Quarta, 12 de Setembro de 2018 - 08:05

‘Varanda Flamboyant’: afeto, natureza e modernidade no mesmo espaço

por Rafaela Souza

‘Varanda Flamboyant’: afeto, natureza e modernidade no mesmo espaço
Foto: Divulgação

Resgatando as lembranças da infância de quando vivia no sítio dos pais, a designer de interiores, Simone Selem se inspirou no conforto para idealizar o  projeto dela, na mostra Casas Conceito. Intitulado de Flamboyant, o ambiente consiste em uma varanda que estimula os vínculos afetivos e possibilita a contemplação da natureza ao mesmo tempo que é atual e traz diversos aparelhos eletrônicos como ipads e fones de ouvido.

Segundo ela, o espaço é ideal para aqueles que acreditam que o relaxamento é necessário para o corpo e mente. “A minha inspiração foi a varanda com características muito similares a que frequentei na minha infância, ao lado da minha família, no sítio do meu pai, onde passávamos horas conversando e reunidos”, relembra a profissional.Simone escolheu texturas marcantes no piso cimentício, nos tijolinhos tipo inglês da parede, na madeira lavada dos armários em mdf e no uso do couro soleta.

 

Além disso, para a produção das estantes, nichos e piso, a designer inseriu objetos artesanais. “Garimpei elementos que traduzem a beleza e o valor do handmade como as cestarias africanas coloridas, vasos em barro e cerâmicas, esculturas em barro e madeira”, revela.

 

Conforto sustentável

Segundo a designer, a poltrona escolhida foi fundamental. "Priorizo o conforto, por isso a escolha pela poltrona senhor de Bernardo Figueiredo (in memorian), em madeira maciça, cintas em couro soleta 35 e detalhes em latão", destaca. Além de priorizar o conforto, Simone trouxe a sustentabilidade para o seu espaço com iluminação em led, madeira certificada dos armários modulados e na preservação da iluminação natural, através do fechamento da varanda com folhas de vidros transparentes.

Até as persianas foram pensadas para aproveitar ao máximo a luz natural, confeccionadas com suaves lâminas de tecidos transparente, elas controlam o nível desejado de luz trazendo a luminosidade do ambiente externo para dentro da varanda.

 

Acessibilidade nos detalhes

Criar uma varanda acessível foi uma das preocupações da designer de interiores. Pensando nisso, ela usou um cubo em braile de metal, que possibilita que um deficiente visual sinta as diferentes sensações por meio das cenas de luz propostas no ambiente. 

Quarta, 05 de Setembro de 2018 - 08:05

Conheça o studio Pitangueira na mostra Casas Conceito

Conheça o studio Pitangueira na mostra Casas Conceito
Foto: Divulgação

Nathalia Velame se destaca com o Studio Pitangueira na mostra Casas Conceito. O ambiente tanto é revestido por painéis de madeira sustentáveis e ecologicamente corretos, que dialogam com o conceito de sustentabilidade da mostra, quanto composto pelas memórias afetivas e interesses artísticos da profissional.

 

Nathalia Velame apresenta uma imersão onde a elegância dá o tom desde a concepção: “Para fazer um projeto é preciso saber quem viverá naquele lugar. Aqui, um casal apaixonado por arte, que aprecia o design nacional e internacional, associado a antiguidades. Que ama viajar e colecionar recortes da vida”, conta ela. A ideia aconteceu na primeira ida de Nathalia ao terreno, quando se deparou com uma pitangueira em meio as ruínas de uma construção: “Foi paixão à primeira vista”. A simultânea delicadeza e a força poética da imagem ensejaram o nome e o estilo do Studio Pitangueira. Tudo foi cuidadosamente planejado.

A personalização de projetos é um dos diferenciais de Nathalia, que, junto à loja Móveis Prime, procura sempre desenvolver uma marcenaria sob medida para cada cliente. O lavabo do Studio Pitangueira também impressiona. Nathalia Velame envelopou as paredes, utilizando espelho em bronze e madeira ecologicamente sustentável, em duas, e dando vida a uma terceira pela utilização de samambaias.

