Rodrigo Janot pede suspensão de carteira da OAB por pressão política
Foto: Agência Brasil

Para “evitar constrangimentos”, o ex-procurador-geral Rodrigo Janot pediu a suspensão de seu registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Distrito Federal. O pedido de afastamento é válido até o dia 5 de novembro, quando será ouvido Tribunal de Ética e Disciplina da OAB local. Janot voltou a advogar após ter se aposentado no Ministério Público Federal (MPF).

 

A decisão de se afastar é diante da pressão política após a declaração de assassinar o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), em 2017. Na última sexta-feira (4), o senador Renan Calheiros ingressou na OAB-DF com pedido de suspensão da carteira de advogado de Janot. O senador pediu suspensão de 180 dias, prazo para “a apuração psicológica e toxicológica” do ex-procurador.

Histórico de Conteúdo