Número de magistradas nos tribunais superiores cresce apenas 1,2% em 10 anos
Foto: Divulgação

Um levantamento feito pelo Conselho Nacional de Justiça apontou que, nos últimos 10 anos, o número de magistradas em atividade cresceu apenas 1,2%. Em 2009, a magistratura brasileira era composta por 37,6% de mulheres. Atualmente, elas representam 38,8%.

 

No caso dos tribunais superiores, no entanto, o número de mulheres caiude 23,6% para 19,6%, segundo o Diagnóstico da Participação Feminina no Poder Judiciário.

 

De acordo com a Agência Brasil, a Justiça do Trabalho é a que tem mais magistradas, com 50,5% do total. A segunda colocada, a Justiça Estadual, tem 37,4%. A menor participação é na Justiça Militar Estadual, com apenas 3,7%.

 

Os números contrastam com o crescimento expressivo do número de servidoras que trabalham nos tribunais de todo o país, que representam hoje 56,6% da força de trabalho.

Histórico de Conteúdo