Quarentena deve aumentar casos de depressão e veja como conseguir uma postura otimista

  

Mais açúcar na alimentação, menos exercícios físicos, sono desregulado, sobrecarga de serviços domésticos: estes são apenas alguns dos motivos que devem elevar o número de brasileiros com depressão após o período de quarentena - hoje, a doença acomete 12 milhões de pessoas no país, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). 

Tudo isso sem mencionar o luto enfrentado por muitos. "O ser humano precisa de rituais como o velório para conseguir elaborar internamente o falecimento de alguém próximo. Quando não há esta possibilidade, a morte acaba sendo mais difícil de digerir", afirma Beatriz Brandão, psicóloga clínica mestranda em psicologia clínica junguiana pela PUC-SP 

Ela explica que a falta de rotina comum no confinamento, bem como mudanças súbitas no ritmo de vida, abrem espaço para a depressão. " Este cenário conturbado tornou-se uma queixa frequente no consultório, feitas por pacientes que já apresentam sinais de estafa", diz a especialista. 

A alimentação carregada de açúcar é outro ponto destacado por Beatriz. Conforme ela explica, consumi-lo aumenta o nível de substâncias inflamatórias no organismo, elevando o risco de depressão. Já a falta de exercícios físicos também traz problemas àqueles que têm propensão a se tornar depressivos, já que os esportes liberam endorfinas em nosso cérebro capazes de propiciar sensação de paz e de tranqüilidade. Logo, ficar sem praticá-los pode ser mais uma bola fora para a saúde mental. 

Para finalizar a lista dos vilões da quarentena, estão as dificuldades financeiras, que literalmente tiram o sono dos brasileiros. 

 

Escola de Salvador Promove discussão on line para gerar Reflexão Positiva:

 

Com o objetivo de estar ainda mais perto das famílias e da comunidade em geral durante este momento, promovendo discussões que ajudem na reflexão positiva sobre a realidade atual, a Pan American School of Bahia promove mais uma live nesta quarta-feira, 27 de maio, o webinário “Inteligência emocional e otimismo aplicados à liderança no momento atual: como adotar uma postura otimista, realista e inteligente emocionalmente”, com o Professor Leo Fraiman. A live é em português e aberta ao público. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do perfil do Instagram da escola @pasbofficial ou através do link 

Sobre o Professor Leo Fraiman

 
O Prof. Leo Fraiman é psicoterapeuta, especialista em Psicologia Escolar, mestre em Psicologia Educacional e do Desenvolvimento Humano pela USP e master em programação Neurolinguística. Escritor de mais de 20 livros, consultor em programas de rádio e televisivos nas principais emissoras do país, palestrante internacional, membro do Comitê Mundial de Educação para a Autonomia em Paris (França) e conferencista na ONU pelo Simpósio Internacional – Formando lideranças para o desenvolvimento futuro, em Genebra/Suíça. 

Serviço:
O que: Webinário com Leo Fraiman “Inteligência emocional e otimismo aplicados à liderança no momento atual: como adotar uma postura otimista, realista e inteligente emocionalmente”
Quando: quarta-feira, 27 de maio

Horário: 15h30 às 16h30

Inscrições gratuitas e abertas ao público através do perfil do Instagram da escola @pasbofficial

Desejos Femininos: especialista fala sobre as novidades estéticas e conceitos de beleza


O momento de isolamento convida para uma atenção maior para o espiritual, certo? Então não seria este o momento de pensar em cuidar da beleza, certo? Para alguns sim, para outras não. Talvez a resposta seja mesmo individual e mude de pessoa para pessoa! Mas o fato é que o que incomodava antes da pandemia continua e continuará incomodando. E é para falar sobre este aspecto estético que o Bahia Notícias Mulher convidou Dr. Rafael Freitas, cirurgião dentista especializado em estética e que trabalha com harmonização facial, para conversar sobre a busca da beleza. Dr Rafael Freitas já participou de congressos internacionais em Portugal e de imersão em laboratórios na área de anatomia nos Estados Unidos.

