Juíza lança projeto para capacitar mulheres em situação de violência doméstica
Foto: Amab

A juíza Ana Cláudia de Jesus Souza, da 2ª Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Salvador, lançou o projeto Woman Special Edition, em parceria com a Faculdade Ruy Barbosa. O projeto oferecerá cursos profissionalizantes para as mulheres em situação de violência doméstica. Foram disponibilizadas, a princípio, 50 vagas.

 

Os cursos profissionalizantes de Cuidadora de Idosos; Turbantes e Colares Exóticos e Artesanato; Reparos Elétricos; Manutenção Básica de Veículos; Primeiros Socorros; Fotografia e Mídias Sociais; Técnica de Vendas; Auxiliar Administrativo; e Produtos Naturais e Oficina de Moda. Eles serão ministrados por professores da Faculdade Ruy Barbosa, e, ao final, as mulheres serão certificadas. “Também teremos encontros com as vítimas com objetivo de ressignificação da violência e valorização da vida humana”, informou a magistrada.

 

As mulheres que fizerem algum dos cursos receberão de serviços e cuidados com a saúde, higiene e beleza. “O objetivo é proporcionar o fortalecimento da autoestima e a autonomia da mulher”, explicou. Ocorrerão roda de conversa com psicólogas e coach de carreira; atendimento pelo Núcleo de Obesidade, auriculoterapia e acupunturapia; orientações sobre etiqueta pessoal e profissional; dicas de marketing pessoal; curso de defesa pessoal (Krav Magá); orientações sobre entrevistas de emprego e oficina jurídica e planejamento de vida e carreira.

 

O Projeto Wonder Woman foi idealizado pelo Centro de Empreendedorismo e Inovação do grupo educacional Wynder, do qual pertence a Faculdade Ruy Barbosa, e casou com a proposta da juíza Ana Cláudia. Ele tem como objetivo desenvolver o perfil empreendedor em mulheres com baixa renda familiar, por meio de capacitações de gestão. Esta edição, desenvolvida com a 2ª Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, segue até o dia 17 de outubro deste ano. 

Histórico de Conteúdo