Passado para trás, Mumuzinho é proibido de ajudar afilhado musical: 'Decepcionado'
Foto: Reprodução / Instagram

O cantor Mumuzinho foi proibido pela Justiça de realizar qualquer atitude na gestão da carreira do afilhado musical, Davizinho, o que inclui negociação de contratos, administração de conteúdos nas mídias digitais e vendas de shows. Para quem não sabe, o pagodeiro conheceu o trabalho do jovem de 18 anos nas redes sociais e desde então vem investindo no seu talento. Inclusive, ele o levou recentemente para o programa "Altas Horas", bancou a gravação da música de estreia - conta com mais de 10 milhões de visualizações -, promoveu sessão de fotos, gravou clipe e agitou o lançamento pela gravadora Universal.

Segundo o blog do Leo Dias, Mumu disse que sempre ajudou na carreira de outros artistas, sem qualquer interesse financeiro, e o mesmo estava sendo realizado com Davizinho. "Embarquei no projeto dele por encantamento e, quando estávamos profissionalizando a coisa, fomos surpreendidos negativamente com tudo isso", pontuou. A nota aponta ainda que o jovem irá assinar contrato com um conhecido vendedor de shows em São Paulo, até então amigo de Mumuzinho e pessoa escolhida pelo próprio, semanas antes, para fechar apresentações de pupilo.

 

De acordo com o artista, o ex-afilhado musical nunca o procurou para uma conversa. "Fiquei extremamente decepcionado com a postura dele. Eu me dediquei tanto, sempre fui parceiro, e o cara nem para me ligar? Era só a gente sentar, conversar e chegar a um acordo, já que ele não me queria mais gerindo a carreira dele", desabafou.

Histórico de Conteúdo