 

Filha de Andrea Velame, a designer traz a decoração e arte no seu DNA. Um arco de referências compõe sua formação e cotidiano. Para o Studio Pitangueira, Nathalia fez questão de tirar da sua casa uma obra do artista plástico Luiz Varanda, participante na história da família. Para vestir as paredes, Nathalia utiliza obras do acervo da família e da Galeria Rita Camara. O grande destaque é um quadro da fotógrafa colombiana Adriana Duque, que se aproxima da pintura na evocação de um cenário austero. Além desse, fotografias de Mario Cravo Neto e Miguel Rio Branco e esculturas deBruno Giorgio compõem e denotam o apurado gosto da designer, que também concebeu uma estante onde novos nomes da fotografia baiana, como Bruno Ribeiro e Ricardo Sena, marcam presença.

O evento mostra Casas Conceito de arquitetura e decoração está acontecendo no bairro do Horto Florestal (Rua Estácio Gonzaga, 640) e fica aberto à visitação de terça à domingo, das 16h às 20h.

Mostra Casas Conceito valoriza a arte nos seus 35 ambientes
Foto: Divulgação

Além dos móveis e objetos cuidadosamente selecionados pelos profissionais que participam da Casas Conceito, as artes visuais, em suas diversas linguagens, vêm chamando atenção na composição do décor dos ambientes. Com mais de três décadas dedicadas ao mercado de arte local, a marchand Rita Câmara  curadora artística da mostra  comemora essa valorização. “O que me deixou bastante satisfeita foi constatar que tanto os profissionais quanto as galerias envolvidas tiveram o cuidado de selecionar o que há de mais interessante e representativo na produção artística local”, ressalta a marchand.

 

Telas, esculturas, arte popular, arte sustentável e, principalmente, a fotografia estão presentes na maioria dos ambientes. Para Rita, a fotografia na era digital deu à decoração uma possibilidade a mais de utilização de imagens em várias dimensões e formatos, aquecendo o mercado de "fotografias decorativas". Mas, para quem está pretendendo começar uma coleção de arte, é preciso saber diferenciar a fotografia decorativa da foto-arte, que são as fotos assinadas e editadas. “A foto-arte faz parte de um portfólio de fotógrafos-artistas que têm suas obras reconhecidas e inseridas no mercado de arte e cultural”, ensina Rita. “Um belo exemplo de foto-arte é o trabalho da fotógrafa colombiana Adriana Duque, no Studio Pitangueira, de Nathalia Velame”, aponta.

 

 

Sobre a inserção da arte popular na mostra, Rita lembra que sempre esteve presente no contexto dos projetos. “Pernambuco, Rio de Janeiro e Minas Gerais sempre souberam utilizá-la com maestria; de um tempo para cá é visível sua utilização em maior escala por profissionais brasileiros”.

Conheça um pouco dos ambientes que privilegiaram a arte, na Casas Conceito:

 

POCKET GALERIA CARNAÚBA

A Pocket Galeria Carnaúba proposta pelo escritório Abrisa Universo Criativo, da arquiteta Sâmia Moura, foi pensada como um espaço para relaxamento e contemplação do acervo de obras de arte do morador. “Pontuei meu ambiente com peças de significado afetivo para mim, com a minha origem do Cariri, no Ceará, mas de forma sutil para não intervir com as obras de arte”, contou. A arquiteta destaca uma peça especial, a luminária Carnaúba, nome do espaço e árvore típica do Ceará, criação do designer Igor Sabá, que também é do Cariri. 

 

LAVABO ANGICO

O destaque do Lavabo Angico de Celeste Leão é uma pintura em progresso, de autoria do artista plástico Luiz Mário Freire, que remete às raízes italianas da arquiteta. O trabalho - arabescos sobre um fundo reproduzindo os veios do mármore Carrara  - a cada semana ganhará uma nova etapa e até o final da mostra será concluído. “A escolha do tema foi ao encontro dos materiais nobres utilizados no revestimento das paredes: a cobertura vítrea que simula o mármore Carrara, metais de inspiração no design italiano e resina nos acessórios e lavatório, além das luminárias, recém-lançadas na mostra Euroluce, em Milão”, explica Celeste. 

 

 

ESPAÇO CONTEMPORÂNEO PAU D'ARCO

Na hora de produzir o Espaço Contemporâneo Pau D’Arco, Marcus e Ivane Barbosa optaram por mesclar o mobiliário com peças contemporâneas e antigas. O casal também priorizou a arte em forma de esculturas em relevo criadas pelo próprio arquiteto que apresenta mais uma de suas habilidades: as artes visuais. “Todas as obras são de minha autoria. São relevos que venho criando e que até então estavam ‘escondidos’ e que agora se tornam públicos e revelam a abertura de um novo caminho na minha carreira”, diz o agora também artista plástico. O espaço reúne ícones considerados “paixões”, para a maioria dos homens: som, cinema, gastronomia, esportes e carros, tudo isso concentrado numa área de 300 m², a maior da mostra, onde funciona também o restaurante comandado pelo chef Vinicius Figueira.