Consultas e atendimentos médicos foram suspensos, por determinações do isolamento, mas Dr Rafael tem observado que a procura e agendamentos continuam normais.  Na opinião dele “as mulheres, principalmente, sabem do que precisam para se sentirem seguras e confiantes e enfrentar o Novo Normal, no pós pandemia”, disse Rafael. O trabalho dele é justamente este, de ajudar a devolver ou recuperar a auto estima das pessoas através da harmonização facial, uma combinação de procedimentos que não utiliza cortes e que ao final melhora a harmonia do rosto.


Totalmente disciplinado, técnico e detalhista Dr Rafael, assim como outros profissionais médicos da saúde, dentistas e cirurgiões, entrou neste segmento porque se identifica muito com a área estética. “Fui convidado por uma professora a ingressar no primeiro curso de especialização de harmonia facial da Bahia. A harmonização sempre existiu, mas ganhou mesmo notoriedade quando os odontologistas entraram nesta área com força, afinal somos especialistas em face e pescoço”, esclareceu Dr. Rafael.

Apesar de subjetivo, é possível observar que desde a Antiguidade o conceito de beleza, do culto ao belo faz parte da cultura das sociedades. Em cada época e lugares diferentes são definidos critérios para novas definições de beleza. É possível notar a transformação dos padrões de beleza ao longo dos séculos. E hoje, para se sentirem mais bonitas, as mulheres geralmente procuram os seguintes procedimentos: botox, preenchimentos, bioestimuladores de colágeno, fios de sustentação, redução de olheiras, redução de rugas e marcas de expressão, aumento dos lábios, definição de mandíbula e mudanças sutis no nariz.

Mas muitas vezes Dr. Rafael Freitas revela que se vê freando o desejo de suas pacientes, que querem mudar muito! “No meu consultório a frase mais usada é ‘menos é mais’, pois prefiro que o paciente volte para continuar os procedimentos do que sentir que algo foi exagerado”, concluiu ele.

Entre os diferencias que oferece, o que considera mais importante é o suporte pós procedimento. Como tem uma grande equipe trabalhando, ele consegue dedicar muita atenção neste momento bem sensível quando as mulheres ainda não conseguem ver o resultado final, pois ainda estão inchadas ou com pequenos hematomas naturais das intervenções.


A primeira tentativa para padronizar a beleza humana de que se tem notícia vem da Grécia Antiga e o  modelo de beleza ideal deveria combinar harmonia e equilíbrio, valorizando as medidas proporcionais. De lá para cá o conceito de beleza vem mudando e segundo Rafael Freitas a harmonização facial evolui diariamente,  “A cada instante aparecem novos produtos, novos equipamentos, novas técnicas. Eu sempre busco atualizações para usar os melhores produtos e técnicas em minhas pacientes”, disse Dr. Rafael Freitas que neste momento vem se dedicando ainda mais às especializações nesta área.

@drrafaelfreitas

clinicarafaelfreitas.com.br

 

Coronavírus e Gestação: especialista esclarece dúvidas sobre o assunto

 

Desde que foi divulgado pela primeira vez, o novo Coronavírus tem sido a principal notícia no Brasil e no mundo. Não à toa, a COVID-19 tem mudado a rotina da população e, com isso, grandes veículos passam a atualizar os dados sobre a pandemia diariamente. 

No entanto, mesmo diante de inúmeras informações e com o aumento de novos casos surgindo rapidamente no país, muitas dúvidas têm surgido no que diz respeito as grávidas. Atento a esses questionamentos, o Dr.Nelson Tatsui, Diretor-Técnico do Grupo Criogênesis e Hematologista do HC-FMUSP, responde algumas perguntas sobre o assunto 

• Quais cuidados precisam ser adotados durante a gestação? 

As precauções devem ser as mesmas seguidas por toda a população. Lavar as mãos regularmente por, no mínimo, 20 segundos, manter distância segura de outras pessoas, evitar tocar olhos, nariz e boca e, principalmente, evitar aglomerações. Além disso, seguir as orientações recomendadas pelo médico responsável pelo pré-natal. 

• Mães infectadas pelo vírus podem transmitir a doença para os bebês durante a gravidez? 

