Advogada bolsonarista incita em rede social estupro e morte de filhas de ministros do STF
Foto: Reprodução/Facebook

Uma advogada gaúcha, de nome Claudia Teixeira Gomes, vem sendo criticada nas redes sociais após publicar um comentário incitando a prática de violências contra filhas de ministros do Supremo Tribunal Federal. De acordo com o portal Fórum, a publicação, que foi posteriormente apagada pela autora, fazia referência a decisão do STF que permitiu a soltura do ex-presidente Lula. 

 

“Que estuprem e matem as filhas dos ordinários ministros do STF”, escreveu Teixeira Gomes na postagem publicada na rede social Facebook. Em seu perfil, inclusive, foi possível constatar a admiração da advogada pelo atual presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Justiça Sérgio Moro. 

 

Em outras postagens, Claudia reproduziu fotomontagens com críticas ao PT e a ex-presidente Dilma Rousseff. Numa delas, Claudia publicou uma imagem que mostra Dilma recebendo um peteleco na região das nádegas. 

 

Procurada pelo portal Fórum para se defender da repercussão negativa de suas declarações, Claudia, até então, não respondeu aos chamados. 

 


Foto: Reprodução / Facebook 

Histórico de Conteúdo