Terça, 19 de Novembro de 2019 - 17:21

Câmara de Vereadores aprova título de Cidadão Soteropolitano para Roger Machado

por Ulisses Gama / Matheus Caldas

Câmara de Vereadores aprova título de Cidadão Soteropolitano para Roger Machado
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

A Câmara Municipal de Salvador aprovou na tarde desta terça-feira (19) o título de cidadão soteropolitano e a medalha Zumbi dos Palmares para o técnico Roger Machado, do Esporte Clube Bahia.

Os pedidos foram protocolados no dia 31 de outubro pelo presidente da Casa, vereador Geraldo Jr. (SD). A justificativa foi o discurso do técnico contra o racismo após o jogo contra o Fluminense, válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, ele e o técnico Marcão, do clube carioca, vestiram uma camisa de campanha contra o preconceito.

"Com relação à campanha, não deveria chamar atenção ter repercussão grande dois treinadores negros na área técnica, depois de ser protagonistas dentro do campo. Essa é a prova que existe o preconceito, porque é algo que chama atenção. A medida que a gente tenha mais de 50% da população negra e a proporcionalidade não é igual. A gente tem que refletir e se questionar. Se não há preconceito no Brasil, por que os negros têm o nível de escolaridade menor que o dos brancos? Por que a população carcerária, 70% dela é negra? Por que quem morre são os jovens negros no Brasil? Por que os menores salários, entre negros e brancos, são para os negros? Entre as mulheres negras e brancas, são para as negras? Por que que, entre as mulheres, quem mais morre são as mulheres negras? Há diversos tipos de preconceito. Nas conquistas pelas mulheres, por exemplo, hoje nós vemos mulheres no esporte, como você, mas quantas mulheres negras têm comentando esporte? Nós temos que nos perguntar. Se não há preconceito, qual a resposta? Para mim, nós vivemos um preconceito estrutural, institucionalizado", declarou, à época.

A declaração do comandante tricolor ganhou repercussão nacional e foi alvo de elogios mundo afora. De acordo com a justificativa emitida por Geraldo Júnior, "os posicionamentos mais marcantes de Roger Machado coincidem com a chegada ao Bahia, clube pioneiro no país ao criar um núcleo de ações afirmativas".

Histórico de Conteúdo