Estudos recentes realizados pela JAMA Pediatric, apontam que, apesar de raro, é possível sim a transmissão da Covid-19 para a criança. Porém, ainda não é um fato que deva gerar preocupação aos pais. De 33 casos de recém-nascidos analisados, apenas três testaram positivo para a doença e, após uma semana, os mesmos já haviam eliminado o vírus de seu organismo. 

• Testei positivo para o Coronavírus. Posso amamentar meu filho? 

Desde que todos os cuidados necessários quanto à higienização sejam respeitados, não existe problema em manter o aleitamento materno, uma vez que não existem evidências de que o vírus seja transmitido pelo leite. 

• É possível que o coronavírus seja transmitido pelo sangue do cordão umbilical? 

Embora ainda nenhum estudo afirme, é muito improvável que ocorra transmissão por parte do cordão ou outros tecidos, por exemplo. Entretanto, é necessário esclarecer que existe uma diferença entre testes que buscam essa transferência entre mães e filhos e outros que apenas testam os sinais da Covid no sangue do cordão. 

• Mesmo com a epidemia devo continuar doando o sangue do cordão umbilical? 

Sim. As coletas continuam ocorrendo normalmente. O material coletado beneficia pacientes que precisam de doação para transplante para diversas indicações. 

 

Quarta, 13 de Maio de 2020 - 15:05

O que o aspecto do fio revela sobre as necessidades do seu cabelo?

por Iga Bastianelli

O que o aspecto do fio revela sobre as necessidades do seu cabelo?


Cabelos sem brilho, com volume excessivo ou quebradiços são indícios de que precisam de cuidados especiais. Para recuperar a saúde das madeixas é preciso analisar o aspecto do fio e identificar quais são as suas necessidades. A partir daí é possível definir qual será o tratamento mais indicado para o problema do fio. Para ajudar, o terapeuta capilar e parceiro Ricca, Pietro Trindade, indica os sinais e como combate-los. 

FIOS SEM BRILHO E RESSECADOS 

Fios sem brilho podem indicar falta de água na fibra capilar. "Quando ressecado, o cabelo embaraça com mais facilidade, forma nós nas pontas e tem um toque mais seco. Esses sinais indicam que está na hora de hidratar as madeixas", esclarece Pietro. 

Existem diversas razões para a falta de água nos fios, como vento, sol, excesso de água quente e elétricos, como pranchas e secadores. De acordo com o expert, para devolver a umidade aos fios a melhor alternativa é investir em hidratação, pelo menos, 2x por semana.


FIOS POROSOS E COM FRIZZ 

Mechas porosas e com frizz são indícios de que o cabelo está com as cutículas abertas. "Esse problema favorece a perda diária de nutrientes e dificulta a penetração de produtos para tratamento", comenta o parceiro Ricca e recomenda, "para reequilibrar a fibra capilar a dica é investir em máscaras de nutrição 1x por semana. Esse cuidado trará de volta a camada de lipídios, gorduras e vitaminas naturais do fio, fazendo com que as cutículas sejam celadas, proporcionando um visual mais alinhado." 


FIOS QUEBRADIÇOS E SEM VIDA 

"Cabelos quebradiços, sem vida e sem textura definida podem ser tratados com produtos que devolvam os aminoácidos e proteínas da fibra capilar. Os causadores desses problemas nos fios são as químicas excessivas e instrumentos de calor, como pranchas e secadores", explica o profissional. Para ajudar nesse sentido, Pietro sugere o uso de máscaras de reconstrução capilar para renovar as camadas internas do fio e a selar a cutícula capilar. Mas não se pode exagerar, "por ter uma ação mais potente, o tratamento deve ser feito apenas 1x a cada 15 dias, do contrário os fios podem ficar rígidos e quebrar com mais facilidade", finaliza o especialista. 

Nutricionista alerta: cuidado com a ida ao supermercado e como higienizar os alimentos

Quarentena é a condição para pessoas que foram expostas ao vírus. Se alguém da sua família testou positivo para a covid-19, todos da casa devem passam por exames, mas mesmo quem testou negativo deve ficar afastado por 14 dias. Depois desse período são reavaliadas e, se testarem negativo e não apresentarem sintomas, estão liberadas para o distanciamento social ou isolamento social. 

