Ministério da Cultura monta força-tarefa para resgatar credibilidade da Lei Rouanet
Foto: José Cruz / Agência Brasil

O governo federal reforçou o trabalho para diminuir a fila das prestações de contas pendentes de avaliação pelo Ministério da Cultura. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o passivo era de 20 mil projetos no final de 2015. Mas, embora o número tenha se mantido estável em 2016, no último ano, o índice caiu para 17.500. "Houve um esforço grande em 2017, com uma força-tarefa", destacou o ministro Sérgio Sá Leitão em entrevista ao jornal. "Estamos enfrentando o déficit para resgatar a credibilidade da Rouanet. É algo que interessa a todo o setor cultural", acrescentou o ministro. Leitão ocupa o cargo desde o último mês de julho.

Histórico de Conteúdo