Candeias: Dois terminais de Porto de Aratu têm arrendamentos aprovados pelo TCU
Foto: Reprodução / Twitter / Ministério da Infraestrutura

Projetos de arrendamento dos terminais ATU12 e ATU18 do Porto de Aratu, em Candeias, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), foram aprovados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) nesta semana. Segundo o Ministério da Infraestrutura, o ATU12 terá contrato de 25 anos e será destinado à movimentação de graneis minerais. Já o contrato do ATU18 é de 15 anos. O local será dedicado ao transporte de graneis vegetais.

 

A expectativa é que os leilões, cujos critérios serão maior valor de outorga, ocorram ainda em 2020. A estimativa é que sejam investidos R$ 294,5 milhões no ATU 12, com obras como construção de novo armazém; implantação de sistema para tratamento de efluentes líquidos do píer; dragagem de aprofundamento do berço de atracação; entre outros. Mais de cinco mil empregos também são previstos, entre diretos, indiretos e efeito-renda.

 

Já para o terminal ATU 18, a previsão é de investimentos de R$ 119,8 milhões. Estão previstas construção de cinco novos silos de armazenagem; ampliação e alargamento da plataforma; dragagem de aprofundamento do berço de atracação; entre outras ações. A estimativa é de mais de dois mil empregos entre diretos, indiretos e efeito-renda.

 

Ainda segundo o ministério, atualmente há apenas um terminal especializado na movimentação de granel sólido vegetal no complexo portuário, que opera no limite da sua capacidade dinâmica. 

Histórico de Conteúdo