Distanciamento social permite que as pessoas saiam de casa, desde que usem máscara, evitem aglomerações e mantenham a distância mínima de um metro e meio das outras pessoas. 

Isolamento é a condição utilizada quando o paciente já confirmou estar contaminado com a doença (COVID-19). Pacientes com sintomas leves ficam em isolamento domiciliar com todos os cuidados necessários. Nos casos mais graves com comprometimento respiratório, os indivíduos devem ser encaminhados para o hospital e permanecerão internados em isolamento hospitalar.


Isolamento social (deveríamos estar aqui) é uma medida preventiva fundamental nesse momento, adotada para conter o vírus. É uma forma de prevenção para quem não tem a doença não seja infectado, e para quem tem, mesmo sem saber (as assintomáticas), não seja um transmissor do vírus. As pessoas devem ficar em casa, e sair apenas para coisas emergenciais.


Segundo a nutricionista Adriana Stavro, Independente dos termos utilizados, é importante saber que o inimigo invisível continua entre nós e que os cuidados devem continuar, pois o número de contaminados e de óbitos é crescente no Brasil. Ficar em casa, lavar as mãos com água e sabão, usar álcool gel e evitar aglomerações continuam sendo as recomendações básicas. Mas é preciso que outros cuidados sejam incluídos na rotina diária para que eu, você, sua família e as pessoas a nossa volta fiquem protegidas. 

A Nutricionista Adriana Stavro deu dicas de como comprar alimentos no supermercado e evitar o contágio:


No supermercado

 
•Escolha horários em que o local possa estar mais vazio (manhã cedo ou tarde da noite). 

•Algumas redes reservaram o horário entre 6 e 7 horas da manhã para atender apenas os idosos. 

•Passe álcool gel na barra de condução do carrinho de compras (alguns supermercados já fazem isso). 

•Use luvas e máscara. 

•Mantenha distância de pelo menos 1 metro e meio entre as pessoas (na maioria dos locais públicos essa sinalização já está marcada no chão). 

•Evite ao máximo o uso de banheiros públicos (o vaso sanitário, a pia e a maçaneta da porta podem estar contaminados) 

•Evitem o uso de dinheiro em espécie. Não há evidências de que notas ou moedas transmitem o vírus, mas é melhor evitar 

•Se estiver de carro, coloque as compras no porta-malas. 

 

Higienização de embalagens e alimentos

•Ao chegar em casa, deixe as compras perto da entrada. As sacolas e embalagens devem ser higienizadas com álcool a 70% antes de serem colocadas para dentro. 

•Limpe também as embalagens dos produtos não comestíveis (produtos de higiene e limpeza), pois elas também podem estar contaminadas. 

•Higienize os alimentos, especialmente aqueles que vão ser consumidos crus, com produtos específicos prontos ou com solução de água sanitária. Cuidado: Fique atendo e leia no rótulo da água sanitária se ela é adequada para higienizar alimentos e qual a diluição ideal. Se o produto não tiver essa informação, procure outra marca, pois alguns produtos são específicos para a limpeza da casa e não podem ser usados em alimentos. 

•Lave as verduras, frutas e hortaliças com água corrente em abundância, mergulhe-as por 30 minutos em um recipiente com uma mistura na proporção de 1 colher (sopa) de água sanitária para cada litro de água. Depois, lave-as novamente com água de torneira para retirar a solução.

Dia Mundial de Higiene das Mãos reforça a importância desta prática em meio à pandemia da Covid-19 

Instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a data, 5 de maio, chama a atenção para a conscientização desse ato aparentemente básico de higiene, mas que se comprovou essencial na luta para combater a disseminação do novo coronavírus. Lavar as mãos adequadamente é uma das principais recomendações no combate à transmissão da Covid-19 e de acordo com a infectologista da Doctoralia, Joana D'Arc Gonçalves da Silva essa prática é fundamental para o controle e prevenção dessa e de outras inúmeras doenças. 
 

