Fazer propaganda fora do período eleitoral é comum, mas nem por isso deixa de ser imoral
Publicidade eleitoral extemporânea é crime. Porém é muito comum vê-la em outdoors nos rincões do país ou, de maneira menos explícita, com o uso de concessões públicas de rádio e TV. Quando o político tem mandato, é fácil encontrar uma justificativa legal: divulgação. Essa flexibilidade expõe a tênue linha entre o que é legal e o que é imoral. E também a dificuldade da população média em identificar que esse tipo de publicidade não deveria guiar o fluxo de votos. Por isso não há renovação no ciclo político.

Leia mais

Quinta, 06 de Agosto de 2020 - 07:20

Bolsonaro 'paz e amor' é parte do cheiro de golpismo intermitente que atinge o Brasil

por Fernando Duarte

Bolsonaro 'paz e amor' é parte do cheiro de golpismo intermitente que atinge o Brasil
Um golpe chegou a ser defendido pelo presidente Jair Bolsonaro e alguns de seus ministros mais próximos. A reportagem da revista Piauí escancara algo sobre o que há algum tempo a imprensa vive a alertar: Bolsonaro não tem apreço pela democracia. No texto, há a descrição detalhada do dia 22 de maio de 2020, quando o presidente se viu acuado por uma decisão protocolar de Celso de Mello de encaminhar um pedido de apreensão dos celulares dele e do filho Carlos para a Procuradoria-Geral da República. Caso você não tenha reagido com ojeriza a esse relato, é preciso revisitar seu próprio conceito de democracia.

Leia mais

Quarta, 05 de Agosto de 2020 - 07:20

Incensado por Maia, ACM Neto é candidato em 2022 - só não a presidente da República

por Fernando Duarte

Incensado por Maia, ACM Neto é candidato em 2022 - só não a presidente da República
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, apresentou o nome de ACM Neto como um potencial candidato do DEM à presidência da República. Para o prefeito de Salvador, foi uma excelente publicidade positiva, devido à visibilidade do correligionário. Porém esse é o tipo de cavalo que, mesmo que passe selado, ACM Neto não deve aproveitar. Sob o risco de não atingir um objetivo almejado há tempos e jamais negado: ser governador da Bahia. Por isso, a fala de Rodrigo Maia não passa de uma cortina de fumaça. Relevante, mas pouco provável.

Leia mais

Terça, 04 de Agosto de 2020 - 07:20

Rui erra ao comparar volta às aulas a reabertura de shoppings

por Fernando Duarte

Rui erra ao comparar volta às aulas a reabertura de shoppings
A eventual reabertura precoce das escolas não dá para ser comparada com a reabertura de setores econômicos. Porém o governador Rui Costa foi infeliz em traçar esse paralelo, quando questionado sobre a possibilidade de retomada das aulas presenciais na Bahia. Para ele, se ninguém falou sobre “genocídio” na retomada dos shoppings centers, não dá para se preocupar com a exposição da comunidade escolar caso opte pelo reinício das atividades em salas de aula físicas.

Leia mais

Guedismo, a religião que acredita que a nova CMPF é alternativa inteligente para o Brasil
Entre os tantos credos disponíveis no Brasil, o culto à figura de Paulo Guedes, ministro da Economia, é um dos mais intrigantes. Tanto quanto o bolsonarismo ou até mais, visto que os ultraliberais que seguem o "Chicago boy" são, em tese, mais letrados do que esse primeiro grupo. O novo dogma desse grupo é a CMPF rebatizada com um nome qualquer, para deleite de quem acreditava nos hiperbólicos planos de que em pouco tempo iria sair do "buraco que o PT nos colocou".

Leia mais

Bloco DEM e MDB olha para o próprio umbigo para tentar manter um pé dentro do governo
DEM e MDB formaram um bloco na Câmara dos Deputados e deixaram o centrão, liderado por Arthur Lira (PP). O grupo comandado pelo progressista ainda se mantém com PL, PP, PSD, Solidariedade, PTB, Pros e Avante, porém perde 63 deputados e muita força de negociação com o governo de Jair Bolsonaro. O número de parlamentares é o que importa para o governo federal e essa desidratação enfraquece o único candidato declarado à sucessão de Rodrigo Maia, o próprio Lira. Porém é preciso entender alguns meandros por trás dessa disputa.

Leia mais

Quinta, 30 de Julho de 2020 - 07:20

Início da reabertura diminui pressão em Salvador, porém não é hora de relaxar

por Fernando Duarte

Início da reabertura diminui pressão em Salvador, porém não é hora de relaxar
Passada a primeira semana da fase 1 do protocolo de reabertura das atividades econômicas em Salvador, o prefeito ACM Neto admitiu, em conversa com o Bahia Notícias, que a pressão sobre ele diminuiu. Não apenas de shoppings centers, grandes lojas e templos religiosos, mas de toda a sociedade, que começou a vislumbrar uma luz no fim do túnel em meio à pandemia do novo coronavírus. Porém o próprio ACM Neto reforça: “Não dá para relaxar”.

Leia mais

Quarta, 29 de Julho de 2020 - 07:20

Servidor que recebeu auxílio emergencial de maneira ilegal deveria ser demitido

por Fernando Duarte

Servidor que recebeu auxílio emergencial de maneira ilegal deveria ser demitido
Mais de 70 mil servidores municipais foram identificados como beneficiários irregulares do auxílio emergencial na Bahia. Esse problema não é novo. Quando o Ministério da Cidadania e a Controladoria-Geral da União iniciaram o cruzamento das bases de dados disponíveis nas esferas federal, estaduais e municipais, começaram a aparecer números altos de ilegalidades na concessão do “coronavoucher”. Parte desses cadastros pode ser justificada por fraudes ou uso ilegal das informações dos servidores. Ainda assim é assustador pensar que nas diversas instâncias públicas haja pessoas com tamanho descompromisso com recursos públicos.

Leia mais

Reforço do Republicanos a bloquinho pode limitar disputa por vice e presidência da CMS
O bloquinho formado por MDB, PTB, PSC e Solidariedade tem agora mais um integrante em Salvador com a adesão do Republicanos. E deve ganhar um desafio discursivo: como conquistar a vaga de vice-prefeito na chapa de Bruno Reis (DEM) e ainda viabilizar a presidência da Câmara. Obter sucesso em ambos os pleitos é uma promessa que dificilmente o líder do bloco e presidente do Legislativo, Geraldo Jr. (MDB), vai conseguir concretizar. Não dá para ter as duas coisas, segundo avaliações de quem acompanha as articulações.

Leia mais

Segunda, 27 de Julho de 2020 - 07:20

O flerte antidemocrático só é válido quando se trata do bolsonarismo?

por Fernando Duarte

O flerte antidemocrático só é válido quando se trata do bolsonarismo?
A última semana terminou com uma decisão controversa do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que determinou a suspensão de contas de 16 bolsonaristas no Twitter. Ainda em maio, este mesmo grupo de seguidores do presidente Jair Bolsonaro havia sido alvo de mandados de busca e apreensão e quebras de sigilo no inquérito das Fake News, o que foi criticado pelas mais diversas vertentes políticas. Por mais que gere uma enxurrada de memes e de elogios vindos dos adversários, a suspensão das contas abre um precedente perigoso. E se a medida se tornar frequente?

Leia mais

Histórico de Conteúdo