rebeca Menezes

'Não deveria precisar disso', lamenta Lavigne sobre 'vaquinha' do Cortejo Afro
Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

Para ser confirmado como atração do circuito Dodô (Barra-Ondina) neste domingo (11), o Cortejo Afro precisou recorrer a uma "vaquinha" para arrecadar fundos e cobrir os gastos. Este ano o bloco comemora 20 anos de existência e, apesar de receber apoio do governo do Estado, não conseguiu patrocínio para não ficar no vermelho (veja aqui). Até o momento, foram arrecadados cerca de R$ 33 mil, de uma meta de R$ 60 mil. A produtora Paula Lavigne, que participou do cortejo, lamentou a situação do grupo. "Eu acho que não deveria precisar disso. Eu acho que o governo do Estado parece que participou com uma parte, não vamos ser injustos, acho que a prefeitura deveria entrar. Mas os tempos estão difíceis. O Ilê também teve que fazer um crowdfunding, a gente vai se virando. Não é o ideal, de jeito nenhum, porque isso aí é cultura pura. Deveria ser totalmente incentivado", sugeriu. 

Histórico de Conteúdo