 

Saiba como usar plantas em ambientes pequenos de forma criativa
Foto: Reprodução / Pinterest

A falta de espaço não é mais um motivo para não ter plantas em casa. Além de serem ideais para decorar os cantinhos, os arranjos contribuem para o bem-estar do ambiente. Segundo o site Huffpost Brasil, para a otimização do espaço é necessário escolher plantas que precisam de pouca manutenção e sejam resistentes. Confira algumas inspirações e dicas!

 

LOCAL

A escolha do local é muito importante para a organização das plantas. É possível aproveitar até os espaços mais improváveis, como o banheiro, cozinha e teto.

 

CRIATIVIDADE

Você ainda pode mudar os vasos por canecas coloridas de cerâmica, por exemplo. Além disso, pode organizar as plantas em uma prateleira ou banco nos cantinhos da casa.

 

TIPOS DE PLANTAS

É essencial que as plantas sejam mais resistentes, ou seja, não dependam tanto da luz solar direta e manutenção. Entre as opções se destacam as suculentas, samambaias e os cactos.

Quinta, 23 de Agosto de 2018 - 08:05

Terrazza Sapucaia: um espaço inspirado nas origens da arquiteta

por Rafaela Souza

Terrazza Sapucaia: um espaço inspirado nas origens da arquiteta
Fotos: Xico Diniz

Nascida na Bahia, mas descendente de família espanhola, a arquiteta Margarete Iglesias se inspirou em suas raízes e memórias afetivas para projetar o “Terrazza Sapucaia”,  um dos espaços mais elogiados da 1ª Mostra de Decoração Casas Conceito, criada pelo Grupo AV e que acontece no Horto Florestal. O espaço é um verdadeiro convite para quem vai sem pressa e pode ficar por um tempo conversando entre amigos.

 

A arquiteta conta que o projeto dela contempla também uma área coberta e foi construída para ser um espaço de convivência gourmet. “É um lugar para receber convidados, relaxar, apreciar um bom vinho e até fazer pequenas refeições. No entanto, apesar de ser definido como um espaço gourmet, nele não existe um local para preparo de alimentos”, a arquiteta reforça que esse é um dos principais diferenciais do Sapucaia.

 

“Como filha de espanhóis, sempre tive a oportunidade de desfrutar dos pátios cobertos ou semi descobertos nas casas de minha família ou amigos que são áreas muito comuns nas vivendas espanholas. Ali as pessoas costumam se reunir para compartilharem momentos agradáveis, degustar uma bebida, saborear uma boa comida ou apreciar a natureza ao redor”, explica.

A arquiteta destaca dois elementos presentes no espaço: a madeira e o verde. A madeira é muito explorado na mobília e em troncos usados na decoração. O verde pode ser visto nos painéis de reflorestamento que traz até uma curiosa casa de João de Barro, que dão cor e vida ao ambiente. “O pilar central se destaca com um  trabalho de paisagismo feito por Larissa da Praticar Paisagismo, utilizando troncos de madeira e espécies de bromélias e suculentas coletadas na natureza”, revela.

 

Modernidade nos detalhes

 

Além disso, Margarete trouxe a madeira de uma forma mais repaginada usando esquadrias de alumínio com padrão amadeirado que permitem uma total integração com o verde. O espaço conta com uma marcenaria planejada abrigando a TV,  adega, cervejeira e champanheira. “O apoio para cafés especiais está organizado sobre a bancada de Mármore Arabescato Light, que também contempla cuba e metais de cobre”, afirma.

 

A modernidade do espaço também se dá pelos móveis. A mesa escolhida pela arquiteta tem formato oval e está iluminada por pendentes de vidro. Já as duas poltronas são revestidas de tecidos naturais e apresentam um visual arrojado. Margarete conta que as poltronas tem a proposta de acolher os convidados para uma conversa mais próxima e destaca a imponente tela com inúmeros tons de azuis do artista Cosme Martins.

 

O QUÊ: Mostra Casas Conceito/Grupo AV

ONDE: Horto Florestal 

QUANDO: Até 16 de setembro

Quarta, 15 de Agosto de 2018 - 08:05

Momento sonhado: a decor do quarto do bebê!

por Rafaela Souza

Momento sonhado: a decor do quarto do bebê!