"As mãos representam nossa principal ferramenta de trabalho, por meio delas garantimos nosso sustento, por meio delas salvamos vidas! Mas, sabemos que as mesmas mãos que curam podem servir de fonte de infecção e contribuir para disseminação de doenças. Elas podem contaminar nosso corpo e superfícies, por isso é importante lavá-las sempre que estiverem visivelmente sujas e ao tocar em objetos e/ou ambientes compartilhados. Para uma higienização correta deve-se utilizar água limpa e sabão, esfregando a palma e o dorso das mãos, polegar, entre os dedos e punhos, por pelo menos 40 segundos", explica. 
 

Ainda de acordo com a infectologista, o álcool 70% é um eficiente antisséptico para superfícies, objetos e pele. "O álcool 70% tem propriedades microbicidas capazes de eliminar os germes mais frequentes que causam infecções, podendo substituir a lavagem das mãos quando não tiver acesso à água e sabão", declara. "Por meio da higiene das mãos e o uso de máscaras podemos parar a pandemia", completa. 
 

A iniciativa se tornou um dos principais assuntos da atualidade e promove uma mudança de comportamento fundamental na população mundial. 
 

 
   





 

Segunda, 04 de Maio de 2020 - 10:05

Que tal fazer teatro? Aulas de teatro on line

por Iga Bastianelli

Que tal fazer teatro? Aulas de teatro on line

 

A partir de 05 de Maio, o Centro Cultural Ensaio passará a ter aulas de teatro online por meio de uma plataforma de ensino à distância. As aulas online serão ministradas por especialistas e será possível baixar materiais pelo aplicativo e interagir. As aulas serão transmitidas em tempo real e/ou gravadas e poderão ser acessadas posteriormente, caso o aluno não possa comparecer nas “lives”, em sua casa, local de trabalho, onde ou quando quiser pelo celular, computador ou tablet. As aulas ou vídeoaulas serão coordenadas pelo diretor Fábio S. Tavares, correspondem ao curso presencial, e estarão disponíveis para novos alunos. Quem se matricular até 05 de Maio terá um descontão de 70%.   

O Centro Cultural Ensaio tem uma metodologia única na área de cursos artísticos, reconhecida há mais de dez anos, e agora adaptada para o formato EAD. Na sua base principal traz assuntos que servem tanto para a vida pessoal quanto profissional de quem se propõe a estudar artes: Preparação corporal e vocal (dicção, impostação, etc), Desinibição, leitura e compreensão textual, dinâmica rítmica para texto dramático, improvisação e criação cênicas, noções de especificidades de ensaio, geografia do espaço cênico, composição de personagem, composição da maquiagem e da indumentária, Teoria (história do teatro). As matriculas podem ser realizadas pelo site da Escolawww.centroculturalensaio.com ou pelo whatsapp 71 997167872.

 


Aulas de Teatro Online no CCE

Informações: através do WhatsApp (71) 99716-7872

Aulas: Dias variados

Quanto: 70% de desconto até 05 de maio

Local: Centro Cultural Ensaio (Av. Leovigildo Figueiras n º 58 – Garcia)

14% das crianças brasileiras passam em média três horas por dia conectados aos games 

 

Estudo realizado pela Kaspersky em conjunto com a consultoria de pesquisa de mercado Corpa em seis países da América Latina (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru) mostra que as maiores preocupações que os pais têm em relação à vida digital das crianças são, em ordem de importância: a falta de atividades físicas, o vício em jogos eletrônicos e o baixo rendimento escolar. Outros fatores que inquietam os adultos são também o assédio sexual, o acesso a pornografia, o ciberbullying, usurpação de identidade e divulgação de informações pessoais. 

Quanto aos jogos online, o estudo mostra ainda que 14% das crianças brasileiras dedicam ao menos três horas por dia a esta atividade, este índice é o terceiro mais alto entre os países pesquisados. O quesito é liderado pela Argentina, com 24% das crianças jogando mais de três horas por dia, e Chile (18%) - e após o Brasil, seguem o Peru (8%), Colômbia (6%) e México (4%). 

