Dilma é notificada para depor como testemunha de defesa de Bendine por videoconferência
Foto: Reprodução / Tribuna da Internet

Ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, Aldemir Bendine arrolou a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) como testemunha de defesa. A petista foi notificada para comparecer à Justiça Federal de Porto Alegre, onde irá depor por meio de videoconferência, nesta quarta (11). Já a oitiva será realizada no próximo dia 25, segundo informações da coluna Radar, da Veja. Bendine é réu na Operação Lava Jato, acusado de corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, organização criminosa e embaraço à investigação de infrações penais, além do recebimento de R$ 3 milhões em propina da Odebrecht.

Histórico de Conteúdo