 

A escolha da decoração do quarto do bebê sempre é um momento esperado e prazeroso para a família. No entanto, com os projetos residenciais cada vez mais compactos a tarefa de decorar o quarto pode se tornar um desafio. Além de beleza, o ambiente também deve ser seguro e facilitar as tarefas do dia a dia da criança. Pensando nisso, o BN Mulher listou várias dicas acessíveis para a montagem do quarto do seu bebê. Confira!

Papel de parede

É uma ótima opção para dar vida ao ambiente de uma forma simples e prática. Quanto a paleta de cores, o mais indicado é investir em uma paleta mais clara e deixar as cores mais vibrantes para detalhes e acessórios do quarto. A estampa de listras é uma das queridinhas!

 

Nichos

Além de ajudar na organização do ambiente, os nichos podem compor a decoração do quarto deixando-o mais organizado. São várias opções de formatos, cores e materiais, podem ser redondos, quadrados ou geométricos, de vidro e madeira. Você pode decorar o fundo dos nichos usando tecidos, adesivos e os próprios brinquedos do bebê.

 

Quadros

Os quadros podem ser opções bem lúdicas e acessíveis para a decoração. Você pode investir em molduras coloridas com desenhos e fotos.

 

Acessórios

Com um pouco de criatividade é possível fazer acessórios bem legais para o quarto do bebê. Como o caso dos móbiles para berço, que podem ser feitos com feltro e vários tipos de tecidos. Você pode pode fazer inspirado em bichinhos, bonecas, personagens, entre outros.

 

Móveis 2 em 1

Apesar de serem mais caros, o objetivo dos móveis 2 em 1 é que, por eles durarem mais, a necessidade de substituí-los seja mais demorada. Ou seja, vale a pena investir em um berço que pode virar uma cama, por exemplo. Menos preocupação no futuro e você ainda acaba economizando.

 

Cortinas e tapete

Assim como o móbile, a cortina e o tapete deixam o ambiente mais charmoso e são super funcionais. Além de esquentar o quarto e protegê-lo da alta claridade.

Quinta, 09 de Agosto de 2018 - 14:00

Veja dicas para transformar a decoração da sua varanda

Veja dicas para transformar a decoração da sua varanda
Foto: Reprodução / Pinterest

A varanda costuma ser um lugar aconchegante da casa onde você pode ficar na rede, ler um livro, ouvir música ou até bater um papo com as visitas. Além disso, a depender do objetivo, esse cômodo pode ser um bom local para ventilação do ambiente. Para dar mais personalidade a decoração da sua varanda, confira as dicas:


UTILIZE A ÁREA COMO JARDIM

Plantas são ótimas opções para decoração da varanda. Além de trazer mais vida ao ambiente, cuidar delas proporciona momentos relaxantes e contato com a natureza. Uma alternativa é a horta vertical, que é perfeita para espaços menores. Basta escolher uma parede que receba boa incidência de luz solar para colocar os vaso

 

ESCOLHA MOVÉIS DE MADEIRA

Móveis feitos com materiais naturais, como a madeira, funcionam muito bem nas varandas. Podem-se utilizar espreguiçadeiras e mesinhas ou até mesmo construir um deck de madeira para o piso. Almofadas coloridas contrastam bem com esses itens e trazem mais energia para o ambiente.

 

O ESPAÇO PODE SERVIR DE ESCRITÓRIO

Sem espaço para o escritório? Utilize a varanda! Para isso, é preciso, essencialmente, de uma mesa, uma cadeira confortável e tomadas disponíveis para o computador, a impressora e o telefone. Também é possível fechar a área com grandes janelas de vidro. Assim, a vista será mantida e o excesso de ruído será evitado.

 

VARANDA COMO SALA DE JANTAR

Uma excelente forma de transformar a varanda em um espaço aconchegante é usá-la como sala de jantar. Já imaginou fazer todas as refeições aproveitando a vista, como se estivesse ao ar livre? Sem contar o fato de que a mesa e as cadeiras ficarão em uma área separada da sala de estar. Caso o local seja mais compacto, mesas redondas e bancos no lugar de cadeiras com encosto são mais adequados.