 

Das crianças brasileiras que têm o hábito de jogar na internet, 53% o fazem na companhia de outras pessoas, sejam conhecidas ou não. Neste tópico, o Brasil é mais uma vez o terceiro da região, atrás de Chile (63%) e Argentina (62%). Em quarto lugar está o México (51%), seguido por Colômbia (49%) e Peru (47%). 

"Nos últimos anos, a internet se tornou o parque de diversões virtual dos nossos filhos, visto que os jogos e os vídeos online no YouTube vieram substituir as brincadeiras com os amigos. Essa situação se acentua neste momento em que as escolas estão sem aulas presenciais e as atividades fora de casa são limitadas. Ao mesmo tempo, os pais estão ocupados trabalhando em casa e não podem supervisionar as atividades de seus filhos na web. Portanto, recomenda-se que eles, primeiramente, conversem com as crianças sobre os riscos de ciber ameaças e que também expliquem o papel que a ferramenta de controle parental terá na adequação para esta nova realidade - destacando o equilíbrio necessário entre atividades online e offline e as regras que guiarão a navegação web dos menores", explica Roberto Martínez, analista de segurança sênior da Kaspersky. 

 

Sobre o quesito proteção, o estudo identificou que as medidas mais usadas pelos pais são o limite no tempo de uso da internet (84%), a educação sobre ciberataques (57%), acesso ao histórico de navegação (53%) e o controle pessoal dos filhos enquanto eles navegam (32%). 

 

Quanto ao uso de programas de controle parental, apenas um em cada três pais na região já recorreram a esta solução. O Brasil é o quarto país da lista nesse quesito, em que 29% dos adultos contam com essa ferramenta de proteção instalada nos computadores de seus filhos. À frente, estão Colômbia (39%), México (37%) e Argentina (32%). Na quinta posição está o Chile (25%), seguido do Peru (21%). 

Para ajudar as famílias a proteger as crianças contra várias ciberameaças, a Kaspersky recomenda: 

• Converse com os filhos sobre os perigos existentes na internet; 

• Participe das atividades online deles desde pequenos, para que vocês sejam percebidos como "mentores"; 

• Estimule conversas sobre a experiência dos filhos na internet, especialmente sobre questões que os possam ter deixado desconfortáveis ??ou ameaçados - como assédio, mensagens de conteúdo obsceno ou aliciamento; 

• Defina regras claras e básicas sobre o que as crianças podem ou não fazer na internet e explicar o porquê; 

• Peça aos filhos para que permaneçam vigilantes sobre a configuração das ferramentas de privacidade nas redes sociais, de maneira que suas mensagens fiquem visíveis apenas para amigos e familiares; 

• Instale em todos os dispositivos com acesso à internet - PCs, smartphones e tablets - uma solução de segurança que inclua uma ferramenta de controle parental

 

Sobre a Kaspersky 
A Kaspersky é uma empresa internacional de cibersegurança fundada em 1997. Seu conhecimento detalhado de Threat Intelligence e especialização em segurança se transformam continuamente em soluções e serviços de segurança inovadores para proteger empresas, infraestruturas industriais, governos e consumidores finais do mundo inteiro.

Quarta, 29 de Abril de 2020 - 13:05

Dia Internacional da Dança: e aí vamos de Zumba?

Dia Internacional da Dança: e aí vamos de Zumba?


Em tempos em que o isolamento social mudou a rotina da população mundial, é preciso buscar atividades que tragam benefícios para o corpo e para a mente. O home office está sendo realizado, o auxílio nas tarefas das crianças, as tarefas domésticas estão em dia, mas e a atividade física? "Se exercitar é fundamental para a saúde física, aumenta a resposta imunológica do organismo e é essencial para a saúde emocional, especialmente quando vivemos momentos de stress como o que temos enfrentado nas últimas semanas", explica a especialista em educação da Zumba, Ludmilla Marzano. 
 

