Professor é condenado ao sugerir sexo com alunas em troca de notas melhores
Foto:Ilustrativa

Por oferecer notas altas em troca de sexo a sete alunas um professor foi condenado a pouco mais de um ano de prisão em regime aberto em Santa Catarina. De acordo com o UOL, ele dizia para as vítimas que "poderia dar um jeitinho nas notas" se elas fizessem sexo com ele. Não chegou a haver relações sexuais. As alunas também seriam chamadas por ele de "turbinadas" e "gostosas", além de outras expressões.

 

Os casos ocorreram em 2012 em uma escola estadual de uma cidade do oeste de Santa Catarina - o nome do município não foi informado a pedido do juiz. Contudo, a pena foi substituída por prestação de serviços comunitários e pagamento de multa no valor de três salários mínimos (R$ 2.994). Ainda cabe recurso contra a condenação. O educador negou o crime. O processo corre em segredo de justiça.

Histórico de Conteúdo