 

Terça, 07 de Agosto de 2018 - 08:05

Decor no lavabo revela a hospitalidade da casa

Decor no lavabo revela a hospitalidade da casa
Foto: Divulgação

Um lavabo confortável e bonito, que dispõe de um design elegante, é sinônimo de um lar acolhedor, hospitaleiro e deve transmitir a personalidade do morador, sendo possível explorar diversos estilos, desde o mais clássico até ao rústico. É importante deixar a criatividade fluir, mas sempre com cuidado para não cometer exageros, por isso, é recomendado o aconselhamento com um profissional antenado e versátil.

 

O arquiteto Marcelo Rosset, especialista em projetos ricos em personalização, apresenta dicas para quem deseja transformar essa pequena parte da casa!

 

Para conferir um ar mais moderno, criar composições que remeta a atmosfera industrial é uma ótima opção! Neste caso, a aplicação da madeira, com tijolinhos e o cinza do piso, produziu este efeito.

 

 

 

Em clima de descontração, a combinação de cores cria um décor divertido e moderno.

 

 

Linhas retas e suaves, tons mais claros, e grandes espelhos, são bons métodos para criar um ar contemporâneo, cheio de estilo. O uso de persianas ajuda a esconder uma janela que não beneficia o ambiente.

 

 

 

Clean e com elementos dispostos de forma harmônica, este espaço possui a cuba toda feita em vidro preto, com uma torneira que vem desde o piso. O espelho foi colocado em um chassi de madeira com iluminação. Simples e sofisticado.

Aprenda a montar um terrário de suculentas para decorar a sua casa
As suculentas necessitam de pouca água | Foto: Reprodução / Pinterest

Práticos, versáteis e bonitos, os terrários são uma ótima opção  para dar um toque especial na decoração de qualquer ambiente, além de serem ideais para quem gosta de plantas mas não tem muito espaço ou tempo disponível. Confira o passo a passo de como montar um terrário de suculentas em casa:

 

Montagem

O processo de montagem é simples e exige um recipiente de vidro com ao menos uma face translúcida, areia de rio sem sal, granilha de cores diversas, casca de árvore, terra vegetal, pedras decorativas e mudas energizadas, além de um borrifador de água e uma colher ou pá pequena.

 

O primeiro passo é colocar uma camada de granilha para a drenagem, podendo misturar as cores para decorar, em seguida deve-se colocar uma camada de areia de rio para firmar a granilha e garantir a areação das raízes, depois disso é o momento de adicionar a terra ou substrato para receber as suculentas, espalhando-os em pequenos montes e pressionando para formar uma camada inclinada ou irregular.

 

 

Acabamento

Finalizada a montagem da camada, é hora de plantar as mudas de suculentas. O ideal é abrir um buraco do tamanho da raiz da muda com o auxílio de uma colher ou pá pequena, posicionando as raízes com cuidado. O acabamento pode ser feito com a casca de árvore, pedras decorativas ou outros materiais de preferência. Para finalizar deve-se usar o borrifador para retirar o material que ficou grudado nas mudas e umedecer a terra. Com o terrário pronto, basta escolher um local iluminado e regar semanalmente com um borrifador diretamente na terra

A decoração como uma aliada na educação das crianças

Um quarto do tamanho dos seus filhos, que cresce junto com ele e ajuda a engajá-lo nas atividades gerais da casa. Parece um sonho? Mas não é, essa é basicamente a proposta do método Montessori de arrumação do quarto dos bebês e crianças. Uma organização com as coisas para idade da criança, sempre na altura ideal.

O método de educação Montessori foi desenvolvido pela italiana Maria Montessori. Alguns sites voltados para ajudar as mamães destacam que esse método não pode ser confundido com liberdade, mas sim com autodisciplina.

É bom lembrar que Montessori chamou os três primeiros anos de vida da criança de a fase absorvente, ou seja, tudo que está ao redor ela tem a capacidade de aprender.

No site “O Que Fica”, uma mãe relata que sua filha nunca se deu bem com o berço, e ela fez a adaptação do quarto quando ela tinha 1 ano e 3 meses.

 

 

Aos poucos ela foi montando o quarto na altura da criança, começou pelo móvel de brinquedo, em seguida colocou o colchão no chão para dar mais espaço, priorizando a segurança. Ela conta que amou as descobertas com o Montessori.

Uma outra dica do site “Toca Lola” é criar o espaço das artes, com cadeira, lápis, pincéis, tintas e tudo mais para a recreação dos pequenos.

 

Histórico de Conteúdo