A dança é uma ótima opção para aliviar a tensão e uma vantagem é que ela está presente no DNA do brasileiro. É uma forma de descontrair com toda família, já que é indicada para todos os perfis. "É possível fazer aulas de Zumba®, por exemplo, virtualmente. Instrutores do mundo inteiro têm dado aulas online diariamente através de salas particulares como Zoom, Skype e Google Hangouts, para manter uma rotina saudável em todos os sentidos", explica Ludmilla, que elenca os principais benefícios para o corpo e mente dessa atividade divertidadurante a quarentena: 

Elimina calorias 

"Isso é um exercício disfarçado", afirma Ludmilla, que completa "dependendo da intensidade que o aluno colocar em cada movimento, ele pode queimar até 1.000 calorias em uma aula de Zumba®". O momento é de distanciamento social e não de sedentarismo, portanto, mexa-se! 

 Combate o stress 

No momento de tensão como estamos vivendo, deixam os músculos rígidos e tensos. Quando a pessoa começa a dançar ela relaxa, libera endorfina, dopamina e serotonina, hormônios que dão a sensação de prazer.

Tonifica os músculos 

A dança é uma atividade que beneficia o corpo todo. 

Diminui a ansiedade 

A dança exige que o aluno tenha total atenção no momento presente, para conseguir acompanhar a coreografia. O que faz a mente dos ansiosos se desligarem dos excessos de informações da pandemia, e ajuda a acalmá-los, pois se concentram apenas na aula. 

Socialização mesmo em isolamento 

As aulas são praticadas em grupos virtuais, o que ajuda os alunos na socialização, mesmo que virtual. "É poder quebrar o distanciamento e se sentir em comunidade. A aula em grupo, além de motivar, é o momento de prazer de quem está há mais de três semanas sem sair de casa.", afirma Ludmilla. 

 Zumba® Fitness, LLC 

Fundada em 2001, a Zumba® é a maior empresa de fitness do mundo - com mais de 15 milhões de participantes semanais, em 200.000 locais, em 186 países.

Descubra: o estresse no período de quarentena pode prejudicar a saúde e a beleza da pele?

Estamos passando por um período de isolamento social devido à pandemia do Coronavírus que causou grandes mudanças em nossas vidas e rotinas diárias. Esse fato, combinado à ansiedade gerada pelo aumento de casos da doença que ainda não parece ter solução, pode causar grande quantidade de estresse. E o estresse não é apenas prejudicial para a mente e para o sistema imunológico, mas também para a pele. "A adrenalina e hormônios como cortisol e prolactina, que são produzidos em momentos de estresse, potencializam o estado inflamatório persistente no tecido cutâneo, o que faz com que nossas células tenham longevidade e atividade diminuídas. O resultado é a aceleração do envelhecimento biológico, com o surgimento precoce de rugas e linhas de expressão, e o desenvolvimento de doenças cutâneas como acne e rosácea", afirma a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. 


O estresse também afeta a qualidade do sono e, consequentemente, a da pele. "O corpo precisa de descanso para se reestabelecer depois das atividades do dia-a-dia e o sono é o responsável por essa função, restaurando a pele e outros órgãos do corpo. Logo, quando não dormimos direito, não permitimos que as células sejam renovadas, o que altera o aspecto da pele e predispõe o aparecimento de rugas", diz o Dr. Mário Farinazzo, cirurgião plástico membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e médico voluntário no atendimento a casos suspeitos de Covid-19 no Hospital São Paulo. 

Além disso, é importante que você invista em uma rotina diária de cuidados com a pele. "Cuidar da pele é uma ótima maneira de manter a cabeça no lugar, pois o toque ajuda a reduzir o hormônio ligado ao estresse e estimula a parte do sistema nervoso que acalma o corpo e a mente", explica a especialista em Estética e Cosmetologia Isabel Piatti, embaixadora do Centro e Instituto Internacional de Aprimoramento e Pesquisas Científicas (CIA) e Membro do Conselho Científico da Academia Brasileira de Estética Científica (ABEC). 

Porém, caso você note que sua pele está respondendo negativamente ao estresse sem melhora, o ideal é consultar um dermatologista, que poderá prescrever o tratamento oral e tópico mais adequado para você. 

 

Histórico de Conteúdo