TJ-BA implanta tornozeleira eletrônica em comarca para presos do semiaberto
Foto: Divulgação

A comarca de Barreiras é a terceira do estado a adotar o sistema do botão do pânico para aumentar a proteção da mulher vítima de violência doméstica. A implantação da ferramenta foi realizada pela corregedora-geral do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargadora Lisbete Teixeira nesta terça-feira (13).

 

O botão do pânico consiste em um recurso tecnológico conectado à tornozeleira do acusado. Quando este se aproxima da vítima, uma chamada é acionada na polícia. Representa, assim, mais um avanço na luta contra a violência doméstica. As comarcas de Salvador, Juazeiro e Vitória da Conquista também já utilizam esse dispositivo.

 

O uso desse dispositivo, além de gerar economia para o Estado e contribuir com a reduc?a?o da superlotac?a?o nos presi?dios, ajuda no restabelecimento dos vi?nculos familiares e no processo de ressocialização do detento. Durante o dia, o monitorado pode trabalhar e à noite, nos finais de semana e feriados, pode ficar em sua reside?ncia, em vez de retornar para o Conjunto Penal. A tornozeleira envia as informações do usua?rio para a Central de Monitoramento, que acompanha todos os deslocamentos. O monitoramento eletrônico ja? e? usado ha? dois anos em Salvador e na Regia?o Metropolitana. Ate? o final deste ano, a expectativa e? que 1.200 equipamentos estejam em uso no estado.

Histórico